Dunga define os 23 convocados para a Copa América Centenário

dunga

Na manhã desta quinta-feira, 5, o técnico da Seleção Brasileira Dunga, definiu os 23 convocados que disputarão a centésima edição da Copa América, nos Estados Unidos. A lista final mescla jogadores com idade olímpica e peças experientes.

Confira abaixo a relação dos convocados:

Goleiros: Diego Alves (Valencia), Ederson (Benfica) e Alisson (Internacional);

Laterais direito: Daniel Alves (Barcelona) e Fabinho (Monaco);

Zagueiros: Miranda (Inter de Milão), Marquinhos (PSG), Gil (Shandong Luneng) e Rodrigo Caio (São Paulo);

Laterais esquerdo: Filipe Luís (Atlético de Madrid) e Douglas Santos (Atlético-MG);

Volantes: Casemiro (Real Madrid), Luiz Gustavo (Wolfsburg) e Elias (Corinthians);

Meias: Rafinha Alcântara (Barcelona), Renato Augusto (Beijing Guoan), Willian (Chelsea), Philippe Coutinho (Liverpool), Lucas Lima (Santos) e Douglas Costa (Bayern de Munique);

Atacantes: Ricardo Oliveira (Santos), Hulk (Zenit) e Gabriel (Santos).

No gol, nenhuma surpresa. Os goleiros de Valencia e Internacional são presenças constantes na lista de Dunga e o jovem goleiro Ederson, do Benfica, surge como alternativa para um possível teste para a disputa das Olimpíadas.

Na lateral direita, Daniel Alves, embora não seja brilhante, é experiente e regular. Fabinho, do Monaco, possui idade olímpica, mas é inferior ao lateral Fagner, que vive ótima fase no Corinthians.

Na zaga, Dunga acertou ao cortar o brilhante David Luiz. Mas, dentre os escolhidos, Rodrigo Caio é fraco e, na minha opinião, não deveria estar nesta lista. Se o treinador brasileiro manteve o critério de preterir Thiago Silva, poderia ter optado por, Jemerson, em idade olímpica e que foi destaque no último campeonato brasileiro que disputou. Isso sem dizer que o zagueiro do Monaco é superior tecnicamente ao beque Tricolor. Os demais, Miranda, Gil e Marquinhos, não comprometem e mereceram a convocação.

Na lateral esquerda, Dunga, mais uma vez, preteriu Marcelo, mas desta vez, Filipe Luís fez por merecer a convocação, uma vez que tem desempenhado futebol de primeira no Atlético de Madrid. Seu companheiro de posição, Douglas Santos, embora não seja muito famoso, tem muita qualidade e vem desempenhando um belo futebol desde que surgiu no Galo.

Dentre os volantes, nenhuma contestação. Luiz Gustavo é o cão de guarda do esquema. Experiente e seguro, o jogador do Wolfsburg dá a sustentação necessária para o meio de campo da Seleção. Casemiro, do Real Madrid, merecidamente aparece na lista, pois vem se destacando no Real Madrid com atuações acima da média ao lado de Kroos e Modric. Completando o setor, Elias, do Corinthians, surge como alternativa para um meio de campo mais ofensivo e com saída de bola aprimorada.

No meio de campo, entretanto, talvez a maior injustiça, na minha opinião, seja a ausência de Paulo Henrique Ganso. O camisa dez do Tricolor do Morumbi vive sua melhor fase desde que deixou a Vila Belmiro. Reitero o fato de Ganso ser o melhor dentre todos os meias do futebol brasileiro. Lucas Lima e Renato Augusto merecem a convocação, pois dão um toque de qualidade no meio campista da Seleção. Douglas Costa, Rafinha Alcântara e Philippe Coutinho não são unanimidades e possivelmente serão banco desta equipe.

No ataque, mais um show de horrores. Não existe no futebol mundial nenhum atacante brasileiro melhor que Hulk? Ricardo Oliveira tem faro de gol, é experiente, goleador, mas a Seleção não pode depender de um atleta que dificilmente terá mais do que dois anos de futebol jogado em alto nível. Para completar, Gabriel, embora seja apontado como promissor, é limitado tecnicamente e não será aquele jogador que chamará a responsabilidade em jogo algum.

Há tempos que a Seleção não inspira confiança. Ao torcedor brasileiro resta o sentimento de nostalgia. Um time que já teve Cafu, Lúcio, Ronaldinho Gaúcho, Rivaldo, Bebeto, Ronaldo e Romário, hoje tem Fabinho, Rodrigo Caio, Douglas Costa, Hulk e Gabriel.

André Siqueira Cardoso

Sobre André Siqueira Cardoso

André Siqueira Cardoso já escreveu 313 posts nesse site..

Sou André Siqueira Cardoso, tenho 21 anos. Aluno de jornalismo da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), atualmente trabalho em VEJA, com a cobertura do noticiário político. Apaixonado por esportes, jogador de futebol até hoje, tenho o sonho de cobrir uma Copa do Mundo.

BetWarrior


Poliesportiva


André Siqueira Cardoso
André Siqueira Cardoso
Sou André Siqueira Cardoso, tenho 21 anos. Aluno de jornalismo da Escola de Comunicação e Artes da Universidade de São Paulo (ECA-USP), atualmente trabalho em VEJA, com a cobertura do noticiário político. Apaixonado por esportes, jogador de futebol até hoje, tenho o sonho de cobrir uma Copa do Mundo.

    Artigos Relacionados

    Topo