Craque o Flamengo faz em casa!

Pela terceira vez, o Flamengo conquista o título da Copa São Paulo de Futebol Junior após vencer o Corinthians em um jogo histórico que nunca vai ser esquecido pelos flamenguistas. Não só o jogo, mas foi uma campanha memorável. Uma campanha de um time que não era nem perto de ser cotado como favorito, mas no final levou a taça para Gávea. No aniversário de São Paulo, quem comemora é a maior torcida do mundo.

Tudo começou no grupo 24, o Flamengo tinha pela frente 3 confrontos, nos quais ele era favorito em todos, e o favoritismo se confirmou. Na primeira partida contra o Red Bull Brasil, o Flamengo venceu por 2×1, apesar de ter sofrido pressão o jogo todo, os torcedores perceberam destaques como o goleiro Thiago, o volante Ronaldo, Felipe Vizeu e Lucas Paquetá, os dois últimos marcaram os gols do rubro-negro. A segunda partida do clube foi contra o Palmeira-RN, o placar terminou em 5×1 com fantástica atuação de todo o time, encantando até torcedores de outros times, Felipe Vizeu, Matheus Savio, Lucas Paquetá, Thiago Ennes e Ronaldo marcaram para o Flamengo. Já classificado, o urubu levou o time reserva a campo, atitude que deu um descanso para os titulares nessa competição tão desgastante, Artur, Patrick e Thiago Ennes marcaram para o Flamengo na vitória de 3×1 sobre o União Mogi.

Pela Segunda Fase da Copinha, o Flamengo enfrentou o Brasília e venceu por 3×0. No ínicio de jogo, Paquetá desperdiçou um pênalti, mas depois se redimiu abrindo o placar, Felipe Vizeu ampliou e Patrick fechou o caixão no segundo tempo. Com a vitória, novamente o Flamengo teria pela frente o time que mais trouxe perigo até então, o Red Bull Brasil.

O jogo contra o clube de campinas conseguiu ser mais complicado que o da primeira fase. A pressão do RBB foi grande e o jogo foi bastante truncado. Com Thiago e Leo Duarte em noite inspirada, os torcedores do Flamengo estavam tranquilos com sua parte defensiva, O problema estava na frente, mas após tanto tentar, Matheus Savio marcou para o rubro-negro no primeiro jogo que ele começou na reserva, 1×0. O camisa 10 não vinha fazendo uma boa copinha.

Pelas oitavas de final, o Flamengo já entrou classificado contra o Bahia. Pelo regulamento da Copa São Paulo, o melhor perdedor também avançava para as quartas de final. O clube carioca abriu 2×0, com Felipe Vizeu marcando os dois tentos, e ainda teve o pênalti perdido por Cafú. Já mais relaxado, o rubro-negro viu o time baiano chegar ao empate, 2×2. Nos pênaltis, 5×4 para o Flamengo, e o sonho do título já começava a se tornar realidade.

Nas quartas de final, o Brasil acompanhou um clássico nacional pela competição. Flamengo e São Paulo travaram um jogo de muita paciência e estudo, onde quem falhasse primeiro perderia a partida. Melhor para os cariocas. Após duas falhas do setor defensivo são paulino, Felipe Vizeu aproveitou e guardou duas bolas na rede dos paulistas. Thiago mais uma vez segurou tudo lá trás, o Flamengo voltava a ser semifinalista da Copinha.

Já sabendo que o Corinthians era o adversário da final, caso vencesse, o Flamengo foi a campo contra o América-MG, e pela primeira vez ficou atrás do placar na competição. O coelho abriu o placar logo aos 3 minutos do primeiro tempo, mas Trindade logo empatou com um chute lindo. No segundo tempo, após bela assistência de Matheus Sávio, Lucas Paquetá deslocou o goleiro, Flamengo 2×1.

No dia do aniversário da cidade de São Paulo, um jogo histórico aconteceu no Pacaembu lotado. No primeiro ataque Cafú finalizou bem pela direita, mas o Filipe espalmou pra fora. Num cruzamento, Gabriel Vasconcelos domina na área, gira e bate com firmeza, Thiago encosta na bola, mas ela morre no fundo das redes. O Flamengo então se expõe para o jogo, mas no contra-ataque Matheus Pereira acerta belo chute de fora da área, era 2×0 para o timão. Trindade e Felipe Vizeu arriscam bonitos chutes, mas nada feito. O Flamengo não funcionava muito bem no primeiro tempo, Lucas Paquetá e Matheus Sávio estavam sumidos e a carga ficou toda em cima de Cafú, que fez sua melhor partida em toda competição.

