A dança das cadeiras na Inglaterra

Na tarde desta quinta-feira (17), o Chelsea demitiu o técnico José Mourinho. A decisão do clube inglês já era esperada, devido à irregular campanha do time na Premier League (foram quatro vitórias, três empates e nove derrotas) e a amarga 16° colocação no campeonato, apenas um ponto da zona de rebaixamento.

Vendo os números de aproveitamento do time, é totalmente plausível a decisão tomada pela diretoria. Mas por que o Chelsea de Mourinho chegou a esse ponto? Os Blues são os atuais campeões da Liga Inglesa e têm praticamente a mesma base do time campeão da UEFA em 2012, sem contar os altos investimentos que o russo Roman Abramovich faz em seu time.

A provável razão desse descontrole é a paciência dos jogadores pelo técnico português. Algumas decisões do treinador irritaram alguns deles, inclusive Diego Costa, que chegou a jogar o colete de suplentes no chão, numa partida em que não saiu do banco de reservas. Há rumores que o vestiário estava dividido. A maioria queria a saída do técnico (o capitão Terry chegou a dar uma entrevista coletiva para desmentir os boatos e mostrar apoio a Mourinho). Seja qual for o motivo, ele sai do Chelsea pelas portas dos fundos, deixando uma situação complicada para seu sucessor: fazer o time sair da “zona da confusão” e recuperar o status de poderoso e mortal.

Pois é, a Liga Inglesa, que antes era palco da hegemonia dos times grandes e que hoje tem o Leicester como líder, está derrubando os grandes treinadores… Quem será o próximo? Van Gaal?

Avatar

Sobre Gabriel Tampelini Cruz

Gabriel Tampelini Cruz já escreveu 6 posts nesse site..

19 anos, estudante de jornalismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie.Como a maioria dos meninos, queria ser jogador de futebol, mas como percebeu que não tinha habilidade necessária para isso, contentou-se em comentar os jogos em vários aspectos. Apreciador da comunicação, gosta muito de falar, escrever e ler sobre os esportes, principalmente sobre o futebol, uma de suas maiores paixões.Está no começo de sua sonhada carreira de jornalista esportivo. Sabe que até lá, várias coisas podem acontecer, pensamentos e opiniões podem mudar e o caminho pode ser tortuoso. Mas uma coisa é certa: o esporte (e o futebol, em especial) nunca vai sair de sua vida.

BetWarrior


Poliesportiva


Avatar
Gabriel Tampelini Cruz
19 anos, estudante de jornalismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie.Como a maioria dos meninos, queria ser jogador de futebol, mas como percebeu que não tinha habilidade necessária para isso, contentou-se em comentar os jogos em vários aspectos. Apreciador da comunicação, gosta muito de falar, escrever e ler sobre os esportes, principalmente sobre o futebol, uma de suas maiores paixões.Está no começo de sua sonhada carreira de jornalista esportivo. Sabe que até lá, várias coisas podem acontecer, pensamentos e opiniões podem mudar e o caminho pode ser tortuoso. Mas uma coisa é certa: o esporte (e o futebol, em especial) nunca vai sair de sua vida.

    Artigos Relacionados

    Topo