De quarta à única opção

O Jogo entre Corinthians e Botafogo, neste domingo (20), não só marcou a primeira vitória do alvinegro paulista após a despedida de Tite, mas também marcou a carreira de um jovem goleiro do Parque São Jorge.

O Corinthians antes de começar a partida já tinha dois de seus goleiros no departamento médico. Walter havia machucado as costas contra o Fluminense, e ainda deve ficar de fora por um mês. O terceiro goleiro, Matheus Vidotto, está voltando a treinar após uma cirurgia de hérnia. Com as baixas, os goleiros relacionados para a partida foram Cássio e o quarto goleiro, o jovem Caíque França.

Revelado nas categorias de base do Corinthians, o jovem goleiro fez sua primeira partida como profissional, substituindo Cássio no intervalo. Cássio está com suspeita de sinusite, porque o goleiro estava congestionado, disse Júlio Stancati, médico do Corinthians. O médico alvinegro ainda acrescentou que sinusite provoca tontura, dificuldade de mexer a cabeça e causa uma sensação de náusea. “Ele estava se sentindo bem antes do jogo, mas no intervalo achou que estava pior. Achou que podia comprometer a parte física e optou por substituir”, acrescentou o médico.

Com as baixas no gol corintiano, Caíque será relacionado novamente para o jogo de quarta-feira (22), contra o Atlético Mineiro, no Mineirão, podendo até entrar como titular, caso Cássio não esteja 100%.

BetWarrior


Poliesportiva


Guilherme Papa
Guilherme Papa
Guilherme Papa é estudante, de 21 anos, da turma do 5º semestre de Jornalismo da Universidade Metodista de São Paulo. Completamente louco por futebol, tem como objetivo transmitir informações do mundo da bola da melhor maneira possível.

Artigos Relacionados

Topo