De olho no título da Superliga, Godoy Cruz enfrenta o Banfield

- Surpresa do campeonato argentino, el Tomba está a quatro pontos do líder Boca Juniors e precisa vencer para continuar na briga

A 24ª rodada da Superliga Argentina de Futebol tem continuação neste sábado com cinco jogos. Destaque para os confrontos ligados à briga pelo título. O Godoy Cruz visita o Banfield e precisa vencer para tentar tirar o bicampeonato do Boca Juniors. A equipe da cidade de Mendoza está na segunda colocação, com 46 pontos, quatro a menos que o líder Xeneize (50). Outro candidato ao título – correndo por fora – é o San Lorenzo, que recebe o rebaixado Chacarita. El Cilcón está na terceira posição, com 43 pontos. Mais um jogo importante: Talleres e Gimnasia. La T está na quinta posição, com 41 pontos, e ainda tem chances matemáticas de levantar a taça. Mas, o objetivo mais realista para os cordobenhos é garantir uma vaga na Libertadores de 2019.

Duas partidas abriram a rodada, nesta sexta-feira, com o Argentinos Juniors derrotando o Olimpo, por 1 a 0, e com o Belgrano superando o Estudiantes, por 1 a 0. Veja o que aconteceu nesses dois jogos que mexeram no G11, e confira a seguir os duelos da Superliga Argentina deste sábado.

24ª RODADA – SUPERLIGA ARGENTINA DE FUTEBOL

21/04 – Sábado

San Martín de San Juan x Lanús – 13h15

Será que o goleiro artilheiro vai deixar o dele? Luis Ardente é o arqueiro do San Martín e – pasme – marcou cinco tentos nesta Superliga, sendo o goleador máximo do time Verdinegro ao lado do atacante Claudio Spinelli. Todos os gols do camisa 1 foram de pênaltis. Detalhe, Luis Ardente é o jogador com o melhor aproveitamento nas cobranças de pênaltis no campeonato argentino, com 100%. O goleiro está afiado e quem sabe, diante da torcida, contra o Lanús não deixa o dele de novo. A partida acontece no estádio Ingeniero Hilario Sánchez, na cidade de San Juan.

O San Martín está na 18ª posição, com 29 pontos, e ainda tem chances matemáticas de conseguir uma vaga na Sul-Americana. São seis pontos que separam el Santo do 11º, o Defensa y Justicia (35). Vale lembrar que faltam quatro rodadas para o término do campeonato argentino, com 12 pontos em disputa. O técnico Walter Coyette, que está a três partidas sobre o comando do San Martín, deve ir com o mesmo time que triunfou diante do Olimpo, por 2 a 0. A única alteração é o retorno do principal jogador, Claudio Spinelli. O atacante ficou de fora das duas últimas partidas por decisão da diretoria. Spinelli está emprestado pelo Tigre até o dia 30 de junho, e houve impasse entre diretoria e jogador na questão de aumento salarial. O futuro do atacante no el Santo está em aberto.

O Lanús teve uma temporada difícil. El Granate é apenas o 21º colocado, com 25 pontos, e a única motivação para esta reta final da Superliga é acumular pontos para melhorar o promédio, visando a próxima temporada. O atual vice-campeão da Libertadores venceu somente seis partidas e acumula 10 derrotas. O treinador Ezequiel Carboni não conseguiu colocar aquele futebol envolvente que o Lanús, sobre o comando de Jorge Almirón, apresentou na Liberta do ano passado. A única substituição que Carboni vai fazer é na zaga. Sai Marcelo Herrera e volta Enzo Ortíz. Confira o histórico do confronto entre San Martín e Lanús.

Provável escalação

San Martín de San Juan: Luis Ardente; Gonzalo Prósperi, Matías Escudero, Leandro Vega e Luis Olivera; Álvaro Fernández, Marcos Gelabert e Claudio Mosca; Facundo Barceló, Claudio Spinelli e Pablo Magnín. Treinador: Walter Coyette.

Lanús: Esteban Andrada; Gabriel Carrasco, Rolando García Guerreño, Enzo Ortíz e Nicolás Pasquini; Tomás Belmonte, Iván Marcone e Gastón Lodico; Lautaro Acosta, Bruno Vides e Marcelino Moreno. Treinador: Ezequiel Carboni.

