David Moyes revela que United poderia ter pago 4 milhões de libras por Maguire em 2013 (Foto: Divulgação/Manchester United)

Defensor mais caro do mundo, Harry Maguire poderia ter se juntado ao Manchester United em 2013 por um valor bem abaixo do que foi pago pelos Red Devils em 2019. Assim, em entrevista ao “TalkSport”, o ex-técnico do clube, David Moyes, revelou que sugeriu a sua contratação, mas que na época a prioridade da diretoria era outra. No período em questão, o zagueiro custaria apenas 4 milhões de libras aos cofres do clube.

Segundo David Moyes, o atleta foi uma indicação de Alex Ferguson, que pediu ao compatriota que olhasse o Maguire, até então no Sheffield United.

“Não tentamos contratá-lo (quando estava no Manchester United), mas sinalizamos ele naquela época. Eu estava muito ciente dos jogadores das ligas inferiores e fiz uma boa carreira trazendo-os para o Everton. Seja Tim Cahill ou todos os que fizemos ao longo dos anos. Harry Maguire foi outro que eu reconheci. Ele jogou contra o Preston North End em casa em um jogo da liga e eu o observei e pensei que ele jogou muito bem”, relembrou o técnico.

Entretanto, Moyes ressalta que àquela altura, os Red Devils tinham boas peças defensivas. Assim, ir atrás de outro defensor não era o ideal no momento.

“Quando fui para o United, tínhamos Vidic, Rio Ferdinand, Jonny Evans, Michael Keane, Phil Jones, Chris Smalling. Portanto, irmos comprar outro jovem zagueiro não era a coisa mais importante de que precisávamos àquela altura”, reconheceu.

Contratado em 2019 por 80 milhões de libras, Maguire se tornou a transferência mais cara de um defensor na história. Atualmente, o zagueiro é capitão da equipe, além de estar presente nas convocações do técnico Gareth Southgate para a seleção inglesa.

Foto Destaque: Divulgação/Manchester United

Renan Liskai
Muito prazer! Sou Renan Liskai, paulista, natural de Santo André. Desde 1998 falando, respirando, sorrindo, chorando e enlouquecendo por futebol. A vida de goleiro não deu certo, mas o jornalismo sempre esteve ali. Descobri que se não podia estar dentro de campo ou das quadras, eu poderia estar do lado de fora, mas sempre vivendo tudo isso. Sou daqueles que não perde um jogo de futebol por nada, seja ele qual for. Costumo dizer que esse esporte é assunto mundial e que não há uma pessoa no mundo que nunca tenha falado sobre tudo que acontece dentro e além das quatro linhas. Assim como todo mundo, carrego uma história e experiências. Sou filho, irmão, neto, amigo e sempre serei um eterno aprendiz dessa vida.

Artigos Relacionados