Defensa y Justicia

Na última quinta-feira (29), o Defensa y Justicia confirmou mais cinco novos casos de Covid-19 no elenco. Dessa forma, o time chegou a marca de dez casos. Visto que nos últimos dias outros cinco atletas se infectaram com o vírus. Em suma, o jogadores que testaram positivo dessa vez são Eugenio Isnaldo, Enzo Fernández, Lautaro Escalante, Lautaro Amadé e Tomás Martínez.

Aliás, de todos estes nomes, três participaram da vitória contra o Universitário, do Peru, na quarta-feira (28). Fernández começou o jogo, enquanto Escalante e Martínez entraram no 2º tempo. Em contrapartida, Isnaldo não saiu do banco e Amadé nem entrou na lista de relacionados para a partida realizada no Estádio Norberto “Tito” Tomaghello.

Epidemia de Covid-19 dentro do CT do Defensa y Justicia

Contudo, estes atletas não são a única preocupação do técnico Sebastián Beccacece. Afinal, nos últimos dias, o Defensa y Justicia registrou outros cinco casos de Covid-19 em seu elenco. Em síntese, Rodolfo Rotondi, Nicolás González, Braian Romero, Fernando Meza e Franco Paredes também testaram positivo para o vírus ao longo desta semana. Portanto, ao todo, o clube possui dez desfalques para os próximos compromissos.

Covid-19 na Argentina

Segundo dados da agência Reuters, a Argentina está registrando cerca de 22.596 novas infecções em média por dia. Aliás, estes números correspondem a 94% do pico – a maior média diária já relatada – que aconteceu em 23 de abril de 2021. Em suma, até hoje ocorreram 2.954.943 infecções e 63.512 mortes relacionadas ao vírus da Covid-19 registradas no país desde o início da pandemia.

Próximo compromisso do Defensa y Justicia

Como resultado desta situação desagradável, a comissão técnica do Defensa y Justicia terá um grande desafio para montar o time titular para a próxima partida. Inclusive, o duelo será em casa, contra o Unión de Santa Fé, no domingo (2), às 12h10 (horário de Brasília). Por fim, a partida não terá transmissão para o Brasil. Mas você pode acompanhar todas as informações do confronto no Futebol na Veia.

Foto destaque: Divulgação/Defensa y Justicia

Carlos Soares
Carlos Soares
Além da enorme paixão pelo esporte, eu sempre tive facilidade com a comunicação no geral. É uma habilidade que me destaca em qualquer ambiente que esteja. O desejo de fazer jornalismo surgiu devido a vontade de fazer com que essa aptidão possa me proporcionar grandes desafios em minha carreira profissional, principalmente na área esportiva. Ao ingressar na faculdade e estagiar na área, descobri diversas abordagens diferentes que o jornalismo pode ter e a quantidade de histórias que estão esperando para serem contatadas. O que fez eu me interessar ainda mais pela profissão e querer desempenhar um fazer jornalístico objetivo e de qualidade.

Deixe uma resposta