Deadline Day: Veja quem entrou e quem saiu dos clubes da Premier League no último dia de janela de transferências (Foto: Reprodução/BBC)

A janela de transferências inglesa chegou ao fim após um longo período aberta. Assim, o Deadline Day como é conhecido nos países europeus marcou chegadas e saídas nos clubes ingleses. Equipe que mais gastou no mercado, o Chelsea não anunciou reforços no último dia. Por outro lado, o Manchester United parece ter deixado para fechar negócio nas últimas horas de mercado aberto. Confira abaixo os nomes contratados por cada time e aqueles que deixaram as equipes.

ARSENAL

Após longas semanas de interesse e diversas propostas negadas, o Arsenal finalmente decidiu pagar a multa rescisória de Thomas Partey e tirá-lo do Atlético de Madrid. Assim, os Gunners desembolsaram cerca de 50 milhões de euros para contratar o ganês.

Por outro lado, a equipe de Mikel Arteta se despediu de Lucas Torreira e Mattéo Guendouzi. O uruguaio foi emprestado por um ano ao Atlético de Madrid, já o francês fechou sua estadia pelo mesmo período junto ao Hertha Berlin, da Alemanha. Ambos atletas estiveram envolvidos em possíveis negociações em definitivo, mas os valores não interessaram aos Gunners.

CHELSEA

Clube que mais investiu no mercado durante a janela, o Chelsea apenas se despediu de atletas no deadline day. Assim, os Blues emprestaram o meia Bakayoko ao Napoli, da Itália. Além disso, o clube acertou a ida de Loftus-Cheek ao Fulham, bem como Malan Sarr ao Porto e Van Ginkel ao PSV, todos também por empréstimo.

MANCHESTER UNITED

Cheio de especulações com vários jogadores, o Manchester United deixou para as últimas horas da janela para anunciar seus reforços. Principal alvo dos Red Devils, Jadon Sancho permaneceu no Borussia Dortmund. Entretanto, a equipe de Solskjaer garantiu as chegadas de nomes de peso como Alex Telles, do Porto, por 15 milhões de euros, e Edinson Cavani, que estava sem time. Além deles, os Diabos Vermelhos também anunciaram Amad Traoré, ex-Atalanta, por 21 milhões de libras, e Facundo Pellistri, ex-Peñarol, por 8,5 milhões de euros.

Por outro lado, após retornar de empréstimo junto à Roma, da Itália, o zagueiro Chris Smalling foi vendido pelo Manchester United ao clube da capital italiana por 15 milhões de euros.

MANCHESTER CITY

Repleto de estrelas e algumas novas contratações, o elenco do Manchester City teve algumas baixas durante o deadline day. Assim, a equipe de Pep Guardiola acertou a saída do meia Aleix García em definitivo para o Dínamo Bucareste de forma gratuita. Além dele, o jovem Luka Ilic foi emprestado ao Twente, da Holanda, para ganhar mais rodagem e tempo de jogo. Por fim, os Citizens acertaram a venda de Tosin Adarabioyo ao Fulham por 1,6 milhão de euros.

TOTTENHAM

Após golear o Manchester United, o Tottenham não chegou a anunciar reforços. Entretanto, o clube de José Mourinho se despediu de Ryan Sessegnon. O jovem lateral foi emprestado ao Hoffenheim, da Alemanha, por uma temporada.

EVERTON

Líder da atual edição da Premier League, o Everton anunciou a chegada de Ben Godfrey, ex-Norwich. O acordo com o zagueiro já estava encaminhado e foi oficializado no deadline day. Assim, os Toffees pagaram cerca de 27,5 milhões de euros para tê-lo em definitivo. Além dele, a equipe também garantiu a contratação de Robin Olsen, goleiro que se destacou na Copa do Mundo de 2018 pela Suécia. O arqueiro chegou por empréstimo junto à Roma.

