De bicicleta, Sevilla vence Inter de Milão e é hexacampeão da Europa League

- Em jogo de muitos gols, Lukaku desviou contra o próprio clube no lance capital da final na Alemanha
Sevilla é hexacampeão da Europa League (Foto: Reprodução / Martin Meissner / Reuters)

Nesta sexta-feira (21), Sevilla e Inter de Milão entraram em campo pela final da Liga Europa. Assim, em Colônia, na Alemanha, em partida bastante disputada e cheia de gols, os Sevillistas se sagraram campeão pela sexta vez da Europa League. Após duas viradas, De Jong e Diego Carlos conduziram a equipe à glória europeia. Coube a Lukaku, um dos craques da competição, desviar contra o patrimônio para o terceiro gol espanhol.

1º TEMPO

A partida começou acelerada. Logo aos 2′, Handanovic saiu mal e Fernando pegou sobra para bater para o gol, mas a bola explodiu na marcação italiana. Na sequência, em contra-ataque, Lukaku foi tocado dentro da área, pênalti para a Inter de Milão. Quem sofreu, bateu e o belga abriu o placar. Em seguida, aos 11′, Navas cruzou na medida para De Jong mergulhar e testar firme para o gol, o goleiro visitante ainda tocou na bola, mas não conseguiu defender, deixando tudo igual para o Sevilla.

Após uma sequência de chances perdidas, em que, no melhor dos lances, o Sevilla quase marcou com Ocampos, a partida caiu de ritmo. No entanto, o time espanhol se mantinha melhor em campo, finalizando mais. Assim, aos 32′, após cobrança de falta de Banega, De Jong cabeceou para encobrir Handanovic e virar o placar para os Sevillistas. Mas, na sequência, em repeteco às avessas, Brozovic bateu falta, e Godin mandou de cabeça para empatar para a Inter de Milão. Nos acréscimos, em falta, Ocampos subiu e quase marcou de cabeça para os espanhóis.

2º TEMPO

Na volta do intervalo, as equipes seguiram com um ritmo mais lento. Assim, aos 6′, em cruzamento pela direita, a defesa afastou parcialmente e a bola ficou com Gagliardini, que chegou batendo e viu Diego Carlos se jogar na frente para evitar o gol da Inter de Milão. Em seguida, Reguilón fez o corte para dentro e bateu forte cruzado na rede pelo lado de fora. Na sequência, a Internazionale voltou a levar perigo com Young batendo colocado por cima do gol. Aos 19′, Lukaku recebeu lançamento em profundidade e bateu na saída do goleiro que se antecipou e evitou o terceiro.

Após um retorno conservador, com as equipes evitando lances de maior exposição, começaram a explorar mais os ataques em busca da definição. Assim, aos 28′, em falta cobrada na área, a zaga da Inter de Milão afastou mal e Diego Carlos deu linda bicicleta para o gol, a bola ainda desviou em Lukaku para morrer nas redes. na reta final, a Internazionale se lançou para buscar o empate após disputa de Moses, Sanchez chutou na sobra e Koundê salvou o Sevilla em cima da linha. Apesar da pressão final dos italianos, os espanhóis comemoram o título.

E AGORA?

Dessa forma, com o resultado, o Sevilla chega ao sexto título de Liga Europa em seis finais realizadas. Enquanto que a Inter de Milão é vice-campeão pela segunda vez. Agora, os espanhóis conquistaram vaga na fase de grupos da Liga dos Campeões 2020/2021. Já a Internazionale, com o vice da Série A TIM, já tinha classificação assegurada à principal competição europeia.

MELHORES MOMENTOS

Em breve.

Foto Destaque: Reprodução / Martin Meissner / Reuters

Ricardo do Amaral

Sobre Ricardo do Amaral

Ricardo do Amaral já escreveu 695 posts nesse site..

"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

BetWarrior


Poliesportiva


Ricardo do Amaral
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

    Artigos Relacionados

    Topo