Desafios no Brasileiro Feminino surgem até na bilheteria

Com jogo marcado para às 21 horas desta quarta-feira (20), o Iranduba-AM precisou vender os ingressos na frente da bilheteria secundária da Arena da Amazônia (AM). O clube esperava vender mais de 5 mil entradas para a partida contra o Flamengo-RJ.

Uma saída para o contratempo foi convocar as jogadoras para vender os bilhetes e, em meia hora foram comprados cerca de 100 ingressos. Além de ser uma jogada de marketing do diretor do clube, Lauro Tentardini, as jogadoras ganharão comissão pelas vendas.

O motivo dessa ação foi por causa do jogo entre Fluminense e Vasco que ocorreu no último domingo, que não teve venda de ingressos. E a expectativa era que no segunda-feira a bilheteria principal iniciasse as vendas. 

Mas destinaram a bilheteria para o jogo Vasco e Flamengo, também chamado de o “clássico do milhões”, que disputarão a semifinal do Carioca. Detalhe: as vendas só começaram na terça-feira.

A partida entre Iranduba e Flamengo venderam cerca de 3 mil ingressos antecipados. Os valores estão entre R$ 10 (meia-entrada) e R$ 20 (inteira) e podem ser comprados na bilheteria alternativa, da Arena Amadeu Teixeira, na Paleteria Gusta+ no Parque das Laranjeiras e Dom Pedro, na Fast Temaki (Distrito, Constantino Nery, Campos Elíseos e Parque 10), nas Lojas TC (Sumaúma e Manauara), na Loja Dumont (Distrito), no Ponto do Esporte (Marechal Deodoro) e nas Lojas Rommanel.

O time amazonense precisa vencer, pois em quatro jogos conquistou apenas dois pontos.

Maria Angélica Andrade

Sobre Maria Angélica Andrade

Maria Angélica Andrade já escreveu 73 posts nesse site..

Sou Maria Angélica Andrade, moro em São Paulo, tenho 27 anos. Faço Jornalismo e amo esportes em especial futebol. Escrever sobre um esporte tão querido pelos brasileiros é motivo de orgulho e muita responsabilidade.

BetWarrior


Poliesportiva


Maria Angélica Andrade
Maria Angélica Andrade
Sou Maria Angélica Andrade, moro em São Paulo, tenho 27 anos. Faço Jornalismo e amo esportes em especial futebol. Escrever sobre um esporte tão querido pelos brasileiros é motivo de orgulho e muita responsabilidade.

    Artigos Relacionados

    Topo