Cardona

O Boca Juniors sabe que precisa se reforçar se quiser voltar a competir com seu maior rival, o River Plate. Após a definição da situação deRiquelme, novo vice-presidente de futebol do clube Xeneize, conversou com o meia Edwin Cardona.

De acordo com informações do jornalista argentino Matías Bustos, da TNT Sports, Riquelme telefonou para o colombiano. Na conversa, ofereceu a chance de retornar ao Boca. Cardona, vale lembrar, esteve em La Bombonera emprestado entre 2017 e 2018. Ao todo, foram 46 partidas e 11 gols anotados.

Na última temporada, foi cedido ao Pachuca, do México. Por lá, foi comandado por outro ídolo do Boca, Martín Palermo. Em 38 partidas foi as redes 14 vezes.

Agora, voltará ao Monterrey, clube com quem tem contrato até o final de 2020. No entanto, não está nos planos do técnico Antonio Mohamed.

Assim, Riquelme deixou claro que a única chance da negociação sair é se Edwin Cardona conseguir uma rescisão contratual. Dessa maneira, livre no mercado, o Boca Juniors não precisaria colocar a mão no bolso para viabilizar a contratação. Caso contrário, o clube se retirará das negociações.

A trajetória de Cardona no Boca Juniors foi marcada por bons momentos em campo, como, em 2017, o gol contra o River Plate em Superclássico disputado no Monumental de Nuñez. Porém, as polêmicas fora das quatro linhas denegriram a imagem do colombiano. Com dificuldades para se colocar em forma, o meia ainda se viu envolvido em um escândalo, sendo acusado por duas mulheres de cometer abuso sexual.

Pedro Ferri
Pedro Rodrigues Nigro Ferri, 19, nascido em Assis-SP. Jornalista em formação pela Faculdade da Cásper Líbero e um fiel devoto. Católico? Protestante? Não, corinthiano. Sou mais um integrante do bando de loucos e nunca me conheci sem essa doença. Frequentador de arquibancada, sou apaixonado por torcidas. Sabe aquela música do seu time? É, eu canto ela no chuveiro. Supersticioso ao extremo e disseminador da política "NÃO GRITA GOL ANTES DA BOLA ENTRAR!".

Artigos Relacionados