El Pistolero: a jornada de Luis Suárez

- A raça uruguaia de Suárez que gerou títulos, gols, polêmicas, trio e até mordidas
Suárez defende

A coluna Desclausurando o Uruguaio desta semana homenageia Luis Suárez, atacante do Atlético de Madrid. O jogador estreou com a camisa colchonera no último domingo (27), marcou dois gols e deu uma assistência na goleada de 6 x 1 em cima do Granada. Além de ser o maior artilheiro da história da Seleção Uruguaia, o camisa 9 coleciona grandes conquistas na carreira, mas também já passou por “altos e baixos”. Conheça a história deste grande craque.

INÍCIO DE TUDO

Luis Alberto Suárez Díaz nasceu em 24 de janeiro de 1987, na cidade de Salto, localizada no noroeste do Uruguai. De origem muito humilde, Luisito tem seis irmãos, sendo um deles, Paolo Suárez, que atualmente também é jogador profissional.

Influenciado por seu irmão, Luis sempre gostou de jogar futebol, e ainda criança, entrou para o Club Deportivo Artigas de Salto, modesto clube da cidade. Posteriormente, entrou para uma equipe chamada Urreta FC, que ficava em Montevidéu. Assim, toda sua família também teve que se mudar para capital uruguaia.

Aos 14 anos, graças ao seu talento e força de vontade, conseguiu ingressar nas categorias de base do Nacional. Começava ali uma história, a jornada do El Pistolero.

NACIONAL

No dia 3 de maio de 2005, Suárez fazia sua estreia profissional com a camisa do Rey de Copas em uma partida válida pela Copa Libertadores, contra a equipe do Junior Barranquilla-COL. A equipe de Montevidéu perdeu o jogo por 3 x 2, e o Luisito não balançou as redes.

O primeiro gol do atacante só foi feito quatro meses depois, mais precisamente dia 5 de setembro, durante a goleada por 5 x 0 em cima do Paysandú Bella Vista. No ano seguinte, embora não sendo titular em todos os jogos, ajudou o Nacional a conquistar o tão sonhado Campeonato Uruguaio.

GRONINGEN

Após boas exibições no Uruguai, aos 19 anos, Suárez se transferiu para o modesto Groningen, da Holanda, por cerca de 800 mil euros. Da mesma forma que em Montevidéu, no pequeno time dos Países Baixos, o atacante se destacou, fazendo 15 gols, sendo 10 na temporada 2006-07 da Eredivisie

Com números ótimos, o jovem uruguaio chamou atenção de grandes clubes do país e ao final da temporada, o Ajax acertou sua compra no valor de 7,5 milhões de euros.

AJAX

Na temporada 2007-08, o centroavante não conseguiu conquistar o Campeonato holandês, mas se encaixou muito bem com a camisa do Joden, conquistando a Supercopa da Holanda, e fechou a temporada com 44 jogos e 22 gols. Além de ter sido convocado pela primeira vez para Seleção Uruguaia.

Na temporada seguinte, o filme se repetiu, outro ano com números ótimos, mas sem conquistar nenhum título sequer, Luisito terminou o Eredivisie de 2008-09 com 28 gols.

Em 2009-10, veio a redenção, apesar de novamente terminar o Campeonato holandês em segundo lugar, o Ajax venceu a Copa da Holanda e Luis Suárez foi artilheiro e eleito o melhor jogador do torneio nas duas competições. O Pistolero encerrou aquela temporada com incríveis 49 gols e 16 assistências em 48 jogos. A saber, a moral do uruguaio no clube holandês era tão grande, que ele foi nomeado capitão neste ano.

LIVERPOOL

Após jogar sua primeira Copa do Mundo, Suárez se transferiu para o Liverpool em janeiro de 2011 por 26,5 milhões de euros. Na Inglaterra, Luisito chegou com a missão de substituir Fernando Torres e apesar de ter conquistado apenas um título com os reds, ele caiu nas graças da torcida e registrou bons números individuais.

Temporada 2010-11

Liverpool: 6º colocado na Premier League

Luis Suárez: 13 jogos, 4 gols e 5 assistências

Temporada 2011-12

Liverpool: 8º colocado na Premier League, campeão da Copa da Liga Inglesa e vice-campeão da FA Cup

Luis Suárez: 39 jogos, 17 gols e 11 assistências

Temporada 2012-13

Liverpool: 7º colocado na Premier League

Luis Suárez: 44 jogos, 30 gols e 13 assistências

Temporada 2013-14

Liverpool: 2º colocado na Premier League

Luis Suárez: 37 jogos, 31 gols e 15 assistências e artilheiro da Premier League

BARCELONA

O Barça comprou o centroavante após a Copa do Mundo de 2014, por 81 milhões de euros, mas o jogador só fez sua estreia apenas no dia 25 outubro, no El Clássico. Apesar de ter feito uma assistência para o gol de Neymar, o Real Madrid venceu o jogo no Santiago Bernabéu, por 3 x 1 de virada.

