A curiosa história do título “mundial” do Bangu

A International Soccer League foi uma competição de futebol  realizada em Nova York de  4 de Julho a 06 de Agosto de 1960. Criada por William “Bill” Cox, milionário americano fã de esportes, o torneio contou com 12 clubes de várias partes do mundo, com a escolha baseada nas suas respectivas campanhas nas duas últimas temporadas.

Campeão mundial dois anos antes, o Brasil foi um dos primeiros países a receber um convite.  O representante escolhido foi o Bangu Atlético Clube, vice-campeão Carioca de 1959. O Alvirrubro substituiu o campeão Fluminense, que rejeitou o convite para privilegiar o estadual de 1960.

Viajaram à Nova York, no dia 30 de junho de 1960, 17 atletas do Bangu, além do técnico Elba de Pádua Lima, o Tim, o chefe da delegação Sérgio Vasconcelos, o médico Ivon Côrtes e o jornalista da Rádio Nacional Antônio Cordeiro.

Times que participaram da International Soccer League de 1960

New York Americans – Time convidado (país sede)
Bangu Atlético Clube – Vice-campeão Carioca de 1959
Burnley Football Club – Campeão Inglês de 1959/60
Estrela Vermelha de Belgrado – Campeão Iugoslavo de 1959/60
FC Bayern München – 3º lugar Oberliga Süd de 1959/60
Glenavon Football Club – Campeão Norte-Irlandês de 1959/60
IFK Norrköping – Campeão Sueco de 1960
Kilmarnock Football Club – Vice-campeão Escocês de 1959/60
Sporting Clube de Portugal – Vice-campeão Português de 1959/60
Sportklub Rapid Wien – Campeão Austríaco de 1959/60
OGC Nice – Campeão francês de 1958/59
Unione Calcio Sampdoria – 5º lugar Campeonato Italiano de 1958/59

As equipes foram divididas em dois grupos. Na regra da competição, só o primeiro colocado de cada grupo se classificaria para a final.

Grupo 1
Kilmarnock
Burnley
Nice
New York Americans
Bayern de Munique
Glenavon F.C.

Grupo 2
Bangu
Estrela Vermelha
Sampdoria
Sporting
IFK Norrköping
Rapid Wien

Com uma média de mais de 15 mil torcedores por partida, o Bangu foi a grande sensação da primeira fase. Jogando um futebol vistoso, os comandados de Elba de Pádua Lima classificaram-se para a final de maneira invicta. Destaque para a dupla Zé Maria e Luís Carlos, artilheiros da equipe na primeira fase, com cinco gols cada.

Jogos do Bangu na primeira fase
4 de Julho de 1960 – Bangu 4 x 0 Sampdoria (Estádio Polo Grounds)
10 de Julho de 1960 – Bangu 3 x 2 Rapid Wien (Estádio Polo Grounds)
16 de Julho de 1960 – Bangu 5 x 1 Sporting (Estádio Polo Grounds)
20 de Julho de 1960 – Bangu 0 x 0 IFK Norrköping (Estádio Polo Grounds)
31 de Julho de 1960 – Bangu 2 x 0 Estrela Vermelha (Estádio Polo Grounds)

Na final, os brasileiros teriam pela frente o Kilmarnock, outra equipe também invicta no torneio.

A FINAL
Em jogo único, no dia 6 de agosto de 1960, o Bangu bateu o clube escocês, com dois gols de Válter, e faturou o título para o Brasil, no Estádio Polo Grounds. Em um dos atos mais memoráveis da história do futebol, após o final da partida, os próprios jogadores do Kilmarnock carregaram nos braços o capitão do alvirrubro Décio Esteves

BANGU – A equipe “campeã mundial” de 1960

1 – Ubirajara
2 – Joel
3 – Darci Faria
4 – Zózimo
5 – Ananias
6 – Nilton dos Santos
7 – Correia
8 – Zé Maria
9 – Décio Esteves (C)
10 – Válter
11 – Beto
12 – Aílton
13 – Mário Tito
14 – Paulo César
15 – Ademir da Guia
16 – Luís Carlos
17 – Durval

Técnico: Elba de Pádua Lima (Tim)

Nunca houve nenhuma mobilização para que o título do Bangu fosse considerado oficial. Todavia, antes do início da competição, diversos jornais do país intitulavam a competição como torneio mundial de futebol. Exemplo a edição do Jornal Folha de São Paulo em 15 de Janeiro de 1960.

Fato é que a ISL sempre foi considerada um torneio amistoso, mesmo que tenha tido a supervisão de Stanley Rous , então presidente da Associação Inglesa de Futebol, secretário-geral e vice-presidente da FIFA. A única certeza é que esta foi a primeira tentativa moderna para criar uma liga de futebol importante nos Estados Unidos.

Jonathan Silva

Sobre Jonathan Silva

Jonathan Silva já escreveu 82 posts nesse site..

Um jornalista de 23 anos que simplesmente ama futebol. Trabalhou nos jornais Folha Metropolitana e Metrô News, de São Paulo, todos como repórter. Atualmente é assessor na empresa TBL Comunicação. Por paixão, há três anos criou o blog Gol de Canela Futebol Clube, que procurar contar um pouco sobre história do futebol.

BetWarrior


Poliesportiva


Jonathan Silva
Jonathan Silva
Um jornalista de 23 anos que simplesmente ama futebol. Trabalhou nos jornais Folha Metropolitana e Metrô News, de São Paulo, todos como repórter. Atualmente é assessor na empresa TBL Comunicação. Por paixão, há três anos criou o blog Gol de Canela Futebol Clube, que procurar contar um pouco sobre história do futebol.

    Artigos Relacionados

    Topo