Contratado pelo Grêmio, Robinho brinca sobre dispensa na base do Inter (Foto: Divulgação/Lucas Uebel/Grêmio)

Contratado pelo Grêmio após rescindir seu contrato com o Cruzeiro, Robinho foi apresentado pela equipe gaúcha na última sexta-feira (14). Assim, durante a entrevista, o meia foi perguntado sobre sua passagem pelas categorias de base do Internacional, onde foi dispensado. Logo, o jogador brincou com o fato.

“Ainda bem que eles me mandaram embora, né? Sempre tive vontade de jogar no Grêmio. Bola para frente. O que ficou para trás, ficou para trás”, disse.

Dessa maneira, com vínculo junto ao Tricolor Gaúcho até fevereiro do próximo ano, Robinho se colocou à disposição do técnico Renato Gaúcho para atuar em qualquer uma das funções de meio-campo.

“Não tenho preferência por posição, sendo no meio-campo jogo nas três. Já joguei e me saí bem. Onde o Renato me colocar, vou me dedicar. Não tenho preferência”, afirmou.

Após conseguir aval da Justiça para romper seu contrato com o Cruzeiro, Robinho viu o clube mineiro entrar com pedido para restabelecimento do vínculo. Assim, sobre o assunto, ele declarou que deixará essa parte para seus advogados e representantes do Grêmio. Além disso, ressaltou que não pensou duas vezes antes de se mudar para Porto Alegre, e que espera que sua passagem seja longa.

Por último, o jogador que vestirá a camisa 18, falou sobre o “casamento” entre a história vitoriosa do clube gaúcho e os títulos que acumulou durante a carreira pelos times onde passou.

“Eu vejo o futebol de uma maneira… todo clube tem que ter jogadores vencedores. Graças a Deus ganhei títulos e o Grêmio tem uma história incrível. Tenho certeza que vai ser uma junção muito boa”, declarou.

Foto Destaque: Divulgação/Lucas Uebel/Grêmio

Renan Liskai
Muito prazer! Sou Renan Liskai, paulista, natural de Santo André. Desde 1998 falando, respirando, sorrindo, chorando e enlouquecendo por futebol. A vida de goleiro não deu certo, mas o jornalismo sempre esteve ali. Descobri que se não podia estar dentro de campo ou das quadras, eu poderia estar do lado de fora, mas sempre vivendo tudo isso. Sou daqueles que não perde um jogo de futebol por nada, seja ele qual for. Costumo dizer que esse esporte é assunto mundial e que não há uma pessoa no mundo que nunca tenha falado sobre tudo que acontece dentro e além das quatro linhas. Assim como todo mundo, carrego uma história e experiências. Sou filho, irmão, neto, amigo e sempre serei um eterno aprendiz dessa vida.

Artigos Relacionados