Depois de cinco jogos com a camisa catalã, no dia 25 de novembro de 2014, Luisito Suárez, aos 27’ do 1º tempo, marcava seu primeiro gol. Após linda jogada individual, o atacante abriu o placar na goleada do Barcelona por 4 x 0 em cima do Apoel, pela 5ª rodada da fase de grupos da UEFA Champions League.

MSN

Aquele gol era o primeiro de muitos, e a temporada de 2014-15, ia ficar marcada na história do clube, e do jogador. Ao lado de Lionel Messi e Neymar, Suárez só não fez chover. O Barça conquistou a La Liga, Copa do Rei e a Liga dos Campeões. Ou seja, a tríplice coroa. Em dezembro de 2015, os catalães ainda conquistaram o Mundial de Clubes da FIFA, e o El Pistolero foi o artilheiro e eleito o melhor jogador do torneio.

O trio MSN (Messi, Suárez e Neymar) somam 364 gols, 173 assistências e 9 títulos. Sendo assim, o ataque mais letal da história do Barcelona, superando Ronaldinho e Eto’o, Figo e Ronaldo, e até Johan Cruyff e Marcial.

Individualmente, a melhor temporada de Luis Suárez foi a de 2015-16. Ele foi artilheiro da equipe superando até o ET, Lionel Messi. O Uruguaio balançou as redes 59 vezes e deu 22 assistências em 53 partidas, já o argentino fez 41 gols e 23 assistências em 49 jogos.

Com a camisa do Barça, Luisito conquistou 13 títulos, marcou 195 gols, se tornando o terceiro maior artilheiro da história do clube, além de ter feito 113 assistências. Com certeza o El Pistolero é um dos maiores ídolos da história do Barcelona.

No dia 23 de Setembro de 2020, Suárez foi anunciado como novo reforço do Atlético de Madrid.

SELEÇÃO URUGUAIA

Em sua primeira temporada na Europa, foi convocado para seleção por Óscar Tabárez. Suárez finalmente fez sua estreia na seleção, mais precisamente no dia 7 de fevereiro de 2007, contra a equipe da Colômbia na cidade de Cúcuta. O jogo era válido pelas Eliminatórias da Copa do Mundo de 2010 na África do Sul.

Entretanto o primeiro gol de Luisito com a camisa Celeste, foi apenas no dia 13 de outubro daquele ano. Numa partida contra a Bolívia, no estádio Centenário, em Montevidéu.

O atacante manteve uma ótima regularidade nas eliminatórias e com cinco bolas na rede, foi vice-artilheiro do time na competição, ficando atrás apenas de Diego Forlán, com sete gols marcados. O excelente desempenho do garoto de 23 anos, fez com que ele disputasse sua primeira Copa do Mundo.

COPA DO MUNDO 2010

Luis Suárez iniciou o torneio ao lado de Diego Forlán e Edinson Cavani no ataque, e juntamente com os dois, fizeram história nesta Copa. O Uruguai havia caído no mesmo grupo da anfitriã, África do Sul, da poderosa vice-campeã de 2006, a França e do México que nunca foi um adversário fácil. Mas a Celeste sempre foi símbolo de raça e esperança, não é mesmo?

Com uma campanha incrível na fase de grupos, o Uruguai passou em primeiro da chave, sem levar um gol sequer. Derrotando os anfitriões por 3 x 0, e os mexicanos por 1 x 0, com gol de Luisito. Apesar de empatar com os franceses por 0 x 0, os europeus ficaram em último colocado.

Nas oitavas-de-final, a Celeste levou seu primeiro gol na Copa. Mas o El Pistolero estava inspirado, e decidiu a partida com dois gols em cima da Coréia do Sul. Fechando o placar por 2 x 1.

Polêmica

Nas quartas-de-final aconteceu, talvez, um dos lances mais inusitados e emocionantes da história do futebol. A partida era contra a Gana, e jogo estava muito equilibrado, Muntari e Forlán fizeram os gols de suas seleções e o jogo terminou 1 x 1. Nos acréscimos do segundo tempo da prorrogação, o tal lance estava por vir, a bola foi alçada na área e Adiyiah cabeceou sem chances para Muslera, mas Suárez esticou o braço e trocou o gol da vitória dos africanos por um pênalti e sua própria expulsão. E de longe, Luisito comemorava a penalidade desperdiçada por Asamoah Gyan. A decisão então, foi para os pênaltis, e pasmem, a Celeste passou.

Nas semifinais, sem Suárez, que estava cumprindo suspensão, os uruguaios não conseguiram derrotar os holandeses e perderam o jogo por 3 x 2. Na disputa pelo terceiro lugar a Alemanha venceu a Celeste, também por 3 x 2. Mesmo ficando apenas com a 4ª posição, Diego Forlán foi eleito o melhor jogador do torneio.

