Corinthians x Del Valle - Crédito SCCP Online

Valendo uma vaga na final da Copa Sul-Americana, o Independiente del Valle receberá a equipe do Corinthians no Estádio Olímpico Atahualpa. Por certo, a bola vai rolar às 21h30 (horário de Brasília) desta quarta-feira (25). Em virtude da derrota sofrida por 2 x 0 na partida de ida, o Time do Povo levará a decisão para os pênaltis caso devolva o resultado. No entanto, se ganharem por dois gols de diferença e marcando acima de três gols (3 x 1, 4 x 2, 5 x 3…) o Corinthians avança no tempo regulamentar.

Por outro lado, Los Rayados del Valle chegam confortáveis ao segundo confronto. Mesmo se perderem por até um gol de diferença garantem vaga na finalíssima. Além disso, os equatorianos terão outro aliado nessa partida: a altitude de 2.800 metros presente em Quito, capital do Equador. O vencedor dessa batalha enfrentará .

INDEPENDIENTE DEL VALLE

Acima de tudo é essencial lembrar que mesmo sendo desconhecida, não é a primeira vez que a equipe do Del Valle chega longe em competições internacionais. Há três anos os equatorianos superaram Los Millonarios do River Plate-ARG nas oitavas de final,  e o Boca Juniors-ARG nas semifinais da Copa Libertadores. Surpreendentemente chegaram a final, mas foram derrotados pelo Atlético Nacional-COL. Curiosamente, Junior Sornoza, que atualmente está no Corinthians, foi peça-chave naquela gloriosa campanha de 2016.

Agora falando sobre a jornada de 2019, na Copa Sul-Americana os números são bem regulares: nove jogos, cinco vitórias, três derrotas e um empate. 15 gols marcados (média 1,67) e apenas sete sofridos (média 0,78). Entretanto, quando o Del Valle joga “em casa” (o reduto deles é em Sangolquí, interior do Equador) as coisas melhoram: quatro jogos, 100% de aproveitamento, 10 gols marcados e NENHUM SOFRIDO. Venceram todos os seus adversários: Unión-ARG, Universidad Católica-CHI, Caracas-VEN e Independiente-ARG. Por fim, o treinador espanhol Miguel Ángel Ramírez deverá ter todo seu elenco à disposição para esta quarta-feira. Gabriel Torres, autor dos dois gols em Itaquera, tem boas chances de começar como titular.

CORINTHIANS

Em contraste, a equipe alvinegra está sob pressão. Não apenas pela dívida de quase R$ 500 milhões executada pela Caixa sobre a Arena Corinthians,  como também pelos resultados dentro das quatro linhas. Só para ilustrar, nos últimos 10 jogos (somando Sul-Americana + Brasileirão) foram: cinco empates, três vitórias e duas derrotas. Com destaque para as insatisfatórias atuações diante de: Avaí (BR 19),  Ceará (BR 19), Fluminense (BR 19 e Sula) e Del Valle (Sula). A última dessa lista rendeu uma grande dor de cabeça para Fábio Carille, que além dos protestos em seu nome, sua equipe terá que fazer três gols fora de casa. Tal situação raramente foi imposta pelo Corinthians em 2019, apenas duas vezes:  3 x 1 Ceará e 3 x 1 Fortaleza. Já presente no Equador, a delegação corintiana não conta com desfalques. Sobretudo Carille deverá modificar seus 11 ideais, trocando Gabriel por Ralf e Sornoza no lugar de Mateus Vital.

https://twitter.com/Corinthians/status/1176683299831504896

RETROSPECTO

De acordo com o site oGol, Independiente del Valle e Corinthians se enfrentaram apenas uma vez, na partida de ida das semifinais da Copa Sul-Americana. Os visitantes levaram a melhor e superaram o Timão em Itaquera por 2 x 0. A última vez que o Corinthians jogou no Equador foi em 2012 e terminou em 0 x 0 contra o Emelec, na campanha da  histórica conquista da Copa Libertadores.

APOSTA INDICADA

Conforme a equipe equatoriana estar invicta jogando em casa na Copa Sul-Americana e o triunfo por 2 x 0 na partida de ida, a aposta indicada é vitória do Independiente del Valle. O site paga 2,40.

Foto destaque: Crédito/SCCP Online

Luciano Massi
Me chamo Luciano Massi, tenho 20 anos, sou paulistano. Estou no 6º semestre do curso de Jornalismo na Universidade Anhembi Morumbi. Desde criança fanático pelo futebol dentro e fora das quatro linhas, histórias que vão além do esporte. Produzo o Derbicast, podcast voltado ao futebol alternativo, dando enfâse aos esquecidos. Entretanto, nunca me dei bem com a bola...

Artigos Relacionados