Pior mandante do Campeonato Brasileiro, o Vitória foi derrotado de virada pelo Atlético-PR por 3 a 2, nesta quinta-feira. O jogo realizado no estádio do Barradão, em Salvador, foi válido pela 29ª rodada da competição.

O Jogo

Em um jogo movimentado e recheado de viradas, o Atlético-PR venceu o Vitória por 3 a 2, e respirou aliviado no Campeonato Brasileiro. O destaque da partida foi o atacante Ribamar, autor de dois gols. Já o time baiano caiu para a 16ª colocação e seguiu como o pior mandante da Série A, com apenas duas vitórias dentro de casa.

O principal destaque do duelo foi o atacante Ribamar, que marcou duas vezes para os paranaenses.

A equipe de Salvador não vence em seus domínios desde a partida contra a Ponte Preta e terminou 3 a 1, dia dois de agosto.

Já o clube de Curitiba, que quebrou um jejum de quatro jogos sem vencer, foi para a nona posição com 38 pontos.

1° Tempo

O Atlético-PR surpreendeu o Vitória no início do jogo. Logo aos dois minutos, o atacante Ribamar fez boa jogada individual e exigiu uma boa defesa do goleiro Caíque, do Vitória. Mas na cobrança do escanteio, o centroavante atleticano não desperdiçou e abriu o placar no Barradão.

Com o 1 a 0 a favor dos visitantes, o Vitória se atirou em busca do gol de empate. A principal arma era o lado direito do ataque. Embora tenha sido um tanto desorganizada, a pressão do time baiano deu resultado aos 23 minutos. Em posição irregular, Caíque Sá recebeu na direita e cruzou para Juninho, que se enroscou com Jonathan e caiu dentro da grande área. Pênalti, que foi bem cobrado pelo atacante Neílton, que empatou o duelo.

Já com o 1 a 1 no placar, os dois goleiros passaram a se destacar, ambos com duas defesas. Pelo lado do Vitória, Wallace Reis e Caíque Sá pararam em Weverton. Já o Furacão viu chutes de Jonathan e de Douglas Coutinho serem barrados pelo Caíque.

2° Tempo

No início do segundo tempo, o Vitória chegou ao gol da virada. Aos quatro minutos, o atacante David puxou rápido contra-ataque e serviu o artilheiro Trellez, que não desperdiçou. 2 a 1.

Mesmo em vantagem no placar, o Vitória continuou pressionando. Neílton teve uma boa oportunidade para marcar o terceiro. Em desvantagem, o Atlético-PR foi para cima – até impulsionado pelas trocas do técnico Fabiano Soares. A recompensa veio aos 20 minutos, quando Fabrício lançou Lucho, que dentro da área serviu Douglas Coutinho, que não desperdiçou.

Como o empate era ruim para o Vitória, o técnico Vágner Mancini respondeu na mesma moeda de Fabiano Soares: tirou o volante Fillipe Souto e colocou o atacante André Lima. Na primeira vez em que tocou na bola, o centroavante quase marcou de cabeça.

Se o atacante do Vitória desperdiçou, o do Atlético-PR foi fatal. Aos 33, após uma linda bola enfiada por Guilherme, o centroavante Ribamar cabeceou a bola para o fundo da rede, virando o placar mais uma vez.

Logo após o gol, o Atlético-PR quase fez o quarto com Ribamar, mas o goleiro Caíque salvou. Depois disso, o Vitória pressionou muito. André Lima pediu pênalti de Thiago Heleno, enquanto o lateral Juninho assustou o Furacão em duas oportunidades.

Com o resultado de 3 a 2, o Atlético-PR passou a respirar aliviado no Campeonato Brasileiro. Com 38 pontos, o Furacão abriu seis da zona de rebaixamento. Já o Vitória caiu para a 16ª colocação e segue muito ameaçado pela ZR.

Próximos Jogos

Na próxima rodada, o Vitória tem o clássico diante do Bahia, domingo, na Arena Fonte Nova, em Salvador. Já o Atlético Paranaense encara o Sport, no mesmo dia, na Arena da Baixada, em Curitiba.

Ficha Técnica

VITÓRIA 2 – 3 ATLÉTICO-PR

Local: estádio Manoel Barradas, em Salvador (BA)

Data: 19 de outubro de 2017, quinta-feira

Horário: 20 horas (de Brasília)

Árbitro: André Luiz de Freitas Castro (GO)

Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (Fifa-GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)

Cartões amarelos: Lucho González e Ribamar (Atlético-PR)

Gols

VITÓRIA: Neílton, aos 24 minutos do primeiro tempo e Tréllez, aos 04 minutos do segundo tempo

ATLÉTICO-PRRibamar, aos 03 minutos do primeiro tempo; Douglas Coutinho, aos 20 minutos e Ribamar, aos 33 minutos do segundo tempo

  • VITÓRIA: Caíque; Caique Sá (Patric), Wallace, Ramon e Juninho; Uillian Correia, Fillipe Soutto (André Lima) e Yago, David, Neilton (Danilinho) e Tréllez. Técnico: Vagner Mancini
  • ATLÉTICO-PR: Weverton; Jonathan, Wanderson, Thiago Heleno e Sidcley; Pavez (Lucas Fernandes), Lucho González (Matheus Rosseto); Guilherme, Felipe Gedoz (Fabrício) e Douglas Coutinho, Ribamar. Técnico: Fabiano Soares

CONFIRA OS MELHORES MOMENTOS DO JOGO

https://youtu.be/vH8xP47-wPE

Andreas Borges
Andreas Borges, 24 anos, estudante do último semestre de Jornalismo na Universidade de Ribeirão Preto e estagiário na rádio CBN. Louco por esportes principalmente futebol e desde pequeno acompanha os mais variados campeonatos ao redor do mundo. Procura entender como os fatores extra campo influenciam no rendimento de um time dentro de um jogo ou campeonato, também é apaixonado por analise tática e gestão esportiva. Fã do futebol de Cristiano Ronaldo, defende que Messi e CR7 não tem comparação por terem estilos diferentes e tem uma opção clara pela formação 4-4-2 diamante.

Artigos Relacionados