Favoristimo, surpresa e equilíbrio marcam Europa League

- O Chelsea quer confirmar sua classificação, o BATE quer ser a zebra diante do Arsenal, enquanto Bétis e Rennes duelam com possilidades em aberto
Gigantes europeus em campo na Europa League

Nesta quinta-feira (21) acontece os duelos de volta, pelas 16 avos de final da Europa League. Com vários jogos, destaque para três partidas. Primeiro de tudo, após conquistar um empate heroico na partida de ida. O Bétis agora recebe o Rennes, na Espanha. Em seguida, o Chelsea tem a obrigação de apenas segurar o bom resultado que fez no embate anterior, quando venceu o Malmo, na Suécia. Caso confirme o favoritismo, será um alívio após a derrota para seu rival, o Manchester United na última segunda (18), pela Copa da Inglaterra. Por fim, o Arsenal tem a missão de reverter a derrota que sofreu pelo placar mínimo. No confronto anterior, o BATE venceu os Gunners, e detém a vantagem do empate, na Inglaterra. 

EUROPA LEAGUE – 16 AVOS DE FINAL 

Bétis x Rennes 

O empate tem sido o resultado mais frequente das partidas mais recentes do Betis. Assim foi em três dos quatro últimos jogos. Além disso, está lista ganhou mais um item no domingo (17). Com o 1 x 1 diante do Alavés, em Sevilla, pela 24ª rodada do Campeonato Espanhol. Enquanto isso, o tropeço caseiro impediu que o alviverde conseguisse retornar para zona de classificação para torneios internacionais de La Liga. Com 33 pontos (nove vitórias, seis empates e nove derrotas), está na oitava posição na tabela de classificação. O técnico Quique Setien tem duas baixas certas. Dessa maneira já foram vetados pelo departamento médico o defensor Firpo Júnior e o atacante Cristian Tello. Ambos são considerados titulares da equipe.

O Rennes não conseguiu manter no domingo (17), o ritmo intenso de competitividade que lhe rendeu quatro vitórias nas últimas sete partidas. Assim, em confronto pela 25ª rodada do Campeonato Francês, foi batido, como visitante, por 2 x 0, para o Reims. Dessa maneira, permaneceu estacionado na marca de 36 pontos. (dez vitórias, seis empates e nove derrotas) caindo para 11ª posição na tabela da Ligue 1. O técnico Julien Stephan terá desfalques. Portanto, estão aos cuidados do departamento médico os meio campistas Ludovic Baal, Romain Danze, Rafik Guitane, Jakob Johansson e James Lea Siliki; e o atacante Theoson Siebatcheu.

Confira o histórico de confrontos aqui.

https://twitter.com/RealBetis/status/1098262175288832001

Chelsea x Malmo 

A vitória na Suécia conteve um pouco os ânimos dos torcedores do Chelsea depois da vexatória derrota do clube, por 6 x 0, para o Manchester City no Campeonato Inglês. No entanto, a explosão aconteceu na segunda-feira (18), no primeiro jogo em casa após o fracasso diante da nova derrota. Dessa vez para o Manchester United. Ao levar 2 x 0, o time foi eliminado nas oitavas de final da Copa da Inglaterra.

Foi o que bastou para que os fãs disparassem coros pedindo a demissão do técnico italiano Maurizio Sarri. Que há algum tempo vinha sinalizando ter perdido o controle do vestiário dos Blues. Algo que não é uma novidade. Isso já aconteceu anteriormente com o português José Mourinho e com o também italiano Antonio Conte. A duração das novelas teve duração diferente, mas o final foi sempre o mesmo. Os treinadores foram dispensados antes do encerramento de seus contratos. Para a partida, Sarri tem três limitações para definir o time. Estão entregues ao departamento médico o defensor Gary Cahill; e os meio campistas Daniel Drinkwater e Ruben Loftus-Cheek.

Confira o histórico de confrontos aqui.

https://twitter.com/ChelseaFC/status/1098315642011291661

Arsenal x BATE

O 1 x 0 marcado pelo Arsenal como visitante (5) no Blackpool, em duelo pela Copa da Inglaterra estabeleceu um padrão binário de resultados para equipe Londrina. A partir daí, foi vitória, derrota, vitória, derrota. Já são oito os confrontos nessa sequência que, se mantida, gerará um sucesso nesta quinta-feira. Esse desempenho, contudo, tem causado danos à boa trajetória que o time teve na primeira metade da temporada. Depois de ter sido eliminado da Copa da Liga da Inglaterra, o Arsenal caiu também na FA Cup. Foi batido, em casa, pelo Manchester United, por 3 x 1.

Assim, a Liga Europa acaba virando a tábua de salvação de sua temporada. Para buscar a virada, o técnico Unai Emery terá que driblar uma série de baixas. Uma delas é do atacante francês Alexandre Lacazette. Ele foi expulso no jogo de ida e terá que cumprir suspensão na partida em Londres. As demais são motivadas por contusão. Estão lesionados os defensores Hector Bellerin e Rob Holding; os meio campistas Mesut Ozil e Aaron Ramsey; e o atacante Welbeck.

O Bate Borisov também não teve compromissos para cumprir no final de semana. Mas o motivo foi outro. A edição 2019 da Vysshaya Liga, o Campeonato Bielorrusso, que segue o calendário anual, ainda não começou. A primeira rodada está marcada apenas para o final de março. Até lá, o campeão das 13 últimas edições do torneio poderá se dedicar quase que única e exclusivamente à disputa da Europa League. Seu único compromisso oficial no calendário nesse período é a partida pela Supercopa da Bielorrússia, contra o Brest, em 2 de março.

A falta de ritmo de jogo parece não ter atrapalhado muito na primeira partida. Até mesmo pelo estilo de atuar do Bate, que praticamente não ficou com a bola. A posse da pelota pelo Arsenal foi de 71%. Mas os bielorrussos mostraram eficiência. No tempo em que tiveram a redonda, criaram seis oportunidades de finalização e mandaram metade delas no alvo.

Confira o histórico de confrontos aqui.

https://twitter.com/Arsenal/status/1098422306857091075

Avatar
Alexsander Vieira
Quando pequeno, pensava em trabalhar com o futebol, como jogador. Por situações não harmoniosas esse sonho se dissolveu, porém achei outra maneira de continuar no esporte. Foi com as mãos que decidi trabalhar, informar minha nação com os melhores acontecimentos, e sempre ter credibilidade no que passo à frente. Obs: 3 x 0 não é goleada
http://www.radioprado.com.br

Artigos Relacionados

Topo