CSA treina no CT do Athletico e encerra preparação para duelo com o Paraná

- Partida está marcada para as 19h15 desta terça-feira, no Durival Britto
CSA treina no CT do Athletico e encerra preparação para duelo com o Paraná - Foto: Augusto Oliveira/CSA

CSA encerrou na manhã desta segunda-feira a preparação para enfrentar o Paraná. O elenco azulino treinou no CT do Athletico. A saber, O jogo será às 19h15 da terça, no Durival Britto, pela 34ª rodada do Brasileiro.

Contra o Paraná, Mozart vai contar com o zagueiro Rodolfo Filemon e o volante Geovane, que cumpriram suspensão diante do Figueirense. Porém, terá um desfalque: Cléberson, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Aliás, outro que fica de fora da partida é o Marquinhos, que se recupera de uma pancada no pé esquerdo.

Assim sendo, a tendência é que o técnico Mozart mande a campo a formação com Matheus Mendes; Norberto, Rodolfo Filemon, Luciano Castán e Diego Renan; Geovane, Gabriel e Nádson; Rafael Bilu, Rodrigo Pimpão e Paulo Sérgio.

O técnico Mozart projetou que o jogo no Durival de Britto será uma decisão para as duas equipes. Pois, com 52 pontos, o Azulão ocupa o quarto lugar. O time paranaense é o 18º, com 33.

– O Paraná está numa situação bem delicada e nós precisamos pontuar… Sabemos que vai ser mais uma guerra, uma final na terça-feira. Vamos ter que manter o nosso padrão e jogar no mesmo nível que estamos jogando para construir a vitória.

Com 15 vitórias, sete empates e 11 derrotas, o CSA tem 52,5% de aproveitamento na Série B. No entanto, fora de casa, o time venceu apenas três vezes, empatou sete e perdeu seis.

Arbitragem – Paraná x CSA

Emerson de Almeida Ferreira apita o jogo entre Paraná e CSA. Ele será auxiliado por Celso Luiz da Silva e Marcyano da Silva Vicente. O trio é de Minas Gerais.

Foto destaque: Augusto Oliveira/CSA

BetWarrior


Poliesportiva


Alexandre Vieira
Alexandre Vieira
Sou Alexandre Vieira, 31 anos, estudante de Jornalismo pela Universidade Federal de Alagoas (UFAL) e apaixonado por esporte, principalmente futebol. Quando moleque, sonhava em ser jogador, porém não tive oportunidade. Daí nasceu a paixão pelo jornalismo e a esperança de assim poder ficar famoso, realizar o sonho de me aproximar de ídolos, estádios e cobrir competições históricas. Tenho um senso de humor gigante e sou legal até quando meu time perde.

Artigos Relacionados

Deixe uma resposta

Topo