Coutinho sobre momento do clube: "Sempre quero o melhor para o Vasco"

Em suma, o meia Philippe Coutinho, cria da base do Vasco, ainda acompanha o time, mesmo de longe. Torcedor declarado, o Príncipe da Colina, apelido que ganhou da torcida vascaína, fez questão de comentar sobre o momento em que o clube passa. Em entrevista coletiva pela seleção brasileira, Coutinho disse que sofre com as derrotas do clube e que, um dia, deseja voltar:

“É um momento difícil. Eu, como torcedor, acompanho de longe. Sempre quero o melhor para o Vasco, tenho um carinho e uma gratidão enorme pelo clube. Vivi muitos anos lá. Espero um dia voltar. Queríamos que tivesse vencido o jogo, que houvesse mais chance para subir, mas fico de longe torcendo, querendo o melhor para esse clube.”

Coutinho de volta para seleção

Portanto, de volta a seleção após algum tempo fora, o meia vem retomando seu futebol. É a primeira vez que Tite o convoca depois do retorno aos campos pelo Barcelona. Decerto, Coutinho passou por operações e agora terá um novo treinador no time espanhol, justamente Xavi. O brasileiro chegou no time catalão para substituir o ídolo espanhol.

A tendência é de que o meia seja escalado pelo lado direito, ao lado de Neymar e Raphinha. Mesmo assim, Coutinho agradeceu a comissão técnica pela ajuda com o tratamento da lesão, além dos lugares em que pode jogar:

“Obviamente, falar de posição é com o comandante. Estou muito feliz de poder voltar a estar com a seleção, depois de um período grande. Sempre pensei em voltar a vestir essa camisa, então aproveito para agradecer ao Tite e à todo o estafe. Nos momentos de cirurgia eles estiveram comigo, recebi diversas visitas do Fábio (Mahseredjian, preparador físico), doutor Rodrigo (Lasmar) que me operou… Sobre posições, não fizemos nem o primeiro treino. Vamos conversar, e a comissão vai colocar a ideia para o próximo jogo, contra a Colômbia. Mediante isso é buscar o melhor para a seleção”.

Foto destaque: Reprodução/CBF

Robert Ferreira
Sou o Robert! Fiz jornalismo para vivenciar histórias, estar dentro dos fatos e o principal, ter acesso a verdade, sempre! O esporte sempre esteve na minha vida, e unir a escrita com o futebol seria é o ideal de vida. Escrevi para redação do jornal universitário além de atuar fortemente nas redes sociais com posicionamentos sobre cultura negra. Sujeito calmo com o objetivo de ganhar o mundo!