Gilberto Júnior em ação pelo Goiás.

Desde que o contrato do volante Gilberto Júnior se encerrou com o Goiás no início de dezembro, o atleta treina para se manter em forma. Dessa maneira, o jogador juntamente com seu staff, também tem estudado propostas para a temporada deste ano.

“2020 foi um ano atípico, complicado para o futebol e para o mundo todo, então resolvi vir ficar com minha família enquanto o meu destino não é definido. Estar ao lado de quem a gente ama é muito importante, é necessário recarregar as energias para me doar ao próximo clube que eu for vestir a camisa”, comenta o volante.

Em sua passagem pelo Goiás, Gilberto foi a campo em 81 partidas. Tendo participado da campanha acesso à elite do Brasileirão em 2018, anotou dois gols e ajudou a conquistar vaga na Sulamericana em 2019.

O jogador comenta sobre a regularidade dos números e pensa que isso é um fator importante para análise do próximo contratante.

“Gosto e sou feliz com minha passagem pelo Goiás, fiz boas partidas, com boas sequências de jogos, e números importantes, principalmente no desarme, que é uma das minhas principais funções dentro de campo. Sei que para uma contratação, os números são importantes, agora é conversar com os interessados e decidir para onde seguir neste 2021”, conclui.

CARREIRA

Gilberto dos Santos Souza Júnior, de 32 anos, natural de Serrinha, interior da Bahia, iniciou sua carreira em 2008 pelo Bragantino B. No ano seguinte, se transferiu para o Corinthians B e seguiu rodando por clubes de menor expressão. Contudo, em 2011 chegou ao Atlético Mineiro, disputando parte daquele Brasileirão. Consequentemente, em 2012, o volante foi para o América Mineiro e continuou sua saga por times menores, até ter oportunidade de vestir a camisa do Philadelphia Union, da MLS.

Por lá ficou por um ano e retornou ao Brasil, dessa vez para jogar no Marília. No entanto, surgiu a oportunidade de voltar à terra do Tio Sam e assim o fez, só que dessa vez pelo Sacramento Republic FC. Permaneceu três anos no futebol norte-americano até chegar na Anapolina, em 2018, onde se destacou e se transferiu para o Goiás, seu último clube.

(Foto: Fernando Roberto)

Avatar
Ian Felipe
Sou Ian Felipe, estudante de jornalismo de 20 anos. Amante dos esportes e apaixonado pelo futebol.

Artigos Relacionados