Coritiba mira maior utilização de jovens na reta final do Brasileirão

- Valorização das categorias de base do clube é um dos grandes objetivos da temporada de 2021
Coritiba

O discurso da diretoria e do técnico Gustavo Morínigo é de que o Coritiba vai dar mais atenção e apostar nas categorias de base para 2021. O atual elenco alviverde tem 11 atletas da formação e novos nomes podem aparecer durante o ano. Portanto, a tendência é a de que, cada vez mais garotos oriundos da base possam atuar na equipe principal.

Dentre as principais apostas, estão os laterais Natanael, Kazu e Ângelo, bem como o zagueiro Henrique, o meia Guilherme Biro e o atacante Robinho. Destes, o primeiro foi o que mais atuou no torneio (treze partidas). Todos estão sujeitos a avaliações diretas do técnico paraguaio para que se conheça o real aproveitamento dos jogadores nas competições. Mas todos podem jogar, até mesmo no Campeonato Paranaense.

Com experiência de trabalho em categorias de base, principalmente enquanto esteve no Paraguai, Morínigo é uma carta na manga para uma boa transição aos profissionais.

JOVENS SÃO A BASE DO CORITIBA NA PRIMEIRA DIVISÃO

Ao todo, os jogadores da base compõem um terço de todo o time principal. Portanto, em um cenário com possível disputa da Série B, a expectativa é de que os jovens sejam utilizados com uma frequência cada vez mais maior. Além deles, o grupo possui outros atletas, até mais conhecidos da torcida. Nesse grupo, se destacam os meias Matheus Bueno, Luiz Henrique e Yan Sasse, bem como os atacantes Pablo Thomaz e Nathan.

O Coritiba se inspira justamente no fôlego dos mais jovens para continuar sonhando com a permanência na primeira divisão. No próximo sábado, o time duela contra o Vasco em São Januário, às 21 horas.

BetWarrior


Poliesportiva


Lucca Smarrito
Lucca Smarrito
Desde pequeno sou apaixonado por esportes, principalmente futebol. Decidi fazer Jornalismo justamente porque amo escrever e trabalhar nesta área, principalmente a qual eu sonho, seria fantástico. Já participei da cobertura de um jogo da Suburbana de Curitiba em 2019 como comentarista, através de um projeto ofertado pela Universidade, além de ter escrito artigos de opinião e participado dos programas esportivos de rádio do curso. Também tenho uma página no Instagram não oficial sobre meu time. Acredito fielmente na importância do mesmo como um instrumento de inclusão social e fortalecimento de laços dentro da nossa sociedade, bem como a formação do caráter de um ser humano e sua capacidade de apaixonar e socializar. Sou estudante do segundo ano de Jornalismo da PUC-PR e tenho o objetivo e é claro, o sonho, de cobrir grandes eventos do mundo esportivo, tais como a Copa do Mundo e os Jogos Olímpicos. Sou uma pessoa extremamente dedicada e estou sempre interessado em aprender coisas novas, para adquirir o máximo de conhecimento possível nesta profissão tão incrível como o Jornalismo.

    Artigos Relacionados

    Deixe uma resposta

    Topo