Em La Plata, Defensa y Justicia vence Estudiantes e sobe na tabela do Argentino

- Na reta final da competição, El Halcón entra na briga por uma vaga na Copa Sul-Americana
Defensa y Justicia .

Na noite desta segunda-feira (17), Estudiantes e Defensa y Justicia entraram em campo pela 20ª rodada da Superliga Argentina. Assim, no Jorge Luis Hirschi, El Halcón foi superior em boa parte da partida e chegou com naturalidade aos gols. Dessa forma, ainda na etapa inicial, após pênalti perdido por Gastón Fernández, para os Pinchas, Pizzini abriu o placar. Já no segundo tempo, com facilidade, Rubén Botta aumentou a contagem. Já na reta final, Marcos Rojos descontou. No entanto, não foi suficiente para evitar a derrota por 2 x 1 que colocou os visitantes na briga pela classificação para Copa Sul-Americana.

1º TEMPO

A partida começou já agitada e com o Defensa y Justicia chegando com mais perigo. Assim, logo aos 2′, Gonzalo Piovi já havia arrematado de longe para boa defesa do goleiro do Estudiantes. Em seguida, foi a vez de Neri Cardozo bater colocado, buscando o ângulo da baliza, mas Andujar voou para espalmar. Dessa forma, aos 9′, os Pinchas tiveram a primeira oportunidade, em cobrança de falta. Logo, Gastón Fernández bateu e Marcos Rojo quase marcou na pequena área, mas a bola foi para fora. Na sequência, o mesmo Gastón experimentou de fora da área, após passe de Cauteruccio, mas o arqueiro visitante estava no lance.

Aos 17′, Gastón Fernández invadiu a área e foi derrubado por Héctor Martínez, pênalti para Estudiantes. No entanto, o Camisa 10 cobrou tentando dar uma cavadinha e a bola foi fraca para as mãos de Unsain. Penalidade que fez falta, pois no minuto seguinte, sofreu o gol. Assim, Francisco Pizzini recebeu lançamento de Juan Lucero, cortou do marcador e bateu entre as pernas de Andujar para fazer o primeiro do Defensa y Justicia. Em seguida, El Halcón ainda chegaria com Marcelo Benitez que finalizou cruzado para grande defesa de Andujar, evitando o segundo tento ainda na etapa inicial.

2º TEMPO

Na jornada complementar, Defensa y Justicia se impôs e dominou boa parte da partida. Assim, logo a 1′, Rubén Botta finalizou da pequena área, após cruzamento de Pizzini, mas a bola foi para fora. Em seguida, os jogadores trocaram de papéis e Francisco Pizzini arrematou para boa defesa de Andujar. Enquanto que aos 5′, El Halcón teve a melhor chance até aquele momento. Marcelo Benítez roubou bola dentro da área, fez o giro e bateu colocado, a pelota carimbou o travessão dos mandantes. Na sequência, Estudiantes desceu pela primeira vez no segundo tempo na cabeçada de Juan Fuentes.

No entanto, quem tanto pressionou conseguiu chegar ao gol aos 17′. Assim, Rubén Botta recebeu livre pela ponta direita, carregou, invadiu a área, trouxe para o meio e bateu com facilidade para fazer o segundo gol do Defensa y Justicia. Mesmo com a vantagem, El Halcón seguiu buscando mais com Juan Lucero e Enzo Coacci, que pararam em Andujar. Já na reta final, Marcos Rojo deu passe de cabeça, após batida de falta, e Mateo Retegui mandou uma bomba, com raiva, no ângulo central de Unsain para diminuir a partida para Estudiantes. No entanto, o gol não foi suficiente para mudar o resultado final do confronto.

E AGORA?

Dessa forma, com a vitória, Defensa y Justicia entra na briga direta por uma vaga na Copa Sul-Americana chegando a 12ª posição com 29 pontos. Enquanto que Estudiantes estaciona com o mesmo número de pontos, mas ocupa a 11ª posição. Assim, na próxima rodada, León recebe River Plate, no domingo (23), às 21h45 (horário de Brasília). Já El Halcón joga diante do Rosário Central, na segunda-feira (24), às 19h40 (horário de Brasília).

MELHORES MOMENTOS

Foto Destaque: Reprodução / Toda Pasión Deportes

BetWarrior


Poliesportiva


Ricardo do Amaral
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

    Artigos Relacionados

    Topo