Dilema para Luis Enrique no Mundial de Clubes

De cara com o Mundial de Clubes, o técnico do Barça, Luis Enrique, se vê com um dilema que qualquer técnico gostaria de estar: qual goleiro defenderá a equipe como titular no torneio?

De um lado, a experiência do chileno Bravo; do outro, o prodígio alemão Ter Stegen. No meio, Luis Enrique com a difícil tarefa de decidir com qual dos habilidosos goleiros de sua equipe irá contar.

Com 32 anos, Claudio Bravo vive seu melhor ano como profissional. Não só conquistou a Tríplice Coroa com o Barça, como também foi o capitão da Seleção Chilena, campeã da Copa América disputada no Chile, onde Bravo ergueu a Taça. Defendeu o Barcelona no campeonato espanhol, ganhando o Troféu Zamora de melhor goleiro da liga.

Com 23 anos, Ter Stegen também vive ótimo ano, mas com alguns altos e baixos. Defendeu o Barça nas conquistas da Champions League e Copa do Rey, onde fez defesas memoráveis, como na partida da semifinal da Champions contra o gigante Bayern de Munique, equipe em que atua o goleiro titular da seleção alemã, Neuer. Ter Stegen é considerado por muitos como aquele que irá substituir Neuer em alguns anos.

É justamente no seu ponto forte, ser dessa nova escola de goleiros que conseguem sair jogando com os pés, onde Ter Stegen encontra suas maiores falhas. Apoia o time muito acima e acaba se encontrando adiantado muitas vezes. Falhas que foram evidenciadas no começo dessa nova temporada europeia, quando o Barça perdeu a Supercopa da Espanha contra o Athletic de Bilbao por 4 a 0, numa partida onde Ter Stegen, adiantado, recua uma bola de cabeça para o meio campo e vê San Jose marcar do meio do campo. Já na primeira partida da fase de grupos da Champions, contra a Roma, viu Alessandro Florenzi marcar também do meio campo. Sua falha rendeu ao Barça o empate por 1 a 1 enquanto o jogador italiano concorre como finalista no Prêmio Puskas como gol mais bonito do ano.

Apesar das falhas no começo da temporada, Ter Stegen tem a confiança e apoio público de Luis Enrique, que dá respaldo ao goleiro sempre que perguntado por suas falhas. Vale lembrar que o primeiro adversário do Barça vem do confronto entre o time chinês Guangzhou Evergrande e o Club America, do México. Se chegar a final pode enfrentar o argentino River Plate. Os jogadores sul-americanos não são adversários a serem subestimados; catimbeiros em campo, saberiam aproveitar as falhas de um goleiro adversário. E o time chinês ainda conta com Robinho, ex-Santos e Seleção Brasileira, o rei das pedaladas.

Resta saber qual será a aposta do técnico asturiano; na consistência de Bravo, e sua experiência contra sul-americanos; ou na confiança por Ter Stegen, que defendeu o clube na Champions, torneio que deu acesso ao Mundial de Clubes.

Avatar

Sobre Diego Rey

Diego Rey já escreveu 22 posts nesse site..

Diego Rey, 27 anos, jornalista formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Sua paixão pelo futebol começou em 2006, ao ver Ronaldinho fazendo mágica em Barcelona. Desde então se tornou um torcedor culé fanático e não perde nenhum jogo do Barça. Morou na cidade catalã em 2013 e fez do Camp Nou sua segunda casa enquanto esteve lá.

BetWarrior


Poliesportiva


Avatar
Diego Rey
Diego Rey, 27 anos, jornalista formado pela Universidade Presbiteriana Mackenzie. Sua paixão pelo futebol começou em 2006, ao ver Ronaldinho fazendo mágica em Barcelona. Desde então se tornou um torcedor culé fanático e não perde nenhum jogo do Barça. Morou na cidade catalã em 2013 e fez do Camp Nou sua segunda casa enquanto esteve lá.

    Artigos Relacionados

    Topo