Davó comenta sobre bom momento vivido no Corinthians

O atacante Matheus Davó tem ganhado cada vez mais espaço na equipe do Corinthians. O atleta já soma quatro jogos seguidos como titular e já marcou dois gols com a camisa do clube paulista, o tento da vitória contra o Internacional por 1×0 e o gol que abriu o placar no ótimo primeiro tempo da equipe alvinegra contra o Atlético Mineiro, ambos na Neo Química Arena.

Apesar de aparecer como uma solução emergencial de Mancini para o ataque contra o Internacional, quando os atacantes Jô e Boselli estavam lesionados, Davó pontuou que já está acostumado a jogar na função de falso 9, mas fez o adendo que pode atuar em qualquer posição mais à frente.

“Já estou acostumado, sei fazer. […] Ali na frente me sinto à vontade para jogar em qualquer posição. Nos últimos campeonatos joguei nessa posição de falso 9, ou junto, mas mais centralizado”, afirmou o atacante.

VEJA MAIS SOBRE O CORINTHIANS:

ESPERA POR OPORTUNIDADES

Davó esperou muito para ganhar uma sequencia como titular na equipe alvinegra. O atacante chegou no inicio da temporada vindo do Guarani-SP, mas foi pouco aproveitado pelo então comandante alvinegro, Tiago Nunes. Em jogos oficiais, o jovem entrou em campo apenas duas vezes. Com isso, antes de ganhar a chance como titular contra o Inter, dia 31/10, Davó ficou três meses sem jogar e, na maioria dos duelos, sem sequer ser relacionado. Assim, a última partida de Matheus havia sido contra o Oeste no dia 26/07.

Entretanto, o atacante do Timão afirma que sempre se preparou para que, quando tivesse uma oportunidade, agarrá-la.

“Eu sempre coloquei na minha cabeça que as coisas são como Deus quer. Sempre me preparei e soube que poderia ter oportunidade e que, quando ela chegasse, precisaria agarrar. […] Só tenho que agradecer e conseguir dar a sequência que todo mundo”, completou.

Foto Destaque: Reprodução/Marcos Ribolli

Avatar
Gabriel Ricardo
Instagram: @gabriel_ricardo77 Meu nome é Gabriel, sou estudante de jornalismo pela UNIP. Fascinado por esportes, futebol principamente, e fã da resenha e dos debates, percebi desde cedo que jornalismo seria o caminho que eu iria trilhar. Com o amor pelo futebol e vivência na arquibancada, vi e sinto na pele que o futebol é muito mais que 11 contra 11. E é essa mensagem que tentarei transmitir a todos enquanto me for possível.

Artigos Relacionados