Conheça Jean Baratte, um dos maiores artilheiro da história do Campeonato Francês e ídolo do Lille

- Considerado como o "Zidane" dos anos de 1945 até 1955
Jean Baratte

Primeiramente, a coluna Além dos Bleus traz Jean Baratte, que fez sua estreia e era o principal jogador do clube Lille Olympique Sporting Club Métropole, no qual era bastante popular no início da Segunda Guerra Mundial. De antemão, no ano de 1948 terminou sendo artilheiro da temporada, com 31 gols feitos. Portanto, ele é considerado um dos melhores marcadores da história do Campeonato Francês. Após encerrar sua carreira profissional, o atacante se tornou técnico de futebol.

Conquistas

Em 1946, começou a ganhar troféus pelo o Lille, conquistando seu primeiro título sendo Campeão da França. Assim, no ano seguinte, conquistou a Coupe de France, em 1947. Em 1948, fez uma final contra o RC Lens, marcando um doblete. De outra forma, terminou com o Les Dogues em 2º lugar no campeonato nas temporadas de 1948, 1949, 1950 e 1951, se tornando novamente artilheiro em 1949, com 26 gols realizados. Ainda mais, com a saída de Jules Bigot da equipe para assinar com o Le Havre, Jean Baratte herdou a braçadeira de capitão.

Foto: Facebook

Capitão coragem

Conhecido como “capitão coragem”, ganhou apelido dado pelos torcedores. Dessa forma, uma curiosidade interessante aconteceu na semifinal da Copa da França de 1952. Quando os dois goleiros do time estavam machucados e ausentes, ele ocupou a posição de defensor contra o Girondins de Bordeuax, vencendo por 2 x 1.

Seleção Francesa de Futebol

Na Seleção Francesa era um jogador muito importante para a equipe. Até então, ele marcou 19 gols em 32 jogos disputados vestindo a camisa azul entre 1944 e 1952. O atacante foi capitão dos Blues 12 vezes no ano de 1949, ainda mais na partida no qual eles perderam um pênalti injustamente contra a Iugoslávia na rodada preliminar da Copa do Mundo de 1950.

De saída do Lille

Assim, em novembro de 1953, por conta de um conflito com o treinador André Cheuva, ele deixou a equipe do LOSC. Portanto, se juntou ao Aix-em-Provence, no Ligue 2. Contudo, jogando apenas quatro partidas no início da temporada, ele conquistou mais um título de campeão por seus ex-companheiros da equipe na temporada, já que Lille venceu o campeonato de 1953. Além disso, em dezembro de 1954, ingressou no clube CO Roubaix-Tourcoing, porém a equipe desceu de volta para a segunda divisão.

Dessa forma, foi a sua primeira experiência como treinador-jogador. Ele estava menos eficaz diante do gol, não podendo impedir o rebaixamento do time. No ano seguinte, Baratte retornou ao Lille, que estava na Ligue 2, porém ele ajudou o clube na volta para a elite do futebol francês. Entretanto, tendo marcado 169 gols na primeira divisão nos anos de 1945 e 1955, se tentou o 12° melhor marcador do Campeonato da França.

Foto: Facebook

Fim da carreira

Assim, em 1957, ele encerrou sua carreira profissional de futebol e começou a sua carreira como treinador. O primeiro time no qual treinou foi no Lille entre 1961 e 1962 na Segunda Divisão. No ano seguinte, treinou o Espérance Sportif de Tunis. Depois de um certo tempo, dirigiu uma equipe, o Tourcoing dos EUA, nos anos de 1966 a 1968.

Portanto, Jean Baratte deixou o mundo do futebol definitivamente em 1968, quando o mesmo abriu um restaurante juntamente com o seu pai. O local era em uma pequena vila do norte. Ele veio morreu em 1986, com 63 anos. Em uma homenagem, o seu nome foi dado ao estádio OS Fives.

Foto destaque: Reprodução/Maurice Jarnoux/Paris Match/Getty Images

Renara Bessa

Sobre Renara Bessa

Renara Bessa já escreveu 83 posts nesse site..

Olá, me chamo Renara, tenho 20 anos, sou estudante de Jornalismo e a área que eu quero é a do do esportivo. Acompanho campeonatos de dentro do Brasil e alguns fora do país. Sou cearense, torço pelo Ceará e Flamengo. Amo a copa do Nordeste, um campeonato muito bom para os times nordestinos, nenhum clássico-rei ganha do Ceará x Fortaleza, que é um espetáculo no estado.

BetWarrior


Renara Bessa
Renara Bessa
Olá, me chamo Renara, tenho 20 anos, sou estudante de Jornalismo e a área que eu quero é a do do esportivo. Acompanho campeonatos de dentro do Brasil e alguns fora do país. Sou cearense, torço pelo Ceará e Flamengo. Amo a copa do Nordeste, um campeonato muito bom para os times nordestinos, nenhum clássico-rei ganha do Ceará x Fortaleza, que é um espetáculo no estado.

    Artigos Relacionados

    Topo