O Estudiantes afastou o meia-atacante, Diego García, após denúncia de abuso sexual. Em suma, o clube de La Plata anunciou a decisão em comunicado oficial, publicado no último sábado (27). De acordo com a declaração, o atleta não está à disposição da comissão técnica até que a negociação avance na investigação do fato. Além disso, a diretoria ainda espera um esclarecimento sobre o a situação processual. García ainda não se pronunciou sobre o assunto.

A ACUSAÇÃO

A princípio, uma garota, de 21 anos, acusa Diego García, por abuso sexual. Ela faz parte da equipe de hóquei em campo do clube. Em síntese, o episódio ocorreu na última quarta-feira (24), em uma casa de campo alugada por alguns jogadores do time. O lugar está localizado na região da Rodovia 2, km 52, da cidade de Abasto. A garota foi para o lugar junto de amigos. Afinal, era uma festa.

Em declaração, a vítima conta que aguardava para usar o banheiro quando tudo aconteceu. Ao passo que, no momento de entrar no cômodo, Diego García, apareceu, pegou-a pelo braço e entrou junto com ela. A moça ainda afirma que, em seguida, o jogador fechou a porta, virou e a jogou contra a parede. De tal forma que acertou o seu olho esquerdo. Em síntese, estes foram os acontecimentos antes do atleta cometer o estupro, segundo o depoimento. O caso foi classificado como suposto abuso sexual.

SITUAÇÃO DE DIEGO GARCÍA

O Estudiantes enfrentou o Racing no final de semana. A partida aconteceu no domingo (28), válida pela 3ª rodada do Campeonato Argentino de 2021. Sendo assim, um dia antes divulgou a lista de relacionados para o jogo. Ao que parece, Diego ficou insatisfeito quando percebeu que seu nome não aparecia na relação. Como resultado, o clube emitiu um comunicado sobre a situação. Nele, o Pincha diz que irá afastar o jogador até a resolução do caso. Diego García tem 22 anos e possui contrato com o clube até 2023. O León é dono de 50% dos direitos do atleta.

Foto destaque: Reprodução/TyC Sports

Carlos Soares
Carlos Soares
Além da enorme paixão pelo esporte, eu sempre tive facilidade com a comunicação no geral. É uma habilidade que me destaca em qualquer ambiente que esteja. O desejo de fazer jornalismo surgiu devido a vontade de fazer com que essa aptidão possa me proporcionar grandes desafios em minha carreira profissional, principalmente na área esportiva. Ao ingressar na faculdade e estagiar na área, descobri diversas abordagens diferentes que o jornalismo pode ter e a quantidade de histórias que estão esperando para serem contatadas. O que fez eu me interessar ainda mais pela profissão e querer desempenhar um fazer jornalístico objetivo e de qualidade.