Murilo Mendes

Na última sexta-feira (12), em live exclusiva para o Instagram do Futebol na Veia, o atacante Murilo Mendes concedeu entrevista para o repórter Caíque Ribeiro. O jogador do Livorno falou sobre vários temas, como o retorno do calcio e a vida na Itália. Além disso, foram abordados também assuntos como sua carreira, futebol brasileiro e projeções para o futuro. O atleta está há sete anos na bota, e participou de momentos incríveis como o título da Serie C, em 2018, mas também está no momento difícil do clube na  Serie B, brigando contra o rebaixamento nesta temporada.

ENTREVISTA COM MURILO MENDES

RETORNO DO FUTEBOL NA ITÁLIA E MEDIDAS DO GOVERNO

Quando questionado na live sobre qual sua opinião sobre as medidas de quarentena na Itália e o retorno do futebol, Murilo concordou com as medidas tomadas pelo governo italiano para conter os avanços da doença. Entretanto, criticou as medidas tomadas em relação ao calcio. Segundo o atleta, as entidades demoraram para paralisar o esporte no país. Além disso, o jogador de 25 anos citou cenas curiosas que ele presenciou, como as pessoas irem de máscara a praia. “Eu vi pessoas de máscara na praia aqui”, afirmou.

Além disso, Murilo comentou sobre o retorno do futebol italiano, e a fase difícil do Livorno na temporada. Hoje, o clube está na lanterna da Serie B italiana, com apenas 18 pontos. O atleta ressaltou que jogar no verão europeu será algo completamente novo, e ressaltou que espera dificuldades, devido ao longo tempo parado e o número de lesões que vem acontecendo em outros campeonatos. “Aqui no verão costuma bater até em 41 graus a temperatura, e por Livorno ser uma cidade litorânea, é também bastante úmida”, disse Murilo.

Foto: Divulgação/Livorno

ESTILO DE JOGO ITALIANO, E DIFERENÇAS DA SERIE B PARA A SERIE C

Além disso, Murilo também comentou algumas diferenças entre a Serie C italiana, para a segunda divisão. Desde 2015 no Livorno, o atacante participou como um dos protagonistas do título da terceira divisão em 2017. Entretanto, hoje, o clube luta contra o rebaixamento. Na temporada da conquista, o brasileiro marcou 11 gols e alegou que foi o melhor momento seu pelo time italiano. Ainda, ressaltou que naquela temporada, a equipe amaranto montou o elenco visando o título, e hoje investiu no plantel para se firmar na Serie B.

Ainda, Murilo ressaltou a diferença de estilos do futebol brasileiro, português e italiano. “O futebol português é como o Brasil na Europa, é um futebol muito rápido”, disse o jogador. Sobre o calcio, afirmou que as vezes incomoda o jogo mais defensivo, pois afeta sua maneira de jogar e até citou que muitas vezes as equipes entram em campo querendo o 0 x 0.

“Incomoda bastante, porque muda muito meu estilo de jogo. Mas você tem que se acostumar, pois se você não se adaptar, não joga. E as vezes, as equipes entram querendo o 0 x 0. Não vou citar o nome do treinador, mas teve uma partida que o técnico disse para gente ” hoje não quero ganhar, hoje eu quero o 0 x 0″, completou Murilo.

CHEGADA NA ITÁLIA

Murilo Mendes saiu cedo do Brasil, em 2013, quando teve a oportunidade de jogar na Itália. Além disso, o atacante mencionou que teve a oportunidade de jogar no Brescia e no Napoli. Entretanto, não conseguiu devido há algumas adversidades. Ainda, chegou a dizer que o atacante do Palmeiras, Miguel Borja, emprestado ao Junior Barranquila, chegou a integrar a equipe do Livorno no passado, antes de se juntar ao clube.

“Tive a oportunidade de vir para Itália fazer testes, onde consegui passar nos testes mas na época eu ainda não era comunitário, o que me impedia de assinar um contrato com eles (Brescia e Napoli). Mas o Livorno, subindo para a primeira divisão, me fez o convite de vir treinar com eles e fazer o meu primeiro contrato profissional com 18 anos. Depois disso estive três anos de empréstimo em Portugal (Olhanense) e voltei para o Livorno”, disse Murilo.

