Cruzeiro

Sob pressão, o Cruzeiro buscará somar pontos em casa na reta final do Brasileirão Série B, para eliminar de vez a possibilidade de rebaixamento. O desempenho dentro dos seus domínios, contudo, não é favorável para a sequência da Raposa. Isto porque, o time mineiro é o segundo pior mandante da competição, com cinco vitórias em 17 partidas disputadas em Belo Horizonte. Sendo que a última foi em dezembro de 2020.

Com o encerramento da 35ª rodada, o time mineiro caiu para a 14ª colocação. Assim, com 44 pontos está há cinco de diferença para o Z4. Apesar da pequena margem de distancia para a degola, a Celeste não está tranquila na tabela. Segundo o Departamento de Matemática da UFMG, as chances de queda para a Série C são de 0,056%.

Neste sentido, o plantel comandado por Felipão tem ao menos três concorrentes diretos: Figueirense, Náutico e Vitória, todos com 39 pontos somados. Dessa maneira, para acabar com a ameaça o plantel buscará pontos dentro de casa. Em seu próximo compromisso recebe o Operário, quarta-feira (20), às 21h30, no Independência. Depois, enfrenta o Timbu, domingo (24).

https://twitter.com/Cruzeiro/status/1351284086384558083?s=20

CRUZEIRO EM CASA

 Na classificação como mandante da Série B, o Cruzeiro possui o segundo pior aproveitamento. A saber, somou 21 pontos em 17 partidas. Em casa possui uma campanha de cinco vitórias, seis empates e seis derrotas, ou seja, aproveitamento de 41.18%. Com isso, fica atrás apenas do Oeste, último colocado na tabela e já rebaixado para Terceira Divisão.

O jejum de vitória em Belo Horizonte da Raposa já se aproxima de dois meses. Só para se ter uma ideia o último triunfo cruzeirense como anfitrião ocorreu em 5 de dezembro de 2020. Na ocasião, derrotou o Brasil de Pelotas por 4 x 1, na 26ª rodada. De lá para cá disputou mais três partidas, empatou uma e perdeu outras duas.

O desempenho abaixo da média ficou ainda mais evidente na 34ª rodada. O Cruzeiro não conseguiu vencer o lanterna. Assim, no Independência protagonizou um vexame ao ser derrotado para o Rubrão, pior visitante da competição. Com o resultado, a equipe mineira deu adeus às chances de acesso a elite do futebol brasileiro.

FOTO DESTAQUE: Bruno Haddad/Cruzeiro/Divulgação

Avatar
Izabela Avelar
Izabela Avelar, mineira de 22 anos. Estudante de Jornalismo na UNA, em Belo Horizonte. Amo esportes e em especial a paixão dos brasileiros: o futebol. Tenho apreciado esta arte pelas arquibandas. Agora me aventuro também pelos bastidores. Para as mulheres, não é fácil entrar nesse mundo. Eu decidi enfrentar. Estou em busca do meu espaço. Levar a alegria de forma imparcial. E provar que mulher entende sim de futebol.

Artigos Relacionados