Cueva co ma camisa do Peru

Embora não sabemos quando o futebol argentino deve voltar, por conta da pandamia do COVID-19, os clubes já estão estudando contratações. Mesmo sem saber o dia de amanhã, o Boca já está indo ao mercado. E Christian Cueva é um grande nome no momento. O jogador pode estar de malas prontas para atuar na , do México.

Por ser um meia diferenciado, mas atualmente está em baixa, ele foi indicado por Nolberto Solano, ex-jogador do Boca Juniors, para vestir a camisa do clube argentino. Dessa forma, o ídolo peruano afirmou essa possibilidade para La Figura de la Cancha, impressa argentina.

“O Cueva é um ótimo jogador, que necessita de muita alegria para render e acredito que o Riquelme iria gostar da contratação. Ele pode entregar o que a diretoria e torcida tanto esperam do Boca”

Ainda de acordo com a entrevista, Solano, que jogou ao lado de Riquelme que hoje é vice-presidente do Boca, disse que Cueva se sentiria bem jogando no La Bombonera:“Christian Cueva é um jogador que tem o tipo de faísca que eu acho que Roman viria a apreciar”

Assim, a lenda do futebol peruano exaltou os jogadores do próprio país. Nolberto Solano contou que tem muitos atletas peruanos bons, mas atuam fora, pois são capazes de vestir camisas que fizeram história no futebol: “Aqui no Peru existem ótimos jogadores. Atualmente, a maioria joga fora do país. Os atletas são talentosos e capazes de vestir grandes camisas do futebol”

Christian Cueva

Devido a paralisação dos campeonatos mundiais, por conta do isolamento social, Cueva jogou muito pouco este ano. Por conta disso, o jogador entrou em campo em três ocasiões e não marcou nenhum gol. Saiu do Santos em baixa, depois de muita confusão com a torcida e o presidente. O peruano foi revelado pelo Universidad San Martín de Porres, do Peru. Depois foi vendido para César Vallejo por cerca de 150 mil euros.

Na temporada 2015/2016, se destacou pelo Toluca, do México, e veio para o Brasil defender a camisa do São Paulo. Na época, o clube paulsita desembolsou 1 milhão de euros para adquirir o jogador. Foi um dos destaques do time nas duas primeiras temporadas, já no último ano o rendimento foi abaixo do esperado. Mas o Tricolor Paulista conseguiu lucrar em cima do jogador, vendendo Cueva por 3 milhões de euros ao Krasnodar, da Rússia.

Voltou ao Brasil em 2019, e foi parar no Santos. Na época, o clube paulista pagou 5 milhões de euros no jogador, que no primeiro ano foi por empréstimo. Naquela ocasião, Cueva foi a segunda maior contratação da história do clube, ficando apenas atrás de Leandro Damião. Na última janela de transferência, o peruano foi parar no México. Pachuca pagou 4 milhões de euros para o clube brasileiro. Por fim, o atleta jogou 435 jogos oficiais em sua carreira e balançou as redes em 71 ocasiões.

https://www.instagram.com/p/B0cD7mSlTAk/

Foto destaque: Getty Images

Gabriel Gonçalves
Formado em jornalismo, escolhi esse caminho pois gosto de contar histórias para as pessoas. Apaixonado por esportes, agradeço ao meu avô por ter colocado o futebol na minha vida.

Artigos Relacionados