Conhecendo o mundo através dos E-Sports: exclusiva com Vinicius Leiva, gamer profissional

- Os games deixaram de ser apenas diversão e se tornaram uma profissão
E-sports

Os E-Sports são competições organizadas de jogos eletrônicos sendo assim, com equipes ou jogadores individuais que disputam a vitória entre si, envolvendo dezenas, centenas ou milhares de pessoas. Dessa forma, se tornaram mais interessantes, complexos e desafiadores, e a dinâmica coletiva permitiu a criação de ligas e competições com regulamentos previamente definidos.

A fórmula para se tornar realidade mundial foi certeira: torneios de games populares com grandes premiações e jogadores que se tornaram celebridades. Para detalhar melhor sobre isso, contamos com a participação de Vinicius Leiva, gamer profissional de FIFA.

Leia mais

Vini começou a jogar com apenas oito anos de idade. Pouco tempo depois passou a competir e vencer alguns campeonatos online, mas nunca levou a sério. Até que, em 2017 começou a disputar os campeonatos da EA Sports, onde tem o modo mais competitivo, a WL (Weekend League). Sendo assim, logo conseguiu a classificação para competir torneios fora do Brasil.  Surgiu uma proposta da ‘SportFlix’ (até então, uma empresa nova no mercado), com o intuito de Vini representar a marca no exterior sendo assim, ele então, aceitou.

Fui para Los Angeles disputar o meu primeiro campeonato, e por um jogo não classifiquei para a final no Mundial. Fiquei no top 8 do mundo, mas foi uma experiência única, tive que tirar passaporte e o visto, tudo de última hora, fiquei muito feliz, porque eu nunca tinha viajado sequer para fora de São Paulo, onde eu moro’’, revelou o gamer.

CONHECENDO O MUNDO GRAÇAS AO FIFA

Em 2018, exceto um campeonato, o qual não conseguiu a classificação, Vini disputou todos os outros torneios, com viagens marcantes para sua carreira.

Fui para Barcelona (Espanha), Manchester (Inglaterra) e Amsterdã (Holanda), viagens que além de trazer uma grande experiência no jogo, serve para a vida particular também, de como se comportar lá fora e como representar uma marca”. No mesmo ano, a Netshoes comprou a ‘SportFlix’, com isso o gamer passou a representar a empresa.

Além de viajar pelo mundo disputando campeonatos e ser patrocinado pela Netshoes, Vini tem outras fontes de receitas, sendo assim, fazendo vídeos para o Youtube, Twitch (uma plataforma de lives), e aulas de treinamento particular, para diversas pessoas que querem aprender novas técnicas no jogo.

Tenho uma paixão pelo game, não consigo enjoar, é uma oportunidade única e uma satisfação enorme. Eu sempre falo que não estou trabalhando e sim fazendo o que eu gosto, eu me divirto e não me coloco sob pressão para chegar longe nos campeonatos e dá certo. Vejo que esta profissão tá crescendo bastante, tanto no FIFA quanto em outros jogos, acredito que esse será o futuro”, são palavras de Vini Leiva, em entrevista concedida via WhatsApp, o brasileiro que no ranking da FIFA está no Top 50 do mundo, e no Brasil entre os cinco melhores.

Em 2019, ele se classificou para jogar um torneio na Romênia, sendo vice-campeão da competição. Neste ano, ele conseguiu se classificar para Londres, porém por conta da pandemia do Covid-19, dessa forma, o torneio foi adiado e ainda não tem datas para acontecer.

CRESCIMENTO DO E-SPORTS PELO MUNDO

Existem até clubes de futebol profissional que mantêm equipes de E-Sports para praticar o mesmo esporte no videogame. Como o Paris Saint-Germain (PSG), que é representado pelo Rafifa13 (como é conhecido), o primeiro brasileiro a defender um clube europeu no esporte eletrônico. Wendell Lira (ex-jogador e vencedor do prémio Puskas da Fifa em 2015), sendo assim, ele deixou os gramados no mesmo ano, e no ano de 2019 fechou contrato com o Sporting, de Portugal. O Benfica também tem um player brasileiro, Zezinho (O último campeão do Fut Champions 4).

O mercado é muito amplo, temos brasileiros por diversos clubes do mundo.  Paulo Neto, defende o Atlanta dos EUA. Fifilza e Ebinho são do Wolverhampton, da Inglaterra, a Roma, da Itália é defendida pelo Spider.

Alguns clubes no Brasil, já tomaram as iniciativas de adquirir jogadores para defender o time. Dessa forma, o Cruzeiro e Goiás, a equipe Celeste conta com Senna e Gui Gonzaga. Já a equipe Goiânia tem Lucas Rep, para defender as cores do Verdão.

Os jogos eletrônicos já se tornaram realidade, o crescimento é notório, emissoras como SporTV, ESPN e Esporte Interativo, transmitem campeonatos de games com frequência. Aos poucos isso vem tendo retorno no mercado brasileiro que, daqui a alguns anos, certamente os E-Sports serão uma modalidade relevante e valorizada em nosso país.

Foto em destaque: Divulgação/Betsul

BetWarrior


Poliesportiva


Daniel Soares
Daniel Soares
Daniel Soares, 20 anos, cursando jornalismo. Apaixonado por esportes, aos 16 anos viu que o jornalismo esportivo seria uma forma de estar no ramo. Tendo o estádio como segunda casa, tem a ambição de transmitir emoções e se expressar através do esporte.Instagram: danieel_sooares Twitter: @bdsoares10

Artigos Relacionados

Topo