Coritiba x Fluminense

Coritiba e Fluminense é um duelo que sempre representa emoções. Para os tricolores, a lembrança de que foi com um empate no Couto Pereira, que o time até então comandado por Cuca reagiu e escapou do rebaixamento no Brasileirão de 2009. Um verdadeiro milagre pago justamente pelo Coxa, que jogou a Série B em 2010. Pouco mais de dez anos depois, eles voltam a se encontrar no palco daquele duelo, com sentimentos opostos.

Dessa vez, quem busca o milagre é o Coritiba. Com 25 pontos, o time é vice-lanterna do Brasileirão e precisa de uma sequência perfeita para evitar a queda. Todavia, tal missão não é impossível. E a inspiração pode vir no exemplo do Tricolor, rival desta quarta-feira.

O Fluminense, aliás, está em uma situação mais tranquila neste Campeonato Brasileiro. Sétimo colocado com 46 pontos, o time carioca luta para conseguir uma vaga para a Copa Libertadores de 2021. A última vez que o time disputou o torneio foi a quase oito anos. Todavia, há chances claras do tabu se encerrar ao final da competição.

Dentre as treze vitórias que o Fluminense conquistou até aqui, uma delas foi justamente sobre o Coritiba. No fim de setembro, o Alviverde não foi páreo e foi goleado facilmente por 4 x 0. Na ocasião, Michel Araújo, Felippe Cardoso, Nino e Ganso marcaram para o time carioca. Todavia, o Coxa vislumbra vencer nesta quarta-feira (20) e encerrar um longo jejum contra o adversário.

RETROSPECTO RECENTE RUIM PARA O COXA, MAS EQUILIBRADO NA HISTÓRIA

Nos últimos sete jogos entre as equipes, o Flu venceu três vezes, e houve ainda quatro empates. A última vitória do Coritiba aconteceu em 2014, na rodada 33. O atacante camaronês Joel marcou o único gol da partida, disputada no Couto. Entretanto, é importante destacar que em 2018 e 2019 o Coxa não jogou a primeira divisão.

Todavia, o Coritiba tem a vantagem no retrospecto geral. Em 42 jogos, o Coxa tem 15 vitórias, e o Fluminense, 14. Além disso, ocorreram 13 empates. São 57 gols tricolores contra 54 alviverdes. O duelo é às 20:30 da noite de quarta-feira no Couto Pereira.

Foto destaque: Lucas Merçon/ Fluminense

Lucca Smarrito
Desde pequeno sou apaixonado por esportes, principalmente futebol. Decidi fazer Jornalismo justamente porque amo escrever e trabalhar nesta área, principalmente a qual eu sonho, seria fantástico. Já participei da cobertura de um jogo da Suburbana de Curitiba em 2019 como comentarista, através de um projeto ofertado pela Universidade, além de ter escrito artigos de opinião e participado dos programas esportivos de rádio do curso. Também tenho uma página no Instagram não oficial sobre meu time. Acredito fielmente na importância do mesmo como um instrumento de inclusão social e fortalecimento de laços dentro da nossa sociedade, bem como a formação do caráter de um ser humano e sua capacidade de apaixonar e socializar. Sou estudante do segundo ano de Jornalismo da PUC-PR e tenho o objetivo e é claro, o sonho, de cobrir grandes eventos do mundo esportivo, tais como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos. Sou uma pessoa extremamente dedicada e estou sempre interessado em aprender coisas novas, para adquirir o máximo de conhecimento possível nesta profissão tão incrível como o Jornalismo.

Artigos Relacionados