Depois de Toloi, Rodrigo Tabata também faz doação ao Goiás. (Foto: Reprodução/Vinod Divakaran)

Atualmente no Al-Rayyan, do Catar, Rodrigo Tabata defendeu o Goiás entre 2004 e 2005, antes de ir para o Santos. Assim, ao todo, o meia vestiu a camisa do clube goiano em 82 jogos e marcou 20 gols. Mesmo em solos árabes, Tabata não esquece o carinho que tem pelo Verdão. Portanto, assim como Rafael Toloi, jogador da Atalanta, da Itália, o meia participou da campanha “Eternamente Serei Goiás”. Tabata, em entrevista recente ao Transferfut, no YouTube, revelou que tem um carinho especial pela equipe goiana e que, além disso, pretende encerrar a carreira no Esmeraldino. 

“Desde quando saí, a minha ideia era encerrar a carreira no Goiás. O tempo vai passando, a idade vai chegando. Eu penso que ficaria difícil, mas seria um sonho realizado. […] É o time que me projetou para o cenário nacional e mundial, pelo qual tenho um carinho muito grande. Tenho uma amizade com o Hailé [dirigente do Esmeraldino há mais de 50 anos], também o carinho que a torcida sempre teve comigo”, declarou o meia.

https://twitter.com/goiasoficial/status/1274025019123826689?s=20

“Eternamente Serei Goiás”

Em suma, o projeto consiste na doação de um valor fixo para serem colocadas cadeiras na ala leste, novo setor que está sendo construído na Serrinha, que permitirá a ampliação da capacidade do estádio para 14 mil lugares. Entretanto, no setor, ao todo, serão 4.900 cadeiras disponíveis para o projeto. Em balanço divulgado na sexta-feira (19) nas redes sociais do clube, já foram doadas 500 cadeiras. Portanto, mais de R$ 200 mil foram arrecadados. 

Além de ex-jogadores do clube, Lucão do Break, atacante do Esmeraldino, e o goleiro Marcelo Rangel também doaram suas cadeiras. Lucão doou três. Inclusive, Rangel, em coletiva de imprensa por videoconferência, na primeira testagem do Goiás no início de maio. Agora, recuperado, o arqueiro já está de volta aos treinamentos com o grupo. Por fim, o professor Ney Franco também fez sua contribuição à Serrinha.

Foto destaque: Reprodução/Vinod Divakaran

Danyela Freitas
Sou goianiense, graduada em Letras pela Universidade Federal de Goiás (UFG), pós-graduada em Jornalismo Esportivo pela Estácio-SP e tenho três grandes paixões: a escrita, a leitura e o esporte (não necessariamente nessa ordem).

Artigos Relacionados