Em sua primeira experiência como técnico, Diego Forlán é demitido pelo Peñarol após 11 jogos

- Uruguaio não teve uma boa sequência de resultados à frente da equipe, além da baixa eficiência ofensiva
Diego Fórlan é demitido após 11 jogos à frente do Peñarol

Nessa segunda-feira (30), o uruguaio Diego Forlán foi demitido após 11 jogos como técnico do Peñarol. A derrota em casa para o Montevideo Wanderers por 2 x 0 no último domingo foi a gota d'água para os dirigentes do clube. Isso porque a equipe estacionou na 7ª colocação do Apertura Uruguaio 2020 com apenas 12 pontos em nove rodadas, sete atrás do líder.

Apesar disso, boa parte dos dirigentes do clube optaram em deixar a decisão final ao presidente Jorge Barrera. Ele que foi o responsável pela contratação de Diego Forlán em dezembro de 2019, quando não renovou com Diego López. Então o mesmo recebeu Forlán em sua casa e o informou sobre o desligamento oficial do time Aurinegro.

A primeira experiência de Forlán não foi boa

O principal motivo de tal decisão foi pela sequência de resultados ruins, além da pouca criação de jogadas e, consequentemente, a baixa eficiência ofensiva, tendo em vista a baixa quantidade de gols marcados em 2020. Sob seu comando, o Peñarol marcou apenas 12 gols e a defesa sofreu a mesma quantidade. Portanto, tudo isso fez com que a primeira experiência de ‘Cachavacha' chegasse ao fim.

Antes da paralisação em março, o Peñarol havia realizado cinco jogos, nos quais venceu apenas dois e perdeu outros dois, além de um empate. Inclusive, uma dessas duas derrotas foi para o Athletico Paranaense, em partida válida pela fase de grupos da Libertadores. Então, desde os amistosos de preparação para a retomada da temporada em agosto, a equipe não mostrava ter equilíbrio da defesa ao ataque.

Dessa maneira, no Apertura não foi diferente onde, em seis jogos disputados, venceu apenas dois compromissos. Contudo, o revés sofrido em casa, para o Montevideo Wanderers, que, passou a ser o líder da competição, decretou o fim da primeira experiência de Forlán como técnico.

O que dividiu os torcedores aurinegros. Muitos acreditam que faltou respaldo da diretoria em mantê-lo por mais tempo. Em contrapartida, outros afirmam que não fará falta por lá.

De qualquer forma, fato é que Diego Forlán deixa o Peñarol após quatro vitórias, três empates e quatro derrotas, com apenas 45% de aproveitamento.

Foto: FútbolUy / Miguel Frey

BetWarrior


Poliesportiva


Thiago Lopes
Thiago Lopes
Thiago Lopes, 20 anos. Estudante de jornalismo - 6º semestre.

Artigos Relacionados

Topo