Conheça o incidente “seis Cavalheiros de Shenzhen”, evento onde um técnico brasileiro flagrou jogadores com prostitutas em hotel em Kunming

- Nos anos 2000, Edson Tavares precisou lidar com um escândalo envolvendo seis atletas do clube
Shenzhen

No fim de março de 2000 um escândalo mexeu com o futebol chinês. Seis jogadores do Shenzhen Footbal Club, na época treinado pelo brasileiro Edson Tavares, foram flagrados com prostitutas em um hotel na cidade de Kunming. Na época a apuração ganhou destaque pelo jornal “Football News”. O clube puniu os atletas envolvidos e acabou processando o jornal. Relembre o caso.

Os Seis Cavaleiros de Shenzhen

Também conhecido como Incidente Ping An Six Gentlemen, o evento aconteceu no dia 25 de março de 2000. De acordo com a apuração do jornal, seis atletas da equipe teriam ligado para prostitutas após a partida do Shenzhen contra o Yunann Hongta. Ocorre que jogadores não contavam com uma noite de sono ruim do seu treinador. Por conta da derrota no jogo anterior, o técnico Edson Tavares teve insônia. Dessa forma, ele conseguiu escutar vozes baixas, além do barulho de portas abrindo e fechando às duas da manhã.

Tavares então encontrou membros da equipe e mulheres não identificadas se esgueirando pelo corredor. Em seguida, ele e outros membros da comissão esperaram em silêncio na entrada do edifício. Por volta das três horas, várias massagistas e jogadores acabaram flagrados.

Reação de Edson Tavares

Conforme descrito pelo jornal, o treinador brasileiro teria reagido com raiva ao incidente: “Só agora sei porque é que os jogadores não fazem nada em campo e não conseguem mexer-se durante o jogo. Podem ter feito isto antes do jogo”, afirmou. Uma das prostitutas envolvidas conversou com Football News, querendo expor os jogadores assim que saiu do quarto de um deles: “Se você não publicar (a entrevista), vou procurar o maior jornal ou outra mídia do país para explicar a verdade.”

Um dos receios que o caso fosse divulgado pela imprensa era por conta dos jogadores, já que dos seis envolvidos, quatro eram casados.

Punição aos jogadores envolvidos

Este incidente desencadeou uma enorme resposta social e despertou forte insatisfação do Shenzhen. A equipe anunciou imediatamente a punição dos seis jogadores. Além disso, declarou que a reportagem era mentirosa. Por conta disso, o clube exigiu um pedido de desculpas do jornal, além de processo por perdas econômicas no valor aproximado de R$ 8,11 milhões.

Em 27 de março, o clube de Shenzhen impôs penalidades a seis jogadores. A equipe optou por multar Peng Weiguo, Zhang Jun e Sun Gang em 10.000 yuans, enquanto Wang Chao, Yao Li e Chen Yongqiang foram suspensos e deixaram o time por um tempo limitado. Em 31 de março, os três primeiros publicaram uma carta aberta aos fãs – “Pedimos desculpas sinceramente.”

O assunto finalmente terminou mais de um ano depois. O Football News fez um pedido público de desculpas. Além disso, clube e jornal chegaram a um acordo, encerrando o processo.

Foto destaque: Reprodução/Getty Images

Flavio Rodrigues
Flavio Rodrigues
Apesar de não ser formado, sempre admirei a capacidade dos jornalistas em poder informar o público e despertar a reflexão e o senso crítico nas pessoas. Adoro falar e debater sobre esportes e acredito que como formadores de opinião, temos a obrigação de passar fatos aos leitores. Apesar disso, gosto muito de fazer textos opinativos, como análises táticas ou mesmo temas polêmicos, como o retorno do futebol na pandemia. Sou colaborador dos sites PlanetaGol (desde 2008) e Torcedores.com (2018), com foco maior no futebol em geral, mas no segundo tive experiências com matérias abordando outros esportes , entrevistas com atletas, dirigentes e pessoas envolvidas com o esporte (como especialistas em marketing) e cobertura de eventos presencialmente. Anos atrás tive um projeto chamado Buteco de Futebol, em conjunto com dois amigos. O foco era no lado mais torcedor. com cada um falando do seu time e valorizando a rivalidade sadia. Além de um podcast semanal, cada integrante escrevia textos sobre seu time. Há cerca de um mês, fui convidado por um amigo para um projeto chamado Futejotas, onde falo sobre o Corinthians. O formato nesse caso é mais visual, com vídeos que são publicados no canal do YouTube e alguns que gravo diretamente no Instagram.

Artigos Relacionados

Topo