O Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) absolveu, na manhã desta quarta-feira (6), Diego Souza, atacante do Grêmio. A Promotoria denunciou o atleta pelo episódio na partida contra o Corinthians, em agosto.

O STJD liberou o jogador alegando que ele deveria ter sofrido as punições em campo. De acordo com a sentença, o atleta foi absolvido por “impossibilidade técnica e jurídica”. Portanto, o jogador poderá participar das próximas rodadas do Brasileirão.

Sendo assim, Diego é uma opção para o técnico Felipão para os próximos jogos. Tendo em vista que o atacante Borja está afastado por ter lesionado o tornozelo, Souza poderá, agora, tentar emplacar na escalação, já que o titular permanecerá, ao menos, um mês em recuperação. O colombiano teve uma ruptura parcial do ligamento do tornozelo esquerdo no confronto com o Sport. Devido a uma dividida de bola com o zagueiro Thyere, Borja ficará em repouso.

Diego Souza e o Grêmio

O centroavante ficou no banco desde a contratação do atacante Borja. Nos primeiros dez jogos do colombiano, Diego entrou em campo apenas uma vez. Em 11 partidas, o centroavante marcou dois gols. Contudo, permanece como artilheiro do Grêmio na temporada 2021, com 17 gols em 34 jogos.

Grêmio x Corinthians, as confusões no gramado

Na partida entre Grêmio x Corinthians, o segundo tempo foi conturbado. Em resumo, a confusão começou após o time paulista marcar o gol da vitória. Então, o ex-volante e o atacante do time gaúcho se envolveram em uma briga com o juiz. Não apenas, Diego Souza tomou o cartão amarelo da mão do árbitro, Ricardo Marques Ribeiro, como Maicon tentou agredir e ofendeu Ribeiro. Entretanto, o juiz puniu apenas o volante.

Foto destaque: Matheus Bruxel/Agência RBS

Eduarda Esposito
Formada em jornalismo pela Universidade de Brasília (UnB), apaixonada por esportes e futebol. Escritora livre e apaixonada por leitura, incentivadora dos esportes femininos e da representatividade das mulheres em todas as áreas. Brasiliense de nascença e 24 anos de mistura brasileira.