Temperley x Vélez Sarsfield – 13h15

O estádio Alfredo Beranger recebe o duelo entre Temperley Vélez, sem grandes expectativas. Ambos os clubes não brigam por nada na reta final da Superliga. O Temperley foi rebaixado – ao lado de Olimpo, Arsenal e Chacarita – e vai disputar a Primeira B Nacional na próxima temporada. El Gasolero é o 26º colocado, com 17 pontos. O Vélez conseguiu escapar do descenso na última rodada, somando promédio de 1.173, ficando uma posição acima da zona de rebaixamento.

Veja o histórico do confronto entre Temperley e Vélez.

Provável escalação

Temperley: Josué Ayala; Agustín Sosa, Gastón Aguirre, Matías Nani, Matías Orihuela; Federico Fattori, Adrián Arregui, Leonardo Di Lorenzo; Fernando Brandán, Alexis Delgado e Emiliano Ozuna. Treinador: Gastón Esmerado.

Vélez: César Rigamonti; Hernán De La Fuente, Fabián Cubero, Luis Abram, Francisco Ortega; Nicolás Domínguez, Santiago Cáseres, Agustín Bouzat, Mauro Zárate, Matías Vargas; Rodrigo Salinas. Treinador: Gabriel Heinze.

Talleres x Gimnasia de La Plata – 15h30

Ainda sonhando com o título, o Talleres recebe o Gimnasia, no estádio Mario Alberto Kempes, em Córdoba. La T primeiro está preocoupada em somar pontos para garantir a vaga na Libertadores. Os cordobenhos estão na quinta posição, com 41 pontos, no limite do G5, sendo que o Huracán é o sexto com 40 pontos. A única que vez que o Talleres participou de uma Libertadores foi em 2002, não passando nem da primeira fase.

Os donos da casa vêm de três derrotas consecutivas para o Boca Juniors, o Independiente e o Newell's Old Boys. Essa sequência ruim praticamente tirou la T da briga pelo inédito título – há três rodadas o time da cidade Córdoba era vice-líder e estava na cola do Boca. O técnico Frank Kudelka vai com a mesma formação contra o Newell's para o confronto com o Gimnasia. A única baixa é o lateral direito Leonardo Godoy por contusão.

O Gimnasia também vem numa sequência ruim – só que pior do que o rival. El Lobo perdeu as cinco últimas partidas e figura na 23ª posição, com 22 pontos. A motivação dos platenses é engrossar o promédio, pensando na próxima temporada. Vale ressaltar que o rebaixamento é definido pela média das últimas três temporadas. Ou seja, é importante somar pontos mesmo não tendo objetivos de título ou classificação para torneios internacionais. O treinador Facundo Sava tem seu futuro incerto no comando do Gimnasia, justamente pelo baixo rendimento da equipe nesta Superliga – foram 13 derrotas.

Veja o histórico do confronto entre Talleres e Gimnasia.

Provável escalação

Talleres: G. Herrera; N. Tenaglia, J. C. Komar, C. Quintana e L. Olaza; F. Godoy, P. Guiñazú e J. Ramírez; A. Araujo, J. Rojas e S. Silva. Treinador:

Gimnasia: Alexis Martín Arias; Facundo Oreja, Manuel Guanini, Maximiliano Coronel e Matías Melluso Eric Ramírez, Lorenzo Faravelli, Fabián Rinaudo e Brahian Alemán; Franco Niell e Nicolás Contin. Treinador: Facundo Sava.

Banfield x Godoy Cruz – 17h45

O vice-líder Godoy Cruz visita o Banfield, no estádio Florencio Sola, na cidade de Lomas de Zamora, na província de Buenos Aires. O Godoy Cruz é uma das surpresas da Superliga, e vem de seis vitórias consecutivas – incluindo a goleada de 5 a 0 na casa do San Lorenzo. O time da cidade de Mendoza, interior da Argentina, tem o apelido de el Tomba e nunca foi campeão da primeira divisão. A melhor campanha foi o vice-campeonato de 2014. Os mendocinos têm 46 pontos e estão a quatro do líder Boca Juniors (50).

