Fortaleza

Ele fica! Mesmo após a dura derrota para o Ceará no clássico-rei, a diretoria do Fortaleza decidiu pela permanência do treinador Marcelo Chamusca. Assim, em reunião na tarde desta segunda-feira, 21, portanto, foi selada a continuidade. No entanto, o técnico continua pressionado no cargo. Assim, no Brasileirão, são apenas 30 pontos na tabela, dois a mais que o Vasco, o primeiro time na zona de rebaixamento.

Neste domingo, 20, o Fortaleza foi derrotado pelo Ceará por 0 x 2. Assim, além da derrota, a critica ficou pela má atuação dos jogadores. Portanto, o goleiro Richard, do Ceará, não precisou fazer nenhuma defesa em 90 minutos. Além disso, o nome do Fortaleza foi o goleiro Felipe Alves, que salvou o time de uma derrota maior.

Na coletiva pós-jogo, portanto, o técnico Marcelo Chamusca comentou sobre o momento que o time vive na competição, com apenas uma vitória nos últimos 11 jogos.

– Estou muito insatisfeito com esse percentual baixo. Tenho procurado dar o meu máximo para que a gente possa melhorar. No primeiro tempo, estivemos muito abaixo do que a gente quis trabalhar. Mas eu só tenho uma forma de tentar melhorar para o próximo jogo: a partir desta segunda (21) começar a focar, recuperar os jogadores, trabalhar a parte emocional, porque é um momento difícil. No ano passado, neste momento, houve uma vitória e crescimento. A gente não pode fazer terra arrasada, deixar de confiar nos jogadores e achar que está tudo errado, sair mudando tudo, porque não é o momento de fazer isso. É tomar as decisões com calma, analisar com tranquilidade e retomar para o próximo jogo, esse é o único caminho.

PRÓXIMOS PASSOS DO FORTALEZA

Assim, com essa sequência negativa, o Fortaleza têm a dura missão de enfrentar o Flamengo, no sábado às 21h (Horário de Brasília). Assim, além disso, o duelo marca o reencontro do time com seu ex-treinador, Rogério Ceni. Após o duelo, o Leão só volta a campo em 6 de janeiro, diante do Sport, em Recife.

Foto destaque: Reprodução/Thiago Gadelha/SVM

 

Avatar
Diego Vasconcelos
Olá, me chamo Diego Vasconcelos e tenho 20 anos. Estudante de jornalismo na Universidade Federal do Ceará. Sou apaixonado por esportes desde sempre e recentemente decidi aliar minha paixão pela escrita e o esporte. Torcedor do Fortaleza e simpatizante de tricolores e europeus de baixo porte. Fã de MMA e amante do Jiu-Jitsu.

Artigos Relacionados