Craque marfinense pode pendurar as chuteiras

O marfinense Didier Drogba, de 37 anos, foi especulado na comissão técnica do Chelsea pelo jornal francês L’Equipe. É desejo Roman Abramovich, dono do clube londrino, contar com o craque em sua comissão técnica. O jornal disse que o atacante voltaria para ser auxiliar de Guus Hiddink, novo treinador. Mas em sua conta no Twitter o jogador desmentiu tranquilamente a publicação: “É um prazer receber essas mensagens, mas eu não anunciei a minha aposentadoria. Eu estou em conversas com o Montreal Impact em relação ao meu futuro”. O atual clube do atacante é o Montreal Impact, do Canadá. No clube canadense o jogador já fez 12 gols em 14 jogos, uma excelente média. No Chelsea o centroavante viveu a melhor fase da carreira, conquistando quatro vezes o campeonato Inglês e uma Uefa Champions League. Drogba foi revelado pelo Le Mans, da França. Teve passagens também pelo Guingamp e Olympique de Marselha, ambos da França. Depois foi para o Chelsea, onde se consagrou no futebol mundial e ficou por oito anos. Em 2012, o craque foi vendido ao Shanghai Shenhua, da China.

Após seis meses na China, foi contratado pelo Galatasaray, da Turquia, onde ganhou um campeonato Turco e uma Supercopa da Turquia. Ainda voltou para o Chelsea em 2014, mas pouco utilizado, foi jogar no Montreal Impact, do Canadá. Drogba foi duas vezes artilheiro da Premier League e uma vez da UEFA Cup. Na Champions League de 2011-12, foi destaque do time e da final. Na final, o time londrino enfrentou o Bayern de Munique. Drogba foi herói, vilão e herói de novo.

O jogo era no Allianz Arena, casa do time alemão. A partida foi 1 a 1 no tempo normal, e o Chelsea sofreu o gol aos 38 minutos do segundo tempo, enlouquecendo a torcida da casa. Aos 43, para acabar com a graça dos alemães, Drogba empata a partida e leva pra prorrogação, onde cometeu um pênalti quando tentava ajudar a defesa. O goleiro Peter Cech pegou a cobraça do holandês Arjen Robben, levando a decisão para os pênaltis. O atacante bateu o último pênalti e saiu para o abraço para comemorar o título dos Blues. Nesta final se vê o tamanho da grandeza deste atleta que foi também eleito duas vezes o futebolista marfinense e do continente africano do ano. O jogador está em final de carreira, então, qualquer notícia pode ser esperada. Tanto uma renovação com os canadenses, quanto a sua volta a Londres. Que continue brilhando, tanto com as chuteiras, quanto com a prancheta.

Eric Filardi

Sobre Eric Filardi

Eric Filardi já escreveu 1233 posts nesse site..

Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 27 anos, jornalista pós-graduado em Jornalismo Esportivo e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, Peixe, Palestra e Timão. Sou da Colina, Glorioso, Flu e Mengão. Sou brasileiro, hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 x 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões. Sou Clássico das Multidões. Sou Sul, Nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, Raposa, Bavi e Grenal. Sou Ásia e África. Sou Barça e Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia: sou Futebol na Veia.

BetWarrior


Poliesportiva


Eric Filardi
Eric Filardi
Quando pequeno quis ser jogador. O sonho de criança passou. Uma vida nova se anseia. Bem-vindo ao melhor site de futebol. Bem-vindo ao Futebol na Veia. Sou Eric Filardi, paulistano de 27 anos, jornalista pós-graduado em Jornalismo Esportivo e apaixonado por futebol. Como todo jornalista amo escrever. Como todo brasileiro amo futebol. Tenho meu clube e minhas preferências, mas viso o profissionalismo e a imparcialidade, sem deixar de lado a criatividade. Sou Tricolor, Peixe, Palestra e Timão. Sou da Colina, Glorioso, Flu e Mengão. Sou brasileiro, hermano, francês e italiano. Sou Ghiggia, Paolo Rossi, Caniggia e Zidane. Sou Alemanha dos 7 x 1, mas que o povo não se engane. Também sou Ronaldo, Romário, Zico, Garrincha e Pelé. Sou Bundesliga, MLS, Eredivisie e Premier. Sou das várzeas e dos terrões. Sou Clássico das Multidões. Sou Sul, Nordeste, Amazônia e Pantanal. Sou Galo, Raposa, Bavi e Grenal. Sou Ásia e África. Sou Barça e Real. Sou as Américas, a Europa, sou o mundo em geral. Sou a festa nas arquibancadas, que o estádio incendeia: sou Futebol na Veia.
http://www.ericfilardi.com.br

Artigos Relacionados

Topo