Por outro lado, o Everton se despediu de Theo Walcott. O jogador inglês se juntou ao Southampton por empréstimo até o final da atual temporada. A mesma situação aconteceu com Moise Kean, que foi apresentado pelo PSG. Sandro Ramírez também deixou o clube. Assim, o atacante saiu a custo zero para o Huesca, da Espanha.

LEEDS

O badalado time de Marcelo Bielsa não deixou o último dia de janela passar em branco. Dessa forma, os Whites anunciaram a chegada do brasileiro Raphinha. O atleta estava no Rennes, da França, e custou 17 milhões de euros aos cofres do clube inglês. O atacante de 23 anos tem passagem pelo Avaí-SC.

ASTON VILLA

No dia seguinte após derrotar o Liverpool por 7 x 2, o Aston Villa não anunciou reforços. Entretanto, o clube se despediu do goleiro Örjan Nyland, de 30 anos. O arqueiro estava no clube desde 2018 e agora fica sem clube. Pelos Villans foram 36 jogos disputados, ficando apenas nove deles sem sofrer gols.

WOLVERHAMPTON

A legião de portugueses do Wolverhampton sofreu uma baixa. O lateral-esquerdo Rúben Vinagre deixou o clube para se juntar ao Olympiacos, da Grécia, por uma temporada. Com apenas 21 anos, o jovem não conseguiu ganhar espaço nos Wolves e terá mais tempo de jogo no clube grego.

LEICESTER

Os Foxes apenas se despediram do ponta Rachid Ghezzal no último dia de transferências. Assim, o jogador de 28 anos acertou sua ida para o Besiktas, da Turquia, por empréstimo. Pelo clube inglês foram 23 jogos, com apenas três gols marcados.

SOUTHAMPTON

De olho em fazer uma temporada melhor do que a anterior, o Southampton buscou reforços pontuais para o ataque no deadline day. Assim, os Saints contrataram o centroavante argentino Guido Carrillo, do Elche, de forma gratuita. Além dele, a equipe anunciou a chegada de Theo Walcott, por empréstimo junto ao Everton.

Por outro lado, o Southampton abriu as portas para a saída do zagueiro Wesley Hoedt. O holandês foi emprestado pelo clube inglês à Lazio, da Itália, por um ano. Assim, além dele o marroquino Sofiane Boufal também saiu do clube para se juntar ao Angers, da França, de forma gratuita.

FULHAM

Último colocado após quatro rodadas na Premier League 2020/21, o Fulham se movimentou para trazer reforços. Assim, os Cottagers garantiram as chegadas do meia Loftus-Cheek, do Chelsea, e do zagueiro Joachim Andersen, do Lyon, por empréstimo até o final da temporada. Dessa forma, além deles, o clube assinou com Tosin Adarabioyo, ex-Manchester City, por 1,6 milhão de euros.

WEST HAM

Por fim, o West Ham pôs fim à relação com Jack Wilshere. Contratado em 2018 após deixar o Arsenal, o meia sofreu com lesões nos Hammers e pouco atuou. Ao todo, foram apenas 19 jogos, com um gol marcado e uma assistência. Assim, a equipe optou por rescindir o contrato amigavelmente com o jogador.

Foto Destaque: Reprodução/BBC

Renan Liskai
Muito prazer! Sou Renan Liskai, paulista, natural de Santo André. Desde 1998 falando, respirando, sorrindo, chorando e enlouquecendo por futebol. A vida de goleiro não deu certo, mas o jornalismo sempre esteve ali. Descobri que se não podia estar dentro de campo ou das quadras, eu poderia estar do lado de fora, mas sempre vivendo tudo isso. Sou daqueles que não perde um jogo de futebol por nada, seja ele qual for. Costumo dizer que esse esporte é assunto mundial e que não há uma pessoa no mundo que nunca tenha falado sobre tudo que acontece dentro e além das quatro linhas. Assim como todo mundo, carrego uma história e experiências. Sou filho, irmão, neto, amigo e sempre serei um eterno aprendiz dessa vida.

Artigos Relacionados