Corinthians empresta Matheus Davó para o Bahia até o final da Série B

O jovem atacante Matheus Davó, de 22 anos está de malas prontas para Salvador, onde vai jogar no Bahia. Anteriormente estava na equipe do São Bernardo jogando o Paulistão, emprestado pelo Corinthians. Por lá, Davó fez 12 jogos onde fez dois gols e cinco assistências  assim, é mais um jogador que chega na Cidade Tricolor com o objetivo de devolver o Bahia à Série A do Campeonato Brasileiro. Inclusive, o atleta chegou a despertar interesse do Guarani, de Campinas, entretanto, o tricolor esteve mais perto e o levou.

Por que Davó?

Nascido em São Paulo, Matheus Alvarenga de Oliveira, ganhou o apelido de “Davó” devido a alta participação da sua avó na carreira. Dessa maneira, Joinville, Portugues, Guarani, Philadelphia Unión e Corinthians foram os clubes em que passou. Foi em 2019, que Matheus estreou profissionalmente no bugre campineiro, após impressionar na Copa São Paulo de Futebol Júnior. Ademais, na competição anotou seis tentos em quatro partidas.

Eu ficava com a minha avó durante a semana, meus pais trabalhavam. Foi ela que me levou para o treino e para a escola. Como eles tinham muitos Matheus, era isso que diferenciava o Matheus Davó. Quando cheguei no primeiro jardim de infância , eu não sabia meu sobrenome, os caras perguntaram o que era e eu dissse “Davó”.” Aí pegou, ficou com o Davó o resto da vida.

Apresentação, disputa pela titularidade e negociação

Além disso, o jogador já havia negociando com Eduardo Freeland e Bahia já tem um tempo. Nos últimos dias as conversas esquentaram e chega para disputar posição logo contra o artilheiro do esquadrão: Hugo Rodallega. Nesta sexta-feira (8), o ECB dará inicio ao Campeonato Nacional. No entanto, Matheus Davó não irá atuar e ficará treinando esperando a oportunidade. Tem chegada prevista para está quinta-feira, para realização de exames e assinatura do contrato.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Caio Santos
Jornalista Esportivo, 23 anos, apaixonado por esportes. Na minha carreira, almejo ser comentarista de futebol e o meu maior sonho é cobrir uma Copa do Mundo.