O Corinthians, recebe na Fazendinha, o Kindermann, pela A1. A partida, marcada para quinta-feira (13), às 20h30 (horário de Brasília), é muito importante. Isso porque, para o lado das mandantes, vale vaga no G4, além da manutenção do bom retrospecto contra as catarinenses. Já para as líderes, por outro lado, vale manter a 1ª colocação na tabela do Brasileirão Feminino, além de abrir vantagem no topo.

CORINTHIANS

O time paulista enfrenta as atuais líderes sem medo, sabendo de seu potencial e com foco na luta pelo G4. A luta pelo topo, porém, não será fácil. Contudo, o técnico Arthur Elias, junto de suas comandadas, aposta no bom resultado conquistado contra o Palmeiras como um gás a mais. Além disso, o clube conta com o grande apoio da massa corintiana, já que a entrada será solidária.

KINDERMANN

Apesar de ser líder da competição, enxergando do topo seu adversário, o time catarinense tem de tomar cuidado. A equipe tem pela frente um de seus carrascos em duelos diretos, então, a atenção tem que ser dobrada. As Leoas, entretanto, estão confiantes. A vitória, ironicamente, contra o Vitrória, por sonoros 7 x 0 dá ainda mais fôlego para as meninas.

RETROSPECTO

Ainda que sejam grandes equipes, os dois só se enfrentaram cinco vezes até hoje, todas elas pelo Brasileiro. E, como é de se observar a hierarquia alvinegra do futebol do timão nesses últimos anos, a vantagem é do Corinthians. O favoritismo é firmado pelas esmagadoras quatro vitórias e um empate das meninas. A mais recente há quase um ano, por 1 x 0.

APOSTA INDICADA

Em resumo, a necessidade de vitória é dos dois times, já que ambos pleiteiam o título, mas o Kindermann tem uma motivação pessoal a mais. Ainda assim, o Corinthians pressionará pela 2ª vitória seguida. Deste modo, tudo indica um ótimo confronto, com um futebol bem jogado para os dois lados. Porém, a vantagem, de forma geral, é para os lados paulistas.

Avatar
Glauber Nathan
Meu nome é Glauber Nathan, tenho 20 anos e sou estudante de jornalismo. O futebol entrou cedo na minha vida, e de lá para cá, respiro o esporte. Apesar de ser um fã assíduo do rádio, não perco a oportunidade de acompanhar qualquer jogo, independente do campeonato, divisão ou país. Entendo que o mais importante é entender e fazer os outros compreenderem a emoção do espetáculo chamado futebol.

Artigos Relacionados