Encostado no Shandong Luneng, Róger Guedes alega atrasos de salários e busca rescisão

Um dos melhores jogadores do futebol chinês, Róger Guedes acionou à Fifa contra o Shandong Luneng. Isso porque o brasileiro alega atrasos de salários nos últimos três meses e, dessa forma, gostaria de um retorno do clube. Caso não haja, então irá solicitar a rescisão contratual.

Róger Guedes tem contrato com o Shandong Luneng até julho de 2022. No entanto, desde que retornou à China em julho, sequer foi utilizado, uma vez que não foi inscrito por na Superliga Chinesa pelo técnico Li Xiaopeng. O jogador cumpriu os 14 dias de isolamento social, acompanhou a partida seguinte nas arquibancadas, mas desde então participa apenas dos treinos.

As palavras de Xiaopeng na coletiva de hoje não foram das melhores ao brasileiro. O técnico deu a entender que Róger Guedes não será inscrito na lista de setembro.

Guedes treinou muito bem, mas afinal, 10 meses sem um jogo oficial, talvez tenhamos jogadores melhores para acrescentar. Ele terá que esperar”.

Com a camisa do Shandong Luneng, Róger Guedes tem 14 gols e sete assistências em 30 jogos.

https://twitter.com/TiroDiCanto/status/1301166098189094919?s=20

Galo de olho!

O Atlético Mineiro tem interesse em contar com Róger Guedes. Alexandre Mattos, que o contratou no Palmeiras, onde fez parte do decacampeonato, é o diretor-executivo do Galo e gosta do futebol do atacante.  Mas, há um detalhe de se repatriar o jogador seria a cláusula na qual, em caso de retorno do jogador ao Brasil, o Shandong teria que pagar 3 milhões de euros ao Palmeiras.  No entanto, a Fifa, recentemente, considerou a cláusula como irregular e puniu o Verdão, que deve recorrer no TAS (Tribunal Arbitral do Esporte).

Foto destaque: Reprodução/Twitter

Thiago Lopes
Thiago Lopes, 20 anos. Estudante de jornalismo - 6º semestre.

Artigos Relacionados