O destaque do Godoy Cruz é o atacante uruguaio Santiago el Morro García, que é o artilheiro da Superliga com 13 gols. O goleador está confirmado para a partida contra Banfield. O treinador Diego Dabove vai fazer apenas uma alteração em relação ao time que venceu o Temperley, por 3 a 0, na rodada passada. No ataque, entra Victorio Ramis no lugar de Juan Fernando (contusão).

Já o Banfield é o 17º colocado, com 30 pontos, e tem chances remotas de se classificar para a Sul-Americana de 2019. El Taladro não fez uma campanha regular nesta Superliga. Inclusive priorizou a pré-Libertadores – não se classificou para a fase de grupos – e acabou perdendo jogos importantes no Argentino, complicando o objetivo de ficar entre os 11 primeiros. O treinador Omar Píccoli vai com a mesma formação do empate sem gols diante do Lanús.

Veja o histórico do confronto entre Banfield e Godoy Cruz.

Provável escalação

Banfield: M. Arboleda; J. Rodríguez, R. Civelli, D. Ortiz e A. Spörle; E. Remedi, E. Kalinski, P. Mouche, J. Dátolo e J. Álvarez; D. Cvitanich. Treinador: Omar Píccoli.

Godoy Cruz: L. Burián; L. Abecasis, D. Viera, T. Cardona e F. Angiler; G. Fernández, J. Andrada e J. Elías; A. González, S. García e V. Ramis. Treinador: Diego Dabove.

San Lorenzo x Chacarita – 20h

O San Lorenzo recebe o já rebaixado Chacarita, no estádio el Nuevo Gasometro, em Buenos Aires. O San Lorenzo é o terceiro colocado, com 43 pontos, sete a menos que o líder Boca Juniors, e ainda sonha com o título. Mas o objetivo principal é garantir vaga na Libertadores de 2019. O grande desfalque dos cuervos é o artilheiro da equipe, Nicolás Blandi (contusão). O técnico Claudio Biaggio vai colocar o atacante Nicolás Reniero no lugar do camisa 9.

O Chacarita não aguentou e foi rebaixado. El Funebrero é o lanterna na tabela de descenso, com promédio de 0.782, e vai ter que disputar a Primeira B Nacional na próxima temporada. O clube da cidade de San Martín ganhou apenas uma partida nas últimas nove rodadas (2 a 0 sobre o Colón).

Veja o histórico do confronto entre San Lorenzo e Chacarita.

Provável escalação

San Lorenzo: N. Navarro; P. Díaz, F. Coloccini, M. Senesi e G. Rojas; G. Gudiño, R. Piris Da Motta, F. Moyano e N. Barrios; R. Botta e N. Reniero. Treinador: Claudio Biaggio.

Chacarita: P. Fernández; N. Menéndez, G. Re, F. Rosso e G. Lazarte; J. Imbert, F. Vismara, M. Mellado ou Y. Reyes e J. I. Álvarez Morinigo; M. Rodríguez e M. Matos. Treinador: Sebastián Pena.

CLASSIFICAÇÃO

[soccer-info id='12' type='table' /]

 

 

 

 

 

 

 

 

Vitor Hugo Souza

Sobre Vitor Hugo Souza

Vitor Hugo Souza já escreveu 61 posts nesse site..

Futebol é legal. Jornalismo também. Então, faz as contas ⚽��❤ Sou Vitor Hugo Souza, jornalista formado, eterno jogador do “10 minutos ou dois gols”, e em busca da onda perfeita. Chuteiras nos gramados, jogos decisivos, golaços, dribles, time do coração, bastidores, torcida, emoção, tudo isso mexe com o imaginário. Mais do que um esporte, é futebol na veia.

BetWarrior


Poliesportiva


Vitor Hugo Souza
Vitor Hugo Souza
Futebol é legal. Jornalismo também. Então, faz as contas ⚽��❤ Sou Vitor Hugo Souza, jornalista formado, eterno jogador do “10 minutos ou dois gols”, e em busca da onda perfeita. Chuteiras nos gramados, jogos decisivos, golaços, dribles, time do coração, bastidores, torcida, emoção, tudo isso mexe com o imaginário. Mais do que um esporte, é futebol na veia.

    Artigos Relacionados

    Topo