Voltando muito forte para o segundo tempo, o rubro-negro aproveitou o relaxamento do Corinthians para em 8 minutos igualar o placar e ver o Pacaembu se calar. Logo no primeiro minuto, após cruzamento na área, Lucas Paquetá desviou para o gol, mas o juiz incorretamente anulou o gol. Nem por isso parou a reação dos cariocas. Aos 3 minutos, após novo cruzamento, Trindade desviou de cabeça para dentro. Aos 8 minutos, Cafú arrancou do campo de defesa com a bola e deu um passe magistral para Matheus Sávio que não desperdiçou, 2×2 e o Flamengo estava de volta no jogo. Com um time muito mais ligado, o jogo foi se encaminhando para os pênaltis. O jogo foi parado no final após a torcida do Corinthians em uma atitude de medo, após o primeiro tempo, a torcida do timão guardou os sinalizadores para a esperada goleada no final do jogo, mas se viu sem opções já prevendo uma possível derrota nos pênaltis, os torcedores não iriam querer levar os sinalizadores para casa.

Nos pênaltis mais emoção ainda. Tudo começou certinho, Maycon, Guilherme e Dawhan marcaram para o Corinthians enquanto Thiago Ennes e Ronaldo para o Flamengo. Mas a responsabilidade foi para o mais jovem do time, Klebinho desperdiçou. Assim como Klebinho, o também jovem Matheus Pereira desperdiçou o pênalti com cavadinha e viu Lucas Paquetá empatar de novo a série. Gabriel Vasconcelos bateu e Thiago defendeu, Thiago bateu e Filipe defendeu e depois provocou o goleiro rubro-negro. Mas brilhou a estrela de Thiago, defendendo mais um pênalti, dessa vez de Claudinho, foi provocar Filipe, que nada pode fazer após a cobrança de Patrick que determinou o terceiro título da Copa São Paulo de Futebol Junior para o Flamengo.

O flamengo disputará 3 competições fortes durante o ano, e poderá contar com muitos jogadores do elenco campeão da copinha. A transição será muito importante para os jogadores e para o Flamengo, não queimando e nem perdendo talentos já percebidos nos jogadores. Atletas como o goleiro Thiago, o lateral direito Thiago Ennes, o zagueiro Leo Duarte, o volante Trindade, os meio-campistas Lucas Paquetá e Matheus Sávio, os atacantes Cafú e Felipe Vizeu estão preparados para integrar o profissional, compondo o elenco e entrando aos poucos, sem muita pressão para irem se habituando e crescendo profissionalmente, cada um com suas habilidades individuais e coletivas. Já o volante Ronaldo, já se mostrou preparado para ser uma das peças que podem brigar pela titularidade já nessa temporada, muito bom na marcação e saída de jogo, o jogador é veloz, tem ótimo passe, protege muito bem a zaga, organiza e distribui o jogo, um jogador ideal que o Flamengo está precisando urgente para o elenco atual do profissional. Caso de certo, ele consiga entrar sem nervosismo e com sequencia de partidas para encaixar seu futebol, pode ser peça forte para Muricy. Outro talento visto na copinha é o treinador Zé Ricardo, que implantou um esquema de jogo muito bom e participativo para todos do elenco, com variações para toque de bola, dominando o jogo com a posse e contra-ataque rápido. O futuro está ai e, com certeza, o Flamengo aproveitará da melhor forma os futuros talentos. Craque o Flamengo faz em casa!

BetWarrior


Poliesportiva


Avatar
Paulo Arthur
Paulo Arthur Corrêa é louco por futebol e está toda semana no estádio para acompanhar de perto o esporte mais famoso do mundo. Tem 19 anos e mora no Rio de Janeiro. É colunista do Futebol na Veia, participante do programa Na Cara do Gol da Rádio Estácio-TJ e apaixonado pelo que faz. Em 2015 começou a cursar Jornalismo, iniciando o caminho para alcançar seu sonho de infância, que é trabalhar com esporte e transmitir valores e ideias para o público em geral.

    Artigos Relacionados

    Topo