Neste sábado (30), às 17h, a bola começa a rolar entre Palmeiras e Santos, no clássico estádio do Maracanã. As equipes decidem a final da Libertadores da América. Mas antes disso, conheça um pouco mais sobre a história dos comandantes da equipe.

Abel Ferreira

O técnico português, de 42 anos, assumiu o Palmeiras em novembro de 2020. Foi sob o comando de Abel Ferreira, que o verdão chegou a final da Taça Libertadores com uma campanha impecável. Apesar do tropeço diante do River, no Allianz Parque, a vitória histórica na Argentina ainda é lembrada por todos.

“É através desses jogos que nós preparamos para final” – afirmou Abel ao reforçar que o Palmeiras entrará com essa identidade contra o Santos.

O lusiano busca conquistar o primeiro título da competição em sua carreira (bi campeonato alviverde) e é a primeira vez que entrará em campo no Maracanã. Além disso, na história do verdão, outros dois técnicos estrangeiros conseguiram levar o clube para a final. Os argentinos Armando Reganeschi e Alfredo González, que garantiram o vice campeonato.

Cuca

Do outro lado, Cuca é um velho conhecido dos palestrinos. Ele comandou o Palmeiras e conquistou o enea no Campeonato o Brasileiro em 2016 junto ao clube.

Além disso, o Gaúcho de 57 anos, conhece muito bem o tradicional Maraca. Ele vivenciou momentos históricos com grandes equipes como Flamengo, Botafogo e Fluminense. Ao contrário do rival, Cuca já conquistou a Libertadores antes, em 2013 pelo Atlético Mineiro. Apesar de marcada por alguns problemas financeiros e de bastidores, o Santos fez a segunda melhor campanha da competição.

Foto: Divulgação /Conmebol Libertadores

Ana Paula Contado
Ana Paula Contado
Meu nome é Ana Paula, tenho 20 anos, sou estudante de jornalismo e apaixonada por esporte, especialmente pelo futebol. Fascinada pela magia dos clássicos e leal a resenha, busco levar em meus textos a emoção de uma torcedora raiz.