Dínamo Kiev x Chelsea – A espera de um milagre

O Chelsea defende nesta quinta-feira (14), a ampla vantagem conquistada no jogo de ida das oitavas de final da Liga Europa contra o Dínamo de Kiev. O encontro de volta terá como cenário o estádio NSC Olimpiyskiy, em Kiev. O pontapé inicial está agendado para 14h55 (horário de Brasília). Em Stamford Bridge, os londrinos venceram por 3 x 0. Assim, os blues vão avançar em caso de novo sucesso, empate ou mesmo derrota por margem de dois tentos.

DÍNAMO KIEV

No último teste antes de buscar uma virada que certamente entraria para histórica, o Dínamo de Kiev foi aprovado. No domingo (10) em confronto pela 21ª rodada do Campeonato Ucraniano, goleou o 4 x 0, o Arsenal Kiev, seu rival local. Naturalmente, a qualidade técnica do adversário, que é o último colocado entre os 12 participantes da Primeira Liga ucraniana, é muito abaixo do Chelsea.

Mas ao menos o resultado foi capaz de dar alguma esperança aos torcedores do Dínamo, que segue na briga pela taça do torneio nacional. Tem 47 pontos (15 vitórias, dois empates e quatro derrotas). São sete a menos que o Shakhtar Donetsk, líder. Resta uma rodada para o final da primeira fase. Os seis primeiros classificados vão disputar, em turno e returno, uma nova etapa que indicará o campeão. Mas não partem do zero. Os resultados entre eles no estágio inicial são “carregados”. As baixas no Dínamo de Kiev para o encontro desta quinta-feira devem ficar por conta do defensor Josip Pivaric e do atacante Fran Sol, que estão aos cuidados do departamento médico.

Provável escalação: Boyko; Kedziora, Burda, Shabanov e Mykolenko; Sydorchuk, Shepelev, Tsygankov, Shaparenko e Buyalskyi; Rusyn. Técnico: Alyaksandr Khatskevich

CHELSEA

Depois de três vitórias seguidas o Chelsea teve sua série interrompida no domingo (10), pelo Wolves. Mesmo atuando em Stamford Bridge, não passou da igualdade por 1 x 1 com a equipe de Wolverhampton na partida que fez parte da programação da 30ª rodada do Campeonato Inglês. Chegou, assim, aos 57 pontos (17 vitórias, seis empates e seis derrotas). Está na 6ª colocação, no limite da zona de classificação para a edição 2019/2020 da Liga Europa. Porém, tem um jogo a menos que a maioria dos rivais. A diferença para o Arsenal, 4º colocado e que fecha o bloco de classificação para Champions League é de três pontos.

Como tem compromisso no domingo, 17 de março, em Liverpool, diante do Everton, pela 31ª rodada da Premier League, e conta com larga vantagem na Europa League, é bastante provável que o técnico Maurizio Sarri deixe alguns titulares de fora do encontro na Ucrânia preservando-os para o duelo local. Tem todo o elenco em mãos para definir a escalação.

https://twitter.com/chelseafc_pt/status/1105950948378247170?s=21

Provável escalação: Kepa; Zappacosta, Christensen, David Luiz e Emerson; Jorginho, Loftus-Cheek, Barkley; Willian, Hudson-Odoi e Giroud. Técnico: Maurício Sarri.

RETROSPECTO

As equipes já dividiram o mesmo grupo na Liga dos Campeões. Isso aconteceu na temporada 2015/2016. Em Kiev, o jogo pelo primeiro turno ficou no empate sem gols. Em Londres, o Chelsea venceu por 2 x 1.

Alexsander Vieira
O princípio de que o jornalismo deva ser ensinado e que não é racional deixar que o jornalista se forme por si mesmo.
https://bit.ly/3nAiB4l

Artigos Relacionados