Com virada espetacular na prorrogação, Estoril Praia supera Marítimo e vai às semifinais da Taça de Portugal (Foto: Divulgação / Estoril Praia)

Nesta terça-feira (27), Marítimo e Estoril Praia entraram em campo em jogo válido pelas quartas de final da Taça de Portugal. Assim, no Estádio do Marítimo, as equipes fizeram um jogo equilibrado em que os Leões da Madeira saíram na frente com Joel Tagueu. No entanto, já nos acréscimos, começou a virada espetacular dos Estorilistas que empataram e levaram a decisão para a prorrogação. No fim, com mais dois gols no tempo extra, os visitantes decretaram a classificação às semifinais, a única de um time da Segunda Liga na atual edição.

1º TEMPO

Após superar o Sporting nas oitavas de final, o Marítimo voltou a defrontar outro líder nacional, mas dessa vez da Segunda Liga. Assim, demonstrando saber o que fazer com a bola nos pés, as duas equipes fizeram uma etapa inicial bastante equilibrada. Logo, do lado estorilista, Zé Valente e Miguel Crespo comandava as ações pelo meio e levavam perigo. Enquanto que os Leões da Madeira exploraram os lados do campo e chegaram a incomodar.

No entanto, somente aos 29′, a rede balançou para o Marítimo. Assim, Fábio China recebeu de Correa e cruzou na medida para Joel Tagueu pular mais alto que a marcação e abrir o placar. Logo, com a desvantagem o Estoril Praia passou a dominar a partida e criar possibilidade de empate, mas sem obter êxito. Enquanto que os Leões da Madeira se defenderam bem.

2º TEMPO

Na volta do intervalo, o ritmo da partida caiu e as equipes não chegavam mais com tanto perigo. No entanto, após um contra-ataque rápido, o Marítimo conseguiu controlar a partida e ditar a sua proposta, de forma mais intensa e criativa. Apesar disso, faltava uma melhor qualidade nos homens da frente para definir o placar. Logo, algo que custaria caro na reta final do confronto.

Isso porque, o árbitro assinalou 10 minutos de acréscimos. Assim, nos últimos instantes, quando a classificação já se encaminhava para o Marítimo, Gamboa chutou na mão de Kerkez dentro da área, pênalti para o Estoril Praia. Logo, Gamboa foi para a cobrança e converteu o penal que levou a partida para a prorrogação. Dessa forma, um duro golpe para os Leões e um sopro de esperança para os Estorilistas.

https://twitter.com/estorilpraiasad/status/1354566047060414472

PRORROGAÇÃO

Assim, a prorrogação começou como terminou a etapa final. Pois, de início, Caio Secco fez falta dentro da área em Harramiz, novo pênalti para o Estoril Praia. No entanto, dessa vez, Gamboa desperdiçou ao mandar para fora da baliza. Apesar disso, ainda no embalo do tempo normal, os Estorilistas se mantiveram em busca do gol da classificação.

Logo, não demorou muito para que Jean Amani desempatasse a partida a favor do Estoril Praia, após passe de Pedro Empis. Em seguida, o brasileiro Claudio Winck fez falta dura em Empis e foi expulso, ainda o mesmo Empis carimbaria a trave. Na sequência, aproveitando o cansaço da defesa, Harramiz decretou o 3 x 1 no final da primeira parte. Por fim, ainda haveria tempo para Edgar Costa ser expulso pelo Marítimo.

MARÍTIMO x ESTORIL PRAIA – E AGORA?

Dessa forma, com o resultado, o Estoril Praia conquistou classificação à semifinal da Taça de Portugal e aguarda a definição do adversário. Já o Marítimo, do técnico brasileiro Milton Mendes, se despediu após fazer história e eliminar o Sporting nas oitavas de final. Agora, as equipes se voltam para a Segunda Liga e Primeira Liga, respectivamente. Assim, os Leões da Madeira visitam o Vitória de Guimarães, no domingo (31), às 12h (horário de Brasília). Enquanto que os Estorilistas enfrentam, fora de casa, o Arouca, na terça-feira (2/2), às 17h (horário de Brasília).

MELHORES MOMENTOS – MARÍTIMO x ESTORIL PRAIA

Em breve.

Foto Destaque: Divulgação / Estoril Praia

Avatar
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

Artigos Relacionados