PROPOSTAS DE OUTRAS EQUIPES E MOMENTO ATUAL NO LIVORNO

Quando questionado se havia tido oportunidades de atuar em outros países da Europa, Murilo Mendes afirmou que elas existiram. Entretanto, o atacante afirmou que não estava em seus planos deixar a Itália. Além disso, alegou o desejo de jogar em algum clube da Serie A TIM e que teve proposta para jogar no Parma, quando o clube ainda estava na Serie B. Entretanto, de última hora, o presidente Aldo Spinelli barrou a negociação.

“Acabou não dando certo ir para o Parma, que na época ainda estava na Serie B, porque de última hora o presidente não aceitou o valor acordado é proposto por eles”, mencionou o atacante brasileiro.

Além disso, Murilo também mencionou o atual momento do clube. O Livorno vive incertezas sobre seu futuro, já que Aldo Spinelli deseja vender o time. Murilo afirmou que as especulações sobre o futuro da equipe afetam dentro de campo, que o presidente é uma pessoa histórica no Amaranto, mas que talvez seja o momento de “novos ares” para o atleta.

RIVALIDADE COM O PISA E TORCIDAS NA ITÁLIA

O Livorno tem como seu maior rival na Itália, a equipe do Pisa. Quando questionado sobre essa rivalidade, Murilo fez alusão a Cruzeiro x Atlético-MG, que é o maior clássico de Minas Gerais, terra natal do atacante. Além disso, o atleta ressaltou a felicidade de ganhar mais Derby del Terreno do que perder. Enfim, ainda contou sobre seu momento mais marcante no derby.

“Perdemos o clássico mas foi o mais marcante justamente pelo fato de 3.000 torcedores em suas motos nos levar até a entrada do estádio do Pisa … até então nunca tinha visto uma coisa parecida então ficou muito marcado pra mim isso neste derby. A rivalidade é muito grande entre Livorno x Pisa”, contou o atacante.

Ainda, comentou sobre a torcida do Livorno, de como na opinião dele, é uma das mais apaixonantes da Itália, pois acompanha o clube em qualquer situação. Dessa forma, também comentou sobre as melhores torcidas do país, com grande respeito pelas da capital. “Lazio , Roma e Napoli , acho que são as mais apaixonadas”.

RELAÇÃO COM O FUTEBOL BRASILEIRO

Murilo Mendes saiu muito cedo do futebol brasileiro, tanto que não atuou no país profissionalmente. Quando perguntado se havia o desejo de retornar um dia, ele deixou claro sua vontade. Além disso, alegou não ter um time específico, mas citou a grande fase do Flamengo, e outros grandes clubes do nosso cenário. Além disso, comentou que acompanha bastante os jogos no Brasil, de acordo com o horário da Itália.

“Sim pelo nível e pelos resultados que vem obtendo, pelos jogadores do elenco o Flamengo hoje se destaca , mas o Brasil e repleto de clubes com histórias lindas e de muita glória… é o caso do São Paulo, Cruzeiro, Atlético Mineiro , Santos. Poderia ficar aqui o dia todo citando os clubes no Brasil que até de categorias inferiores tem uma bela história aí no Brasil”, disse o atleta.

“Sempre que posso estou acompanhando os jogos no Brasil. Costumo assistir os jogos das 16h (horário de Brasília), devido ao horário aqui na Itália. Não acompanho muito os jogos da Libertadores pois aqui, começa bem tarde”, completou.

O Livorno volta a campo no dia 20 de junho, pela 29ª rodada da Serie B, e enfrenta o Citadella, no retorno aos gramados. O confronto será em casa, no estádio Armando Picchi, e terá início às 13h (horário de Brasília). Na atual temporada, Murilo atuou em 16 partidas, marcando um gol e dando uma assistência.

Foto destaque: Divulgação/Livorno FC

Caíque Ribeiro
Olá, eu sou Caíque Ribeiro, tenho 20 anos e a paixão por esportes corre em minhas veias, sobretudo, o futebol. Um amante do futebol tanto brasileiro, quanto europeu e ainda sim, do alternativo. Tendo como maior jogador que vi jogar, Ronaldinho Gaúcho e grandes memórias futebolísticas. Estou cursando jornalismo pela Universidade Anhembi Morumbi. Quando criança,sonhava em ser jogador de futebol,mas a vida me planejou outros rumos. Desde então, decidi juntar duas paixões: a paixão por escrever e a paixão pela pelota, e seguir nessa jornada,sempre disposto a trazer a informação de forma correta e apurada ao público. Além de futebol, escrevo e sou comentarista sobre basquete na Rádio Poliesportiva. Instagram: @caiqueribero, Twitter: @CRSousa5

Artigos Relacionados