E se Tite sair?

Uma reunião na tarde de hoje na sede da CBF, no Rio de Janeiro, decidirá o futuro da Seleção brasileira. Marco Polo Del Nero reunir-se-á com Dunga e Gilmar Rinaldi e o enredo já está pronto: a dupla provavelmente será demitida e, na sequência, o dirigente fará o convite ao treinador do Corinthians, Tite.

Outrora seguro de que ficaria no Timão, Tite agora já admite assumir a Seleção, mas, para isso, já fez duas exigências: só iniciará as tratativas quando Dunga não estiver mais no comando e pediu autonomia no comando, ou seja, levará consigo a comissão técnica, a qual seria formada por nomes como Edu Gaspar e Mauri Lima, treinador de goleiros.

Aos olhos de Tite, essa seria sua última oportunidade de assumir o comando da Seleção. O treinador acredita que essa será a última troca de comando feita por dirigentes brasileiros até a próxima Copa do Mundo, em 2018, na Rússia. Ademais, o técnico entende que após o mundial na Rússia, outros treinadores terão surgido para disputar espaço com ele.

Mas se Tite sair, quem assumirá o Corinthians?

Após o anúncio de que Del Nero queria Tite, especulações acerca de um novo treinador do Timão surgiram. Nomes como Vanderlei Luxemburgo, Mano Menezes, Abel Braga, Oswaldo de Oliveira, Eduardo Baptista e Fernando Diniz surgiram.

A repercussão foi imediata: nas redes sociais, torcedores do Corinthians pediam Fernando Diniz, apontado por muitos como um dos poucos treinadores que tem apresentado ideias novas para o futebol. Os dirigentes, entretanto, em uma postura claramente conservadora, sequer cogitam o nome do treinador vice-campeão paulista. Se Tite deixar o Corinthians, Eduardo Baptista, Abel Braga e Oswaldo de Oliveira são os mais cotados para assumir o time.

Fernando Diniz tem o perfil que se aproxima ao de Tite: posse de bola, troca de passes e aproximação entre os jogadores. Mas a diretoria corintiana quer mais do mesmo. Abel Braga vem de um recente fracasso no Oriente Médio. Mas em meio à mesmice que ronda o futebol, poderia ser pior. A cúpula alvinegra poderia ter optado por Luxemburgo ou Mano Menezes, os quais fracassaram na pífia liga chinesa.

Fala-se muito em renovação do futebol brasileiro, mas quando precisa-se de técnico, recorremos a Abel, Luxa e Mano.

André Siqueira Cardoso

Sobre André Siqueira Cardoso

André Siqueira Cardoso já escreveu 313 posts nesse site..

Sou André Siqueira Cardoso, tenho 21 anos. Aluno de jornalismo da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), atualmente trabalho em VEJA, com a cobertura do noticiário político. Apaixonado por esportes, jogador de futebol até hoje, tenho o sonho de cobrir uma Copa do Mundo.

BetWarrior


Poliesportiva


André Siqueira Cardoso
André Siqueira Cardoso
Sou André Siqueira Cardoso, tenho 21 anos. Aluno de jornalismo da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), atualmente trabalho em VEJA, com a cobertura do noticiário político. Apaixonado por esportes, jogador de futebol até hoje, tenho o sonho de cobrir uma Copa do Mundo.

    Artigos Relacionados

    Topo