Fifa confirma Costa Rica como sede do mundial feminino sub-20

A próxima edição da Copa do Mundo Feminina Sub-20 será sediada na Costa Rica, conforme comunicado da Federação Internacional de Futebol (Fifa). Em suma, a entidade confirmou que apesar da saída do Panamá, a competição será organizada normalmente no país localizado na América Central. Sendo assim, o torneio que precisou ser adiado para o 1º trimestre de 2021, será realizado entre os dias 20 de janeiro e 6 de fevereiro.

De acordo com a entidade, a Costa Rica continuará como única organizadora do evento. De qualquer forma, algumas mudanças deverão ser feitas pelo país tendo em vista atender os critérios exigidos em competições da Fifa. Sendo assim, uma dessas mudanças é a inserção de um novo estádio para conseguir receber todos os jogos . A saber, em meados de julho, o Panamá optou por se retirar da organização da Copa. Conforme comunicado emitido pelo país, a decisão foi a mais assertiva tendo em vista a período conturbado da pandemia do novo coronavírus.

“Devido a força maior e porque estão além do nosso alcance, projeções e controle orçamentário, como consequência, como apontamos, da pandemia do Covid-19” , afirmou o comunicado emitido pelo Panamá

Apesar do adiamento do mundial, a Fifa optou pela manutenção de alguns critérios. Dessa forma, o mundial sub-20 manterá as regras de elegibilidade de atletas. Portanto, as jogadoras que estariam na faixa etária para disputar o campeonato em 2020, poderão participar do evento no próximo ano. No caso, segundo a regra original. poderão competir no mundial as atletas nascidas após 1º de janeiro de 2000 e antes de 31 de dezembro de 2004.

Seleções classificadas

Até o momento da paralisação dos torneios eliminatórios para o mundial sub-20, 12 seleções já estavam com vaga confirmada. Sendo assim, na sequência das classificatórias restam somente duas vagas para o continente africano e duas para as representantes sul-americanas. Estão classificadas: Costa Rica, Coreia do Norte, Coreia do Sul, Japão, Estados Unidos, México, Alemanha, Nova Zelândia, Holanda, França e Espanha. 

Foto Destaque: FRED TANNEAU/AFP/JC

Avatar
Dara Oliveira
Sou Dara Oliveira, estudante de Jornalismo. Orgulhosamente do Norte do Brasil. Me considero uma contadora de histórias. A paixão pelo jornalismo começou ainda na infância, na mesma época que o futebol passou a ser parte importante da minha jornada. Tudo que envolve o mundo esportivo me desperta curiosidade. Eu acredito no poder do esporte como instrumento de inclusão social.

Artigos Relacionados