Cristiano Ronaldo e outros campeões relembram conquista da Eurocopa 2016

- Há quatro anos, a Europa se rendia ao talento português
Há quatro anos, Portugal era campeão da Eurocopa (Foto: Divulgação / Facebook oficial da Eurocopa)

Em 2016, a Eurocopa era portuguesa pela primeira vez em sua história. Pois, ao bater a França, com gol de Éder aos 4′ da prorrogação, Portugal conquistava o primeiro título profissional da Seleção das Quinas. Logo, um feito histórico e que completa seu quarto aniversário nesta sexta-feira (10). Assim, no Futebol na Veia, a icônica partida já foi alvo da coluna O Gajo Conta onde, ao melhor estilo Cristiano Ronaldo, contamos a façanha no Stade de France. Dessa forma, o próprio capitão deixou mensagem relembrando a glória.

Leia mais:

Apesar de ter levantado a taça, o capitão Cristiano Ronaldo não concluiu aquela partida, pois se machucou ainda no tempo regulamentar. Assim, ficou, do banco, auxiliando o mister Fernando Santos e dando apoio aos companheiros que seguiam em campo. Logo, em uma publicação em suas redes sociais, o Papai Cris confessou que foi o título mais importante de sua carreira.

Pepe, atualmente defendendo as cores do Porto, foi outro campeão que relembrou a conquista com satisfação por ter entrado na história da Seleção Portuguesa. Em sua conta no instagram, o zagueiro destacou a união do grupo de jogadores para que se alcançasse o topo europeu.

https://www.instagram.com/p/CCdM8CGpBJw/?utm_source=ig_web_copy_link

Enquanto que o autor do gol mais importante da história portuguesa, Éder não se absteve de deixar uma mensagem em comemoração pela conquista. Assim, o atacante foi reserva naquela partida, mas deixou o banco para entrar para as páginas gloriosas da Seleção Portuguesa.

https://www.instagram.com/p/CCdqgQYnEoc/?utm_source=ig_web_copy_link

RECORDAR SIM, MAS PENSAR NO FUTURO PARA MAIS CONQUISTAS

Dessa forma, o presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Fernando Gomes, admitiu que o dia 10 de julho de 2016 é uma data histórica para o futebol português. Já, para ele, é “um marco extraordinário“, como dirigente esportivo, e que a conquista é a culminação “de um trabalho fantástico que permitiu alcançar aquele objetivo“. Assim, a imagem do gol de Éder é um momento inesquecível. Além disso, o mandatário português ainda projeta o futuro da Seleção das Quinas:

O que desejo é que consigamos trabalhar da mesma forma, com planejamento, organização e dedicação, para que tenhamos a felicidade de repetir um 10 de julho de 2016 daqui a algum tempo. Acredito que é possível conquistarmos outra vez um título europeu ou mundial.

Pensando em novas conquistas, um dos grandes responsáveis pelo título da Eurocopa 2016, o técnico Fernando Santos afirmou que é possível repetir o feito de quatro anos atrás. “Claro, mas não podemos fazer ao contrário. É preciso trabalhar muito, ser organizado, ter muita qualidade e ser um grupo coeso“.

Relembrando a final, o Mister revelou o momento mais marcante daquele dia: “Quando o árbitro apitou para acabar o jogo. A necessidade de abraçar a minha família, o que, de alguma forma, era abraçar Portugal”. Enquanto que sobre a próxima edição da Eurocopa, adiada para 2021 devido a pandemia da Covid-19, Fernando Santos falou: “Quando entrares no próximo Europeu vais defender um título que é teu, algo que nunca aconteceu. Aumentou os níveis de confiança, pois sentes que é possível fazer”.

EUROCOPA 2016

Assim, foi em um 10 de julho como este que Portugal conquistou sua maior glória profissional com a Eurocopa 2016. No entanto, no caminho até o título, a Seleção Portuguesa enfrentou muitas dificuldades. Isso porque, não teve um início muito bom conseguindo a classificação na primeira fase com três empates diante de Islândia, Áustria e Hungria. Já na fase eliminatória, superou a Croácia, pelo placar mínimo, venceu a Polônia, nos pênaltis e, na semifinal, bateu País de Gales por 2 x 0.

Diante dos obstáculos iniciais, Fernando Santos chegou a fazer uma profecia de que só voltaria à Portugal no dia 11 de julho. Dito e feito. No entanto, na final enfrentaria a Seleção Francesa, que seria dois anos depois bicampeã mundial, e que Portugal não vencia desde 1975. No campo, após lesão de Cristiano Ronaldo, Éder marcou o gol mais importante da história do futebol português, dando aquele dia contornos inesquecíveis.

Foto Destaque: Divulgação / Facebook oficial da Eurocopa 

Ricardo do Amaral

Sobre Ricardo do Amaral

Ricardo do Amaral já escreveu 553 posts nesse site..

"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

BetWarrior


Ricardo do Amaral
Ricardo do Amaral
"Alvíssaras! Sou Ricardo Accioly Filho, pernambucano de 27 anos, advogado e estudante de jornalismo pela Uninassau. Tenho como mote que “no futebol, nunca serão apenas 11 contra 11”; é arte, é espetáculo, humanismo, tem poder de mover multidões e permitir ascensões sociais. Como paixão nacional do brasileiro, o futebol me acompanha desde cedo, entretanto como nunca tive habilidade para praticá-lo, busquei associar duas vertentes de minha vida: o prazer pela leitura e o esporte bretão. Foi nesse diapasão que encontrei no jornalismo esportivo o elo de ligação que me leva a difundir e informar o que, nas palavras de Steven Spielberg, é o “mais belo espetáculo de imagens que já vi”."

    Artigos Relacionados

    Topo