COPA AMÉRICA 2011

Após a ótima atuação na Copa do Mundo de 2010, Suárez e companhia vieram confiante para a disputa da Copa América. E apesar de terem feito uma fase grupos medíocre, no mata-mata, a Celeste cresceu. Logo nas quartas, o Uruguai enfrentou a anfitriã, Argentina de Lionel Messi, que naquele ano era o melhor jogador do mundo. O jogo acabou 1 x 1, e nas penalidades máximas, os uruguaios levaram a melhor.

Na semifinal, Luisito decidiu novamente com dois gols. Sem passar apuros o Uruguai venceu o Peru por 2 x 0 e foi enfrentar o Paraguai na final. No Monumental de Nuñez, em Buenos Aires, a Celeste estava inspirada e atropelou os paraguaios por 3 x 0, com show de Forlán e do El Pistolero, conquistando assim, a 15ª Copa América dos uruguaios. As ótimas atuações renderam a Suárez o prêmio de melhor jogador do campeonato.

COPA DO MUNDO 2014

Na vigésima edição da Copa do Mundo, o Uruguai caiu no “grupo da morte”, ao lado de Itália, Inglaterra e Costa Rica. Na estreia da competição, a Celeste não contou com Suárez, que estava se recuperando de grave lesão no joelho. A saber, os uruguaios perderam o jogo por 3 x 1 para os costarriquenhos.

Na segunda rodada, contra a Inglaterra, a Celeste precisava vencer para não ser eliminada, e Luisito foi para partida no sacrifício. Conforme o esperado por Óscar Tabárez, o El Pistolero não poupou esforços e matou o jogo, com dois gols. Rooney ainda descontou para os Ingleses, mas o resultado final ficou 2 x 1.

Mais Polêmica

Na última rodada da fase de grupos, aconteceu o fato mais marcante da carreira de Luis Suárez. Aos 35’ do segundo tempo do confronto entre Uruguai e Itália, em disputa de bola com Chiellini, o centroavante mordeu o ombro do zagueiro, no entanto, o árbitro não viu o lance.

Obs: Não foi a primeira vez que Suárez teve essa atitude. Em 2010, quando jogava pelo Ajax, ele já havia mordido o meio-campista Bakkal, do PSV, e levou uma punição de sete partidas de suspensão. Em outra ocasião, quando atuava pelo Liverpool, o atacante também abocanhou o zagueiro Ivanović. A Federação Inglesa multou o jogador por 10 jogos.

Porém em nenhuma das duas vezes, a repercussão foi tão grande quanto o ocorrido contra a seleção italiana. Suárez foi suspenso por 9 jogos e banido do futebol por 4 meses pela FIFA, além de ter que desembolsar 100 mil francos suíços (250 mil reais), de multa.

Apesar da vitória heróica dos uruguaios por 1 x 0 com gol do zagueiro Godín, nas oitavas, sem Luisito, a Celeste caiu para a Colômbia por 2 x 0, no Maracanã.

COPA DO MUNDO 2018

Já bem mais experiente, com 31 anos, Suárez, enfim, não se envolveu em nenhuma polêmica na Copa do Mundo na Rússia. A seleção do Uruguai não teve dificuldades de passar da fase de grupos. Com nove pontos conquistados nas três partidas, a Celeste passou em 1º, seguido dos anfitriões, e eliminando Egito e Arábia Saudita

Nas oitavas de final, os uruguaios enfrentaram a seleção de Portugal, de Cristiano Ronaldo. Mas não tomaram conhecimento do craque, e com dois gols de Cavani, sendo um deles com linda assistência de Luisito, a Celeste se classificou para as quartas. Por outro lado, ao final da partida, o autor dos gols saiu lesionado.

Restando apenas oito seleções, o Uruguai mediu forças com a poderosa França. E embora com o El Pistolero em campo, a Celeste não contava com Cavani, que não conseguiu se recuperar a tempo. Já os franceses, estavam com seus principais jogadores, como Mbappé, Griezmann, Pogba, além de vários outros. O esquadrão francês derrotou os uruguaios com tranquilidade por 2 x 0, e ao final da Copa, se sagraram campeões pela segunda vez na história.

Hoje no Atlético de Madrid, Suárez já conquistou 18 títulos na carreira, sendo o maior artilheiro da história da Seleção Uruguaia com 59 gols. Além de ser o 3º maior artilheiro do Barcelona. Ou seja, sua trajetória de raça e dedicação, mostra que independente da camisa que veste, Luisito sempre será um dos gigantes do futebol mundial.

Foto destaque: Reprodução/ogol.com.br

Matheus Jushiro

Sobre Matheus Jushiro

Matheus Jushiro já escreveu 10 posts nesse site..

Cristão. Torcedor do FUTEBOL. Gosto muito de escrever, comentar e principalmente narrar jogos. Não me vejo em nenhuma outra área, além do jornalismo esportivo. #VAMBORAA

BetWarrior


Poliesportiva


Matheus Jushiro
Matheus Jushiro
Cristão. Torcedor do FUTEBOL. Gosto muito de escrever, comentar e principalmente narrar jogos. Não me vejo em nenhuma outra área, além do jornalismo esportivo. #VAMBORAA

    Artigos Relacionados

    Topo