Escalação do Operário-PR para o confronto contra o Sampaio Corrêa

A escalação do Operário-PR pode ser diferente neste sábado. Em outras palavras, o técnico Claudinei Oliveira estuda as possibilidades de mudança para modificar essa sequência ruim para o próximo confronto do clube. Aliás, o Fantasma não tem enfrentado os seus melhores dias no Brasileirão. Afinal, o grupo não tem conseguido encaixar bons resultados. Ainda mais, quebrou a sua invencibilidade dentro do GK.

Mudanças: escalação do Operário-PR

Começo de temporada sempre é uma emoção. Afinal, os clubes precisam construir uma boa base para seguirem com tranquilidade no campeonato. Ou seja, é preciso enfrentar algumas modificações para conquistar as melhores colocações na classificação. Em outras palavras, o técnico do Fantasma estuda as possibilidades de mudanças que o elenco precisará sofrer para driblar a falta de vitórias na competição.

Em suma, o técnico do clube alvinegro já coloca em prática essas mudanças. Aliás, Fernando Neto, não participará do jogo contra o Sampaio Corrêa neste sábado. Afinal, suspenso por acúmulos de cartões, o volante foi suspenso e fica de fora da partida. Dessa forma, as opções para ocupar a vaga do atleta poderá ser Marcelo, Tomas Bastos, Giovanni Pavani e Rafael Chorão.

Todavia, nem tudo é perda. Em outras palavras, o elenco de Claudinei poderá ter a estreia de Ricardinho. Ou seja, o atacante foi relacionado pela primeira vez e poderá iniciar no banco de reservas da equipe da Vila.

Sendo assim, a possível escalação para a partida poderá contar com Vanderlei, Arnaldo e Thales. Ainda mais, Reniê e Fabiano. Além disso, André Lima, Ricardinho e Marcelo, são as opções para o confronto. E por fim, Reina, Thomaz e Paulo Sérgio.

Lembrando, a bola rola neste sábado (30), às 16h30 (horário de Brasília). A saber, no Castelão, em São Luís, no Maranhão.

Foto Destaque: Reprodução/ André Jonsson/ OFEC

Amanda Scarlatt
Amo poder ter o jornalismo como a minha maneira de expressão. Sou apaixonada pelo meio digital e tudo que podemos construir nele na comunicação. Acredito fielmente na essência de uma boa matéria jornalística: a investigação. Afinal, independente da sua editoria e formato, o jornalismo pode mudar vidas. Enfim, VIVA O JORNALISMO!