Emanuel se despede em carta aberta do clube que o revelou

Na última quarta-feira (27), um ciclo chegou ao fim oficialmente e deixou um capítulo de alegrias escrito na vida do zagueiro Emanuel, assim como, no Grêmio. O defensor vestiu a camisa tricolor durante seis anos como atleta do clube. Entretanto, contratado pelo Spartak Varna, time da primeira divisão da Bulgária, Emanuel deixa a equipe gaúcha.

Em suma, pelo Tricolor, o zagueiro estreou como profissional no Brasileirão de 2017 e conquistou dois títulos estaduais, em 2020 e 2021. Além disso, foi convocado para defender a Seleção Brasileira Sub-18. Dessa forma, Emanuel fez questão de se despedir do clube e da torcida.

Carta de agradecimento e despedida (aberta)

Hoje me despeço do Grêmio de forma oficial. Foram seis anos defendendo essa grande instituição. Um período de muito aprendizado, marcado por vitórias e conquistas, mas também por adversidades e momentos de superação, que me fizeram evoluir como atleta e ser humano.

Com essa camisa, pude fazer a minha estreia como profissional e disputar competições do mais alto nível. Também tive a honra de ser convocado para a Seleção Brasileira, a realização de um sonho.

Sempre busquei representar o Grêmio da melhor forma e sou muito grato pela oportunidade. Deixo um agradecimento especial a todos que fizeram parte dessa trajetória: companheiros de equipe, funcionários do clube, torcedores e pessoas que estiveram ao meu lado nesses anos.

Obrigado, Grêmio!”

Contudo, a saída do atleta faz parte de uma reformulação do elenco tricolor, assim como o zagueiro, outros jogadores deixaram o time gaúcho. Entretanto, no caso de Emanuel, acrescentou o fato dele não estar sendo utilizado pelo técnico Roger e, após empréstimos aos clubes Inter de Limeira e São José. Em suma, o jovem defensor, de 22 anos, terá uma nova experiência profissional agora fora do Brasil e assinou contrato válido por três temporadas com o novo clube, na Europa.

Foto destaque: Lucas Uebel/Grêmio

Tity Marx
Na verdade, não fui eu que escolhi o jornalismo e sim ele que me escolheu. Sem dúvidas, a profissão é como um oceano que precisa ser desvendado na sua profundeza, só assim é possível conhecer e respeitar toda sua beleza.

Deixe um comentário