Dicas para o Cartola FC (Foto: Divulgação / Globo)

Fala, Cartoleiros! O Brasileirão começou e, com ele, o preparou uma lista com três opções em cada setor.

CARTOLA FC

GOLEIROS

Cássio (COR) – O guarda-redes do Corinthians tem quatro defesas difíceis em dois jogos. Além disso, enfrenta um dos piores ataques do torneio, o Coritiba, na qual não marcou ainda na competição. Tem um preço um pouco alto de 12,43 cartoletas, no entanto, a partida tem tudo para ser tranquila para o goleiro, visto que sua equipe tem uma bela defesa e Cássio tem qualidade.

Foto: Reprodução / App Cartola FC
Foto: Reprodução / App Cartola FC

Muriel (FLU) – Se você busca valorizar seu time, Muriel é um ótima opção. A princípio, custa 2,90 cartoletas, portanto, a valorização poderá ser alta para aqueles que escalarem o goleiro. Ademais, o adversário será o Red Bull Bragantino, que, em casa, a equipe finaliza muito. Dessa forma, surge boas chances para o arqueiro executar defesas difíceis.

Douglas Friedrich (BAH) – O goleiro do Bahia conta com três defesas difíceis em dois jogos, sofreu apenas um gol. Ainda mais, mesmo enfrentando o São Paulo fora de casa, as expectativas são boas, uma vez que o clube paulista não anda muito bem. Por fim, o Tricolor Paulista finaliza muito, porém a efetivação em gols é pouca, dando grandes chances para Douglas ir bem.

ZAGUEIROS

Victor Cuesta (INT) – Segurança é a palavra que o Internacional tem em relação ao zagueiro Victor Cuesta. O atleta fez um belo campeonato, ano passado, e continua em ótimo nível. Soma oito desarmes em três jogos, chega muito bem no ataque, seja em bolas paradas ou chutes de longa distância. Ficou desvalorizado com a última partida, custando 10,70 cartoletas, e é uma ótima oportunidade para valorizar sua equipe.

Foto: Reprodução / App Cartola FC
Foto: Reprodução / App Cartola FC

Gil (COR) – O grande zagueiro do Corinthians custa apenas 5,23 cartoletas. Além disso, enfrente o Coritiba que, junto com o Fortaleza, é o pior ataque do Brasileirão. Ademais, sempre é uma das armas do Timão nas bolas paradas.

Rafael Vaz (GOI) – Mesmo vindo de valorização, Vaz custa 7,37 cartoletas, sendo assim um bom investimento. O zagueiro bate falte, finaliza bem de longa distância e encara o Fortaleza que ainda não balançou as redes nesse Campeonato Brasileiro.

LATERAIS

Saravia (INT) – Até o momento, o melhor lateral do Brasileirão. São 21 desarmes em três jogos e uma assistência, com isso chegou a valorização de 20,31 cartoletas. No entanto, se você tem cartoletas para pagar o passe do atleta, o rendimento em pontos é quase certo, levando em conta as três partidas do Internacional.

Foto: Reprodução / App Cartola FC
Foto: Reprodução / App Cartola FC

Samuel Xavier (CEA) – Aposta dessa rodada para lateral é Samuel Xavier. Pelo histórico do ano passado, na qual fez um belo campeonato, as esperanças no atleta são grandes. Além disso, custa apenas 4,48 cartoletas, tem sete desarmes e é essencial para o Ceará conseguir sua primeira vitória.

Filipe Luís (FLA) – Outra aposta é o experiente lateral do Flamengo. Com a fraca atuação contra o Atlético-GO, o lateral ficou desvalorizado. Dessa forma, custa apenas 5,06 cartoletas e já vem de um bom jogo contra o Coritiba. Ademais, mesmo enfrentando o forte Grêmio, Filipe Luís é firme na posição e uma boa escolha.

MEIAS

Thiago Galhardo (INT)- Assim, o meia-atacante é uma das principais peças do Internacional. Logo, aliando desarmes, finalizações, assistências e potencial de gol, é também um dos melhores jogadores para o Cartola. Além disso, com a lesão de Paolo Guerrero, ele tende a jogar ainda mais avançado, até como centroavante. Na atual edição, já conta com uma assistência, cinco desarmes e quatro finalizações. Por fim, está desvalorizado e é ótima opção para quem busca aumentar o patrimônio.

Foto: Reprodução / App Cartola FC
Foto: Reprodução / App Cartola FC)

Léo Cittadini (CAP) – Apesar da derrota contra o Santos, o Athletico-PR tem um início promissor no Brasileirão, e Léo Cittadini é fundamental no meio campo do Furacão. Nessa rodada, enfrenta o Palmeiras, que vem de uma exibição sofrível contra o desfalcado Goiás. Logo, sendo um jogador que desarma, finaliza e faz gols, tem grande potencial para pontuar. Além disso, já deixou um gol na primeira rodada contra o Fortaleza, fora de casa, e está desvalorizado.

Edenilson (INT) – Vamos dobrar o meio-campo do Internacional! Edenilson joga de segundo volante e tem liberdade para pisar na área. Dessa forma, costuma aparecer como elemento surpresa e marcar seus gols. Enfrentando o Atlético-GO, desfalcado de Gustavo Ferrareis, tende a desarmar, finalizar e até guardar o seu tento. No entanto, contra ele, há o fato de levar muitos cartões amarelos, já que costuma entrar forte nas divididas.

ATACANTES

Jô (COR) – Todos conhecem a qualidade defensiva do Corinthians com as presenças dos selecionáveis Fagner e Cássio. Já o setor de ataque é o grande calo do time comandado por Tiago Nunes. Esse ano, o Timão repatriou o atacante . Na atual edição, o jogador marcou um gol e deu uma assistência contra o Atlético-MG. Nessa rodada, a equipe recebe o Coritiba que tem sérios problemas na defesa e é candidato ao rebaixamento. Dessa forma, é bom nome para pontuação e valorização.

Foto: Reprodução / App Cartola FC
Foto: Reprodução / App Cartola FC

Alerrandro (BGT) – Enquanto que Alerrandro surgiu no Atlético-MG no ano passado marcando 13 gols em 29 jogos. Assim, o desempenho rendeu a contratação pelo RB Bragantino e, com um gol marcado nesse Brasileirão, já é titular no ataque de Felipe Conceição. Além disso, realizou uma finalização na trave, sendo um bom nome diante da frágil defesa do Fluminense.

Marinho (SAN) – Desde que surgiu para o Cartola ainda no Vitória-BA, Marinho é famoso por não precisar fazer os scouts principais para pontuar bem. Logo, foi assim na segunda rodada, quando mesmo sem gol ou assistência, anotou 6,2 pontos. Mas ele já marcou dois gols nesse Brasileirão contra RB Bragantino e Athletico-PR. Agora, fora de casa diante da frágil defesa do Sport, que já sofreu cinco gols em três jogos, há grande chance de sair outro mini míssil aleatório. Contra ele, o fato de estar muito valorizado.

TÉCNICO

Eduardo Coudet (INT)Internacional é um dos melhores clubes desse início de Brasileirão. Assim, o Colorado perdeu apenas quatro jogos na temporada, sendo três para o rival Grêmio. Atuando em seus domínios, foram apenas duas derrotas. Além disso, a equipe perdeu o SG em apenas três oportunidades jogando no Beira Rio, sofrendo três gols. Por fim, recebe o Atlético-GO, que apesar de ter vencido o Flamengo, é candidato ao rebaixamento. Dessa forma, Eduardo Coudet é a melhor opção para pontuação e é bom nome visando valorização.

Foto: Reprodução / App Cartola FC
Foto: Reprodução / App Cartola FC

Tiago Nunes (COR) – Na volta dos jogos, após o auge da pandemia da Covid-19, o Corinthians vem em uma crescente. No Brasileirão, o Timão ainda não venceu depois de dois jogos, sendo um empate e uma derrota. No entanto, na última rodada, voltou a apresentar solidez defensiva diante do Grêmio. Além disso, soma a favor do técnico Tiago Nunes o fato do Coritiba ainda não ter marcado na atual edição. Por fim, a boa fase de pode render gols e aumentar a pontuação do treinador.

Jorge Sampaoli (CAM) – Já o Atlético-MG é considerado a equipe sensação do início do Brasileirão. Isso porque, com três vitórias em três partidas, o Galo mineiro já surge como franco favorito ao título nacional, depois de 49 anos. Apesar de atuar fora de casa, o Alvinegro enfrenta o Botafogo que tem sérias dificuldades para marcar gols e, mesmo com Honda, não demonstra ímpeto ofensivo. Assim, Jorge Sampaoli é um nome viável, apesar de caro e valorizado.

Foto Destaque: Divulgação / Globo

Avatar
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

Artigos Relacionados