Edu e Brusque se despedem

Na noite da última quarta-feira (8), o Brusque anunciou em suas redes sociais a saída do atacante Edu do elenco quadricolor. O camisa 9 foi artilheiro da Série B com 17 gols. Além disso, o goleador é o 2º maior artilheiro da história do Quadricolor, tendo 38 gols marcados, atrás apenas de Thiago Alagoano.

Nos últimos dias, o Cruzeiro consultou o Brusque sobre o atacante e, em uma rápida negociação, fechou a contratação do artilheiro. No Bruscão desde janeiro de 2020, o centroavante ganhou o apelido de Imperador do Vale e tinha um grande afeto pelo clube, tendo como tatuagem a frase: Deve ser muito ruim morar no Vale e não ser Brusque.

Segundo o ge, o clube mineiro pagará o valor da multa para adquirir o atacante. A saber, o valor da cláusula é um pouco superior a R$1 milhão.

Em sua conta do Twitter, o Brusque agradeceu o atleta, além de desejar sorte na Raposa.

“A artilharia é para poucos, mas sabíamos que a despedida estava cada vez mais perto por tudo que tu fez pelo clube, por ter se tornado não só o Edu, mas para Santa Catarina, o Imperador do Vale”, diz um trecho da nota.

Além disso, o atleta também se manifestou em suas redes sociais após o acerto. Assim, agradeceu a todos do clube e deixou claro que não é um adeus.

“Gostaria de agradecer ao clube, diretoria, funcionários, comissão, jogadores e toda essa torcida apaixonada! Saio com a certeza de que sempre ofereci o meu melhor a favor do Brusque, chegou o dia de encarar um novo desafio! Levarei todos os momentos guardados no meu coração, vocês fazem parte da minha vida! Até logo”, disse em seu Instagram.

Temporada do Brusque sem Edu

Com a saída do artilheiro, o time catarinense deve ir atrás de um centroavante para a próxima temporada. Nomes não foram divulgados. A saber, o ano de 2022 para o Quadricolor começa no dia 23 de janeiro, quando enfrenta o Concórdia, às 16h (horário de Brasília).

Foto Destaque: Divulgação/Brusque

Gabriel Vicco
Oi, eu sou o Gabriel Vicco e sou apaixonado por futebol e sempre o tive o sonho de trabalhar com isso. Escolhi o jornalismo por gostar de escrever e me comunicar de várias maneiras. Tenho uma página no Instagram com alguns amigos, o Debate (@debate.fcs), onde postamos notícias, análises e coberturas do Brasileirão Feminino. Atualmente, tenho a certeza de que a profissão que mais almejo é o jornalismo esportivo, por isso busco por experiências e pela minha evolução